Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O grande delírio

por João Távora, em 05.11.10

 


Hoje depois de ouvir as notícias na telefonia ficamos a entender que a Merkel e o PSD são os grandes responsáveis pelo descrédito dos financiadores na tesouraria nacional. José Sócrates ainda vai revelar argúcia politica e sentido de Estado a vender uma talhada da dívida pública aos chineses. O grande desígnio nacional.

"Corruptisima republica plurimae leges"

por Pedro Quartin Graça, em 17.09.10


Contribuinte ? Gostava de comprar um carro.
Estado ? Muito bem. Faça o favor de escolher.
Contribuinte ? Já escolhi. Tenho que pagar alguma coisa?
Estado ? Sim. Imposto sobre Automóveis (ISV) e Imposto sobre o Valor
Acrescentado (IVA) *
Contribuinte ? Ah... Só isso.
Estado ? ... e uma ?coisinha? para o pôr a circular. O selo.
Contribuinte ? Ah!..
Estado ? ... e mais uma coisinha na gasolina necessária para que o carro
efectivamente circule. O ISP.
Contribuinte ? Mas... sem gasolina eu não circulo.
Estado ? Eu sei.
Contribuinte ? ... Mas eu já pago para circular...
Estado ? Claro!..
Contribuinte ? Então... vai cobrar-me pelo valor da gasolina?
Estado ? Também. Mas isso é o IVA. O ISP é outra coisa diferente.
Contribuinte ? Diferente?!
Estado ? Muito. O ISP é porque a gasolina existe.
Contribuinte ? ... Porque existe?!
Estado ? Há muitos milhões de anos os dinossauros e o carvão fizeram
petróleo. E você paga.
Contribuinte ? ... Só isso?
Estado ? Só. Mas não julgue que pode deixar o carro assim como quer.
Contribuinte ? Como assim?!
Estado ? Tem que pagar para o estacionar.
Contribuinte ? ... Para o estacionar?
Estado ? Exacto.
Contribuinte ? Portanto, pago para andar e pago para estar parado?
Estado ? Não. Se quiser mesmo andar com o carro precisa de pagar seguro.
Contribuinte ? Então pago para circular, pago para conseguir circular
e pago por estar parado.
Estado ? Sim. Nós não estamos aqui para enganar ninguém. O carro é novo?
Contribuinte ? Novo?
Estado ? É que se não for novo tem que pagar para vermos se ele está
em condições de andar por aí.
Contribuinte ? Pago para você ver se pode cobrar?
Estado ? Claro. Acha que isso é de borla? Só há mais uma coisinha?
Contribuinte ? ...Mais uma coisinha?
Estado ? Para circular em auto-estradas
Contribuinte ? Mas... mas eu já pago imposto de circulação.
Estado ? Pois. Mas esta é uma circulação diferente.
Contribuinte ? ... Diferente?
Estado ? Sim. Muito diferente. É só para quem quiser.
Contribuinte ? Só mais isso?
Estado ? Sim. Só mais isso.
Contribuinte ? E acabou?
Estado ? Sim. Depois de pagar os 25 euros, acabou.
Contribuinte ? Quais 25 euros?!
Estado ? Os 25 euros que custa pagar para andar nas auto-estradas.
Contribuinte ? Mas não disse que as auto-estradas eram só para quem quisesse?
Estado ? Sim. Mas todos pagam os 25 euros.
Contribuinte ? Quais 25 euros?
Estado ? Os 25 euros é quanto custa o chip.
Contribuinte ? ... Custa o quê?
Estado ? Pagar o chip. Para poder pagar.
Contribuinte ? Não perc...
Estado ? Sim. Pagar custa 25 euros.
Contribuinte ? Pagar custa 25 euros?
Estado ? Sim. Paga 25 euros para pagar.
Contribuinte ? Mas eu não vou circular nas auto-estradas.
Estado ? Imagine que um dia quer?tem que pagar.
Contribuinte ? Tenho que pagar para pagar porque um dia posso querer?
Estado ? Exactamente. Você paga para pagar o que um dia pode querer.
Contribuinte ? E se eu não quiser?
Estado ? Paga multa.

 

* Agora com pretensa "ajuda amiga" da Comissão Europeia

 

Texto chegado por e-mail

Beira, Moçambique em 1975 e em 2007

por Pedro Quartin Graça, em 04.05.10

Se tivéssemos governantes com visão, eis um exemplo de como se teria transformado a dívida de 249,3 milhões de euros de Moçambique a Portugal, entretanto perdoada em Julho de 2008, em algo de real como a possibilidade de Portugal receber a propriedade deste tipo de equipamentos, que abundam por todo o país, em troca da mesma, podendo dar-lhes o bom uso que já tiveram no passado, com investimento privado luso. Todos, moçambicanos e portugueses ganhavam com isso. Mas por cá a imaginação é escassa, as vistas não passam das Berlengas e continuam a abundar os complexos neo-coloniais...

Dia de Portugal

por João Távora, em 10.06.08

 

10 de Junho, algures em Lisboa.

Na imagem de baixo, pode ver-se ao centro o busto de Cristiano Ronaldo



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    José Mendonça da Cruz,Sabujo é meiguice para esta ...

  • Anónimo

    Caro SenhorEu não me preocuparia tanto com as cons...

  • Anónimo

    Uma forma de prostituição, mas mais hipócrita.Aind...

  • Sínico

    O que escreveu está certo e os dois exemplos (as d...

  • Anónimo

    https://www.youtube.com/watch?time_continue=21&...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2006
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D