Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




"Vamu'lá vê"...

por João-Afonso Machado, em 28.01.22

- Vamu'lá vê! - e a face anafada e sorridente, morenaça, sem pestanejar, ia dizer uma coisa qualquer...

- Então?

- Vamu'lá vê, o Governo não podia ceder às pressões da Esquerda mais radical, era um desastre, urgia um novo caminho mais realista...

- E?...

- E por isso o Orçamento foi chumbado em Outubro. Um disparate! Vamu'lá vê, em plena crise pandémica, três meses de atraso...

- Mas agora...

- Vamu´lá vê, uma maioria forte, uma maioria absoluta, ia permitir-nos governar, favorecer o crescimento económico, relançar o País...

- Porém...

- Vamu'lá vê, o eleitorado começou a fugir. Vamu'lá vê, o eleitorado é o povo, e o povo é quem decide. Só não pode é decidir contra nós...

- Contra o que as sondagens começaram a apontar...

- Nem mais. Vamu'lá vê, imagine que o Rio e a Direita ganham. E se poem a fazer reformas! Já imaginou a carga de desemprego político que isso acarretaria para os nossos? Seria a nossa austeridade!

- Vai daí...

- Vai daí, vamu'lá vê, houve de acertar o discurso...

- ... Em plena campanha eleitoral? E o programa do PS?

- Pois, claro... [O sorriso sempiterno] Vamu'lá vê, já um ilustre meu antecessor dizia, «em política, o que parece é». Vamu'lá vê. Tudo ficou em deixar exigências, que a coisa corria pelo pior, e piscar outra vez o olho ao Bloco. Mesmo porque o Rio, sempre com a sua mania do melhor para Portugal, na certa não falhará o apoio na AR no devido momento...

- E isso esclarece o eleitorado? E quanto aos que já votaram previamente?

- Vamu'lá vê [jamais pestanejando], acha que eu deixaria as eleições para a Direita? A Esquerda cobra impostos, vale-se das cativações, mas a Esquerda é o Povo!

- E a democracia?

- A democracia sempre foi a Esquerda. E contra a Esquerda, vamu'lá vê, - linhas vermelhas!

- Portanto está confiante na vitória?

- Claro! Vamu'lá vê, não estamos aqui para enganar ninguém, apenas toda a gente...

- .... E o Orçamento chumbado em Outubro?

- Vamu'lá vê, dá-se-lhe a volta. Eu bem o acenei em entrevista, está ali um documento para negociar, rever...

- Vai contar com o apoio parlamentar do PCP?

- Evidentemente! Vamu'lá vê: Jerónimo foi-se abaixo, a nova geração é mais flexivel, na política a coerência mata os seus profissionais, e o importante é derrotar a Direita - Vamu'lá vê, a estratégia da colagem do Rio ao Chega foi genial - e eu, que nada quero deste barco velho, autorizado por mais um sucesso eleitoral deixo-o sozinho e zarpo de iate para a Europa. 



8 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.01.2022 às 10:50

O Vamu'lávê  vai figurar como o maior logro e uma das maiores traições que nos aconteceram em democracia. ( Mas teve "mestre"). Este fracassado, que só fez estragos, mal tenha  ocasião dá à sola e zarpa cobardemente, para fugir às responsabilidades de nos ter deixado um legado de pobreza e de estagnação. Um país pedinte e "depenadinho" para usar uma conhecida expressão.
 
E com a torneira da Europa a fechar-se e os tempos difíceis que se avizinham, o Vamu'lávê anda desnorteado e já não sabe o que fazer à vida.  Mas sabemos nós e até antecipamos, sem errar,  o que está para acontecer: Como «bom» socialista encartado," quando se acaba o dinheiro dos outros, já não quer governar" _ parafraseando a Tatcher _ sim, vai "dar às de vila diogo", não tenha dúvidas.
Muitas dúvidas tenho, se noutras latitudes encontrará os mesmos frouxos e os mesmos poltrões que aqui conseguiu driblar e levar ao engano. É que nessas paragens joga-se limpo e com regras de transparência ;  não costumam aparar certos "lances" e jogatanas e muito menos "fintas".



Sem imagem de perfil

De Anónimo a 31.01.2022 às 07:47

A partir de agora Vamulávê  o que acontece  "com a torneira da Europa a fechar-se e os tempos difíceis que se avizinham"
Austeridade? Certamente, mas disfarçada e muito bem embrulhada.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.01.2022 às 13:17

Para LER, neste DIA DE REFLEXÃO, sobre a manipulação das sondagens ...


"Ao longo da minha vida profissional colaborei ou fui consultor em várias campanhas eleitorais(...)  Mas só fui diretor de campanha uma vez. Foi em 2017, na segunda candidatura independente de Rui Moreira à Câmara do Porto.

(...)
Tudo começou em junho, com um estudo de opinião mandado fazer internamente a uma das melhores empresas de sondagens. O resultado era que, apesar de ir contra todos e contra um PS que na altura estava mais forte do que nunca, ganharíamos com maioria absoluta, mas sem grande margem, ou seja, em torno dos 45%. Ao PS eram então atribuídos cerca de 27% e ao PSD 11%.

Quatro meses após, o resultado foi a da única maioria absoluta para Rui Moreira, com 45% dos votos, contra 28% do PS e 10% do PSD. Isto é, passada a campanha, não perdemos nada para a oposição relativamente ao primeiro estudo e conseguimos, perante os ataques dos nossos adversários, segurar o eleitorado.

(...)Mas, esta não é toda a história. Pelo meio houve as mais diversas tentativas de manipulação da opinião pública (...) A 9 dias das eleições, o JN publicou um estudo do centro de sondagens da Universidade Católica, que colocava a Rui Moreira e Manuel Pizarro em empate técnico (...) cinco dias depois, com as urnas à vista, surge nova sondagem. Desta vez na RTP. Realizada pelo mesmo centro de sondagens, atribuindo a Manuel Pizarro e ao PS o primeiro lugar, de novo em empate técnico, mas já à frente. 
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.01.2022 às 13:25

(cont.)
António Costa meteu-se imediatamente a caminho, vindo encerrar a campanha nacional do PS ao Porto e as televisões, sem exceção, dedicaram a sexta-feira a fazer diretos dessa campanha socialista. A noite de sexta-feira, antes das eleições, foi isso mesmo. António Costa, ao lado de Manuel Pizarro, a gritar vitórias ao PS. 


Sobre a campanha de Rui Moreira, zero. Nem uma imagem.

e dois dias depois, tranquilamente, ganhamos com maioria absoluta.

(...) Se o país, em setembro passado, se espantou com o que se passou em Lisboa, eu não.
(...) olhar para o Porto e para estas histórias e tentativas de manipulação da opinião pública também não faz mal nenhum. Porque, no fim do dia, por mais que os spin-doctors (que são quase sempre os mesmos a cometer os mesmos erros) achem que podem criar realidades alternativas, infantilizar e manipular a opinião pública e o sentido do seu voto, a decisão está sempre nas mãos dos mesmos: os eleitores que, na sua sapiência, fazem o que entendem por bem e são bem menos manipuláveis do que se julga."

Nuno Santos
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.01.2022 às 14:51

o texto integral:


https://observador.pt/opiniao/campanhas-e-sondagens-uma-historia-de-manipulacao/
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 30.01.2022 às 09:16


Em síntese:
" À medida que o grau de escolaridade vai aumentando, a percentagem dos eleitores que votam PS e no PCP vai diminuindo (...) a conclusão que se pode tirar é que á medida que os eleitores vão tendo maior conhecimento da realidade e da economia portuguesa, vão podendo interpretar o que se passa em Portugal e no resto do Mundo, vão tomando consciência que a situação actual não promove o crescimento económico, nem o aumento do nível de vida dos portugueses, pelo que se torna necessário alterar a actual política económica. É compreensível que com um maior nível de instrução os eleitores se vão tornando mais exigentes em termos das suas perspectivas para o futuro. (...)
É uma indicação clara de que os actuais defensores da política do PS tenderão a perder importância relativa no futuro (...)  os actuais defensores da política do PS tenderão a perder importância relativa no futuro  uma tendência que conduzirá  a uma política mais ambiciosa em termos de crescimento económico e geradora de um maior nível de vida dos portugueses."


Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.01.2022 às 16:03

"Vamu'lá vê!", mais do que um slogan, é "um frase identitária", do melhor conseguido (como o texto). Fiz a experiência ("é uma grande experiência, de fundo, para a minha vida!"!! Lol Não fosse o diabo tecê-las!. Mas já está, há uma semana, tranquilo) e votei antecipado, de olhos abertos e em consciência, sem pensar, nem lembrar da personalidade do Vamu'lá vê. Texto "muito bem "apanhado". Obrigada e Bom voto, e Bom Domingo tb.

Sem imagem de perfil

De Albino Manuel a 31.01.2022 às 01:16

FIM.

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • lucklucky

    "Parece-me que a história é, por definição, o pont...

  • lucklucky

    E como digo desde há anos: Fujam de Lisboa, fujam....

  • Elvimonte

    (continuação)Smith, J.D. et al. (2016) “Effectiven...

  • Elvimonte

    (continuação)Radonovich, L.J. et al. (2019) “N95 R...

  • Elvimonte

    "Have you ever wondered who's pulling the strings?...


Links

Muito nossos

  •  
  • Outros blogs

  •  
  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2021
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2020
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2019
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2018
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2017
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2016
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2015
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2014
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2013
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2012
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2011
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2010
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2009
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2008
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D
    196. 2007
    197. J
    198. F
    199. M
    200. A
    201. M
    202. J
    203. J
    204. A
    205. S
    206. O
    207. N
    208. D
    209. 2006
    210. J
    211. F
    212. M
    213. A
    214. M
    215. J
    216. J
    217. A
    218. S
    219. O
    220. N
    221. D