Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Uma perspetiva moral do "fique em casa"

por João Távora, em 06.04.21

A Irmã Lúcia nas suas Memórias narra como foi a pandemia de 1918, a pneumónica ou gripe espanhola. A leitura dessa descrição mostra-nos a grande diferença civilizacional que existe quando comparamos a reacção do ocidente à pandemia de covid-19.
A ler o artigo de Pedro Sinde aqui.

 



4 comentários

Sem imagem de perfil

De balio a 06.04.2021 às 13:22

Há uma grande diferença civilizacional, de facto. Na gripe de 1918 os vizinhos tomavam conta uns dos outros. Atualmente, os hospitais tomam conta dos doentes. Ou seja, o tratamento profissionalizou-se e especializou-se. Os doentes continuam a ser tratados e apoiados, só que são-nos por médicos e enfermeiros, em vez de o serem por vizinhos que não percebem nada de doenças.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 06.04.2021 às 18:43


E o sr. não entendeu a dimensão daquilo que o texto DISSE. 

O  sr. já é um produto da nossa decadência "civilizacional".
(Peço imensa desculpa, mas era difícil conter-me.)
Sem imagem de perfil

De balio a 06.04.2021 às 13:24


Note-se que a Irmã Lúcia refere que o pai dela a advertia contra a possibilidade de se infetar com os vizinhos doentes de que tratava.
Se na atual epidemia tivéssemos recorrido aos métodos artesanais de tratamento dos doentes que se utilizou em 1918, certamente que teria havido muitíssimos mais infetados e, eventualmente, mortos do que houve.
Não romantizemos o passado, que foi muito feio.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 06.04.2021 às 19:10

Balio, o texto não faz a apologia dos métodos artesanais no tratamento dos doentes! Nem tão-pouco faz o contraponto com os tratamentos profissionalizados e especializados de hoje. O tema era outro... mas "escapou-lhe". E foi uma pena.
Conhece a expressão latina "margaritas ante porcos"?
Significa  que dar coisas de valor a quem não as sabe apreciar ou falar de assuntos elevados a quem não "acompanha" o sentido é, na verdade, um desperdício. 
 

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Concordo com tudo o que diz: Eu também nunca dei c...

  • Elvimonte

    Modelos matemáticos epidemiológicos são essencialm...

  • The Mole

    O facto de os privados não terem dado melhor conta...

  • Anónimo

    ... escondido com "rabinho" de fora.

  • balio

    só porque tem um “SNS” mal preparado… será talvez ...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2020
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2019
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2018
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2017
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2016
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2015
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2014
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2013
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2012
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2011
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2010
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2009
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2008
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2007
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D
    196. 2006
    197. J
    198. F
    199. M
    200. A
    201. M
    202. J
    203. J
    204. A
    205. S
    206. O
    207. N
    208. D