Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Vai ficar tudo como eles sempre quiseram

por João Távora, em 26.03.20

"Pois bem, tudo indica que o paraíso desejado, devidamente decorado por artistas, escritores e humoristas que já se estão a posicionar, instalados nas frisas, esteja mesmo para chegar."

Pouco mudou, afinal, em Portugal. O grande inimigo dos pensadores nacionais continua a ser a Padaria Portuguesa.
Esta nossa inclinação infantil e apressada de odiar os nossos ódios em matilha é só mais uma das razões por sermos um país pobre como, temo, descobriremos duramente nos próximos meses.
Achar que a PP (e outras empresas) deviam ter bolsos sem fundos para prever um evento como que vivemos é rasteiro e cobarde.
Por definição, e para quem não sabe, a boa gestão é feita através de investimentos e não de guardar montanhas de moedas como fazia o Tio Patinhas ou notas debaixo do colchão. A riqueza nas sociedades humanas acontece porque houve - e há - quem tome riscos. Nem todos os Descobrimentos a meio do milénio passado, foram feitos por conta do Estado como os portugueses. Já naquele tempo houve "privados" que se atravessaram. As coisas, dos ventiladores às broas de mel do Pingo Doce, não caem do céu. Existem, quase sempre, porque quem as faz, acha que vai ganhar com isso. Ganhar o quê? Dinheiro pois então, riqueza.
Achar que os "liberais" não podem recorrer ao estado durante um evento incomparável como que o vivemos é desonesto, estúpido e em especial inumano. Porque assinala que quem pensa e faz diferente - os tais liberais ou a PP entre milhares de outros - deve ser devidamente punido por isso, nem que seja com uma pandemia no focinho.
Pelos sorrisos e tom de certos escritos e ditos, quase que arriscaria dizer que a p**a da pandemia já valeu a pena, quanto mais não fosse para arrumar de vez com a Padaria e os liberais.
Pois bem, tudo indica que o paraíso desejado, devidamente decorado por artistas, escritores e humoristas que já se estão a posicionar, instalados nas frisas, esteja mesmo para chegar.
Vai ficar tudo como eles sempre quiseram.

Pedro Boucherie Mendes no Facebook



4 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 26.03.2020 às 15:13

letra do artefacto das Caldas para 5litros
« aguisalhada
À cabeça da manada
Trote largo e para a frente
Com os seus cavalos baios
As pilecas eram raios
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 26.03.2020 às 16:23

Não sei que estão a discutir, mas eu por acaso anteontem fui a uma Padaria Portuguesa comprar pão, e fiquei admirado por me terem mandado entrar lá para dentro e me terem atendido ao balcão, como se fosse num dia normal. Que diabo, nos outros cafés que eu vejo abertos, as pessoas ficam cá fora, a porta está bloqueada com uma mesa, de tal forma que o contacto entre os funcionários e os clientes seja feito a uma certa distância e que a segurança do ambiente no qual os funcionários se encontram seja maior. Pareceu-me que aquela forma de atendimento era um bocado porca e descuidada para um ambiente de pandemia como o atual.
Sem imagem de perfil

De Sérgio Gonçalves a 27.03.2020 às 09:14

Portanto, foste a uma padaria porca e descuidada... Mesmo assim foste. Ora Foda-se que há gente mesmo passada da cabeça. 
Sem imagem de perfil

De sam a 27.03.2020 às 14:04

Ai, Lavourinha, ainda não percebeste que o tipo de atendimento corresponde ao tipo de cliente?

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Carlos Sousa

    E pegando nalgumas palavras do primeiro-ministro, ...

  • Anónimo

    caro senhornestes tempos aburguesados e politicame...

  • Anónimo

    Caro Senhor"Apesar dos frequentes casos de corrupç...

  • Carlos Sousa

    O que me está a causar apreensão não é a DGS fazer...

  • Albino Manuel

    A monarquia espanhola vai aguentar. Derrubá-la é c...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2006
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D