Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Uma vergonha que não se assume nem corrige

por Jose Miguel Roque Martins, em 19.02.21

Um dos mais lamentáveis episódios dos 900 anos de história de Portugal, foi a forma como decorreu a debandada de África.

Pela forma como os Portugueses foram evacuados, com uma mão á frente e outra atrás.

Pela forma como se criaram condições para guerras civis que mataram e continuam a matar, milhões de africanos pela guerra e pela fome.

Tudo com a justificação da inevitabilidade Histórica.

Hoje, foco num aspecto desta vergonha que, ao contrario de outras, poderia ainda ser corrigida:  a enorme ignominia de se ter negado a nacionalidade Portuguesa até a antigos militares que combateram por Portugal. Uma vergonha que não passa, nem pode passar. E que os sucessivos governos e parlamentos teimam em não corrigir. 

A este propósito, deixo aqui um texto que um comentador do corta fitas postou, a propósito deste triste e grave episódio da nossa história.

“E não deixa de ser irónico que, na passada semana, 47 anos depois, um grupo de guineenses, antigos militares do Exército Português, a quem tem sido negada a nacionalidade portuguesa, ou qualquer outro apoio, irrompessem no cemitério de Bissau, onde existem cerca de 500 campas de antigos militares lusos, tivessem coberto as campas de uma dezena deles com a Bandeira das Quinas, discursassem patrioticamente, e mais uma vez solicitado que lhes fosse concedido o que é de Direito e até, de simples decência (veja-se como é de pôr os cabelos em pé, comparar-se isto, com o que se passa actualmente com os migrantes!). Repare-se ainda, na mudança na atitude do governo da República da Guiné-Bissau que tudo deixou passar na televisão…

     Portugal devia estar de luto, no mínimo o Exército Português, que serviu com inexcedível valor militar e patriotismo. Infelizmente, tal não irá acontecer. Afinal Marcelino da Mata, não tem passado “antifascista”; não se drogava por “culpa” da sociedade; não jogava à bola, nem era baladeiro ou estrela de rock. Era apenas um combatente de excelência, português, que passou a estar no sítio errado, na hora errada.

     O Portugal de hoje, sem memória, sem vergonha, materialista, corrompido, eivado de ideias e ideologias malsãs, sem tino e sem rumo, não merece a distinção de ter Homens como Marcelino da Mata, que nem sequer vai poder ser homenageado com honras militares fúnebres, mais do que merecidas."

 (Ten.Cor. Brandão Ferreira, in  blog O Adamastor)

 

 



4 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 19.02.2021 às 11:00

Mas ao Mamadou Ba  _ esse exemplo do que é "ser português", esse expoente da pátria  _  foi concedida nacionalidade portuguesa. Deve ter sido a bem da Nação que ele tanto ama e respeita.

É impressão minha, ou o Mundo está de pernas para o ar, não está ?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 19.02.2021 às 12:23

Penso que há dois grupos. Um dos malucos e outro dos que estão razoavelmente lúcidos. 
Eu não sei a qual pertenço. Aflijo-me apenas por estar no grupo mais pequeno. 



Imagem de perfil

De cheia a 19.02.2021 às 20:06

Sobre a debandada, foi pena que não tenha lá estado, para fazer melhor.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 21.02.2021 às 15:26

Para conhecer mais um herói do Exército Português de Moçambiquede, de que nunca ouviu falar certamente. Entre os sus muito feitos, há uma batalha que se notabilizou pela  intervenção deste guerreiro, com tácticas militares inovadoras que são estudadas em Academias Militares estrangeiras.


http://ultramar.terraweb.biz/FranciscoDanielRoxo_RMM.htm



 (repare na listagem no fim da página, com a imensa biografia que lhe é dedicada)


Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Danny the Fox

    Publicação interessante, mesmo para quem não está ...

  • pedro

    nao ouso dizer "excessivamente extenso", mas para ...

  • Anónimo

    Tem "costela" do Mestre Alçada Baptista...

  • Anónimo

    comparando os estados socialistas com as putas'pag...

  • Elvimonte

    Extraordinário o senhor Alexis de Tocqueville. Um ...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2020
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2019
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2018
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2017
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2016
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2015
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2014
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2013
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2012
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2011
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2010
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2009
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2008
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2007
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D
    196. 2006
    197. J
    198. F
    199. M
    200. A
    201. M
    202. J
    203. J
    204. A
    205. S
    206. O
    207. N
    208. D