Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Uma perguntinha apenas...

por José Mendonça da Cruz, em 17.01.21

... aos apóstolos do pânico e aos pobres diabos que pululam nas redacções de tv, e que, por falta de carácter, espinha, neurónios, trabalho ou honradez nos foram informando diariamente, ao longo de todo um ano, que a grave situação pandémica em EUA e Brasil se devia, respectivamente, a Trump e Bolsonaro: agora que temos os piores números da Europa, a culpa é de quem?

Já sabemos que não responderão «da incompetência do Governo».

Atenção, porém: se responderem «é do Marcelo», podem indispor Costa, coisa que não vos convém.

Podem, é claro, fazer como o pobre José Alberto Carvalho, que, perante as críticas e os números apresentados por Paulo Portas, hoje, interrompia, ansioso, para dizer que a culpa era dos portugueses, e que o Governo, se tivesse sido mais duro, teria sido crucificado.

Mas, se calhar, chamar burros aos espectadores não é muito bom para as audiências.

 



14 comentários

Imagem de perfil

De olhosqueleem a 17.01.2021 às 22:36

O exercício da Democracia pede-nos lucidez a todos os que a conseguem ter!!!


A maior lucidez que conseguirmos ter.



Ana
Imagem de perfil

De olhosqueleem a 17.01.2021 às 23:04

Permita que acrescente que o problema que estamos a viver é de todos nós, porque não fomos responsáveis.
O Governo de Costa abstenho-me de comentar a incompetência para não escrever aqui palavras menos simpáticas.  O Governo tinha de ser competente.
Agora estamos a gerir o caos nos hospitais...
E os portugueses Também não cumpriram e continuam a não cumprir. Falta de consciência e de civismo...não acontece só aos outros, acontece a todos !


Ana





Perfil Facebook

De Marques Aarão a 18.01.2021 às 08:18

Com os nefastos exemplos que vem de cima, como o de Marcelo de cara destapada e mãos nuas a partilhar uma bola de berlim, de frente para um adolescente, ou as sucessivas contradições, avanços e recuos em forma reativa, sem qualquer planeamento preventivo, os (i)responsáveis de cargos associados à maleita, não podem ser levados a sério.
Perfil Facebook

De Marques Aarão a 18.01.2021 às 08:05

Existe alguma entidade que possa avaliar o estado de saude mental e séria integridade, compativeis com os altos cargos que Costa e Marcelo ocupam?
No mesmo patamar, incluindo a justça, não se pode criminalizar e condenar o jornalixo de todas as espécies, que constituem o sustentáculo de retaguarda da epidemia mais demolidora, personalizada nos agentes nocivos da governação?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 18.01.2021 às 10:19

andam por aí uns carvalhos por parte da mãe
Sem imagem de perfil

De Carlos Sousa a 18.01.2021 às 11:55

Dizem que os médicos que tomaram a primeira dose da vacina estão a testar positivo à covid. Será que esses testes também vão entrar para as estatísticas diárias?
A ser assim, ou os testes não distinguem os anticorpos do vírus, ou vamos passar a ter o número de infectados igual ao número de vacinas dadas.
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 18.01.2021 às 12:10


"aos apóstolos do pânico e aos pobres diabos que pululam nas redacções de tv, e que, por falta de carácter, espinha, neurónios, trabalho ou honradez nos foram informando diariamente, ao longo de todo um ano, que a grave situação pandémica em EUA e Brasil se devia, respectivamente, a Trump e Bolsonaro: agora que temos os piores números da Europa, a culpa é de quem?"



Os jornalistas dirão claro que a culpa é dos portugueses, da astrologia ou do que estiver à mão.. Mas nunca, nunca é da Esquerda mesmo que controle o Governo, e o próprio Regime Socialista controle a Saúde.

Essa é aliás uma das condições para se ser jornalista hoje.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 18.01.2021 às 12:41

Estas imagens são de truz:


https://blasfemias.net/2021/01/18/qual-o-risco-de-qualquer-uma-destas-pessoas-contrair-covid
Imagem de perfil

De Olympus Mons a 18.01.2021 às 13:24

PS destacadíssimo nas sondagens, António Costa como líder dos partidos com melhor popularidade, Marcelo Rebelo de Sousa a ser reeleito à primeira volta e com mais de 65% dos votos...Claro que está tudo bem. 


Aliás, isto só pode estar a acontecer porque o maldoso do Pedro Passos Coelho ...(colocar o que lembrar).


E já agora... Já decidiu ir votar no André Ventura e no Chega, ou, isso não pá...porque racista, xenófobo, pedófilo, ha isto ainda não...




Enfim.

https://barradeferro.blogs.sapo.pt/cojones-77996
Sem imagem de perfil

De Elvimonte a 18.01.2021 às 15:49

A resposta encontra-se em artigos científicos, dos quais destaco estes:


"Global Seasonality of Human Seasonal Coronaviruses: A Clue for Postpandemic Circulating Season of Severe Acute Respiratory Syndrome Coronavirus 2?"


"Global Seasonality of Human Coronaviruses: A Systematic Review"


"Seasonality of infectious diseases and severe acute respiratory syndrome–what we don't know can hurt us"


Este último, de 2004, considero-o paradigmático. Aqui ficam alguns excertos:


«Most human respiratory pathogens exhibit an annual increase in incidence each winter (...).»


«Experiments in the 1940s and 1950s are widely cited as indicating that influenza virus is more stable in cool, dry air [12,13]. Later experiments indicated that this explanation might be insufficient, because when temperature and humidity were kept constant in a controlled laboratory setting, mice were still substantially more susceptible to influenza infection in winter than in summer [14].»


«(...) similar strains of virus appear almost simultaneously across vast stretches of oceans in areas of similar latitude around the globe [15,16]. This latter feature has been particularly difficult to explain (...).»


«A recent hypothesis proposes that the seasonal variation in many infectious diseases may result from variation in the susceptibility of the animal or human host [24].» 


A radiação solar (ultra-violeta) é o maior germicida e virucida ambiental. Existe correlação sazonal entre irradiação solar e concentrações de vitamina D, principalmente fora da faixa compreendida entre os paralelos 35º. Toda a evidência científica produzida antes e após a COVID-19 aponta para a influência determinante que a carência e a insuficência de vitamina D desempenham na frequência de infecções respiratórias, na positividade de testes ao SARS-Cov-2, na gravidade dos seus sintomas e nos desfechos fatais - artigos científicos às dezenas. Pelo facto de não haver divulgação generalizada sobre a importância da vitamina D, há quem afirme tratar-se de uma verdadeira conspiração de silêncio.


Para colocar em evidência a importância da vitamina D, socorro-me de ensaio clínico onde se testa o efeito terapêutico de um seu análogo, o calcifediol:


"Effect of Calcifediol Treatment and best Available Therapy versus best Available Therapy on Intensive Care Unit Admission and Mortality Among Patients Hospitalized for COVID-19: A Pilot Randomized Clinical study"
https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0960076020302764
Sem imagem de perfil

De Elvimonte a 18.01.2021 às 16:02

A resposta encontra-se em artigos científicos, dos quais destaco estes:


"Global Seasonality of Human Seasonal Coronaviruses: A Clue for Postpandemic Circulating Season of Severe Acute Respiratory Syndrome Coronavirus 2?"


"Global Seasonality of Human Coronaviruses: A Systematic Review"


"Seasonality of infectious diseases and severe acute respiratory syndrome–what we don't know can hurt us"


Este último, de 2004, considero-o paradigmático. Aqui ficam alguns excertos:


«Most human respiratory pathogens exhibit an annual increase in incidence each winter (...).»


«Experiments in the 1940s and 1950s are widely cited as indicating that influenza virus is more stable in cool, dry air [12,13]. Later experiments indicated that this explanation might be insufficient, because when temperature and humidity were kept constant in a controlled laboratory setting, mice were still substantially more susceptible to influenza infection in winter than in summer [14].»


«(...) similar strains of virus appear almost simultaneously across vast stretches of oceans in areas of similar latitude around the globe [15,16]. This latter feature has been particularly difficult to explain (...).»


«A recent hypothesis proposes that the seasonal variation in many infectious diseases may result from variation in the susceptibility of the animal or human host [24].» 


A radiação solar (ultra-violeta) é o maior germicida e virucida ambiental. Existe correlação sazonal entre irradiação solar e concentrações de vitamina D, principalmente fora da faixa compreendida entre os paralelos 25º. Toda a evidência científica produzida antes e após a COVID-19 aponta para a influência determinante que a carência e a insuficência de vitamina D desempenham na frequência de infecções respiratórias, na positividade de testes ao SARS-Cov-2, na gravidade dos seus sintomas e nos desfechos fatais - artigos científicos às dezenas. Pelo facto de não haver divulgação generalizada sobre a importância da vitamina D, há quem afirme tratar-se de uma verdadeira conspiração de silêncio.


Para colocar em evidência a importância da vitamina D, socorro-me de ensaio clínico onde se testa o efeito terapêutico de um seu análogo, o calcifediol:


"Effect of Calcifediol Treatment and best Available Therapy versus best Available Therapy on Intensive Care Unit Admission and Mortality Among Patients Hospitalized for COVID-19: A Pilot Randomized Clinical study"
https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0960076020302764
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 18.01.2021 às 16:17

Os Hospitais a rebentar pelas costuras…
Mas quando mandaram fazer DEZ (10) Estádios de Futebol, ninguém piou…
Na época, disse eu e escrevi: quando faltarem camas nos Hospitais, sempre poderão pô-las nos relvados…

O Hospital de Todos os Santos está à espera, certamente, que todos se entendam entre si (os Santos) para, em conjunto, fazerem O MILAGRE da sua construção.

A Ala pediátrica do S. João vai demorar a concluir quase o mesmo tempo que o Santa Maria e o S. João levaram a fazer, há quase 70 anos!.

Fizeram Médicos e Enfermeiros em boa quantidade e depois atiraram-nos para a emigração…
Alguém se indignou????

Agora aceitem os manguitos que de lá vierem.

Comentar post


Pág. 1/2



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Elvimonte

    Quer a literatura científica, quer a evidência emp...

  • Anónimo

    De salientar que é sabido e conhecido que os subsc...

  • Anónimo

    E vê alguma crítica? Vê, ouve ou lê alguma notícia...

  • Anónimo

    HPS, ouvindo isto:https://observador.pt/programas/...

  • Anónimo

    HPS,agradeço a colocação no tempo do vídeo que des...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2020
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2019
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2018
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2017
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2016
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2015
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2014
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2013
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2012
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2011
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2010
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2009
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2008
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2007
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D
    196. 2006
    197. J
    198. F
    199. M
    200. A
    201. M
    202. J
    203. J
    204. A
    205. S
    206. O
    207. N
    208. D