Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Campeões

por João Távora, em 19.05.15

Note-se que os vândalos filmados calmamente a saquear o armazém do Vitória de Guimarães, não eram fanáticos das claques, jovens inconscientes nem estavam alcoolizados. Dá que pensar, onde param os valores e os princípios básicos de urbanidade a dezenas de homens e mulheres comuns que subitamente encontram e não perdem uma oportunidade prevaricar. Certo é que a escolaridade não disfarça a demasiada grosseria que impera. E, por amor de Deus, deixemo-nos de tretas, não há "crise" que justifique esta canalhagem.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

O polícia bom de Guimarães

por João Távora, em 18.05.15

Policia bom de guimarães.jpg

Quase tão grave quanto um polícia não ter nervos de ferro para resistir a todas as provocações é um pai levar para aquela “arena” um filho pequeno. De toda esta história macabra o que sobra digno de registo é o "polícia bom" que perante tanta irracionalidade teve o bom senso de proteger a criança.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

DEO? Qual DEO?

por Vasco Mina, em 01.05.14

 

É esta a nossa realidade! Parabéns ao Benfica e aos meus amigos benfiquistas!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Aos meus amigos benfiquistas

por João Távora, em 27.05.13

"Com o futebol vivem-se tão vertiginosas quanto efémeras alegrias e tristezas, euforias e desilusões que se curam depressa, com uma boa noite de sono e um pouco de juízo."

"Liberdade 232" pp. 153. 
À venda aqui: http://www.liberdade232.com/

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

O Wellness Spa Center (WSC) nasceu no âmbito do Euro 2004 e da construção do Estádio da Luz com o investimento maioritário da capital de risco do Estado, Inovcapital, e do banco Efisa, pertencente ao universo BPN, e que actualmente está sob gestão do veículo estatal Parparticipadas, criado para recuperar créditos ligados ao banco. Resultado: hoje 60% do capital do ginásio é actualmente propriedade do Estado. Em situação de pré-insolvência, o WSC deu entrada em Agosto a um processo de recuperação através do programa Revitalizar, no Tribunal de Comércio de Lisboa.


Quero o meu dinheiro de volta!!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Reconciliei-me com as águias

por Jorge Lima, em 16.12.11

 

Águia do Benfica ataca Presidente do dito.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

A importância da razão de ser

por João Távora, em 04.08.11

O Benfica apresentou ontem no jogo com o Trabzonspor, pela primeira vez na sua história, uma equipa sem um único jogador português. O facto em si é de pouca monta face aos desafios que o País enfrenta, mas definitivamente constitui um terrível sinal dos tempos, além duma radical reviravolta no Clube, se tivermos em conta o extremo nacionalismo que ele ostentava orgulhosamente nos anos 70.
Sobre o tema da internacionalização das equipas e selecções, há dias o Daniel Oliveira opinava na sua coluna do jornal Record que a questão não o incomodava. A coisa percebe-se do ponto de vista do pensamento dominante, com raízes na interpretação da História sob a perspectiva da Luta de Classes numa dinâmica “internacionalista”… ou simplesmente “desconstrutiva”.
Indo ao fulcro da questão, pela parte que me toca, continuo a atribuir grande importância ao conceito de Nação, por estes dias uma maldição inflamada por um tarado Norueguês. Pela simples razão de que entendo o Homem como um Ser essencialmente gregário, e cuja civilidade emerge duma lógica fundada numa diversidade hierarquizada de associações interactivas, complementares e concorrentes. Como aqui defendi em tempos, considero como núcleo fundamental desta dinâmica a família alargada, que quando alicerçada em sólidos valores constitui o garante duma diversidade estética e cultural da sociedade: cada uma possuidora do seu legado de informação transgeracional, a família resulta num insubstituível microcosmos, plataforma insubstituível de mediação dos seus elementos com a Polis e com o Mundo, sem a qual os cidadãos se tornam mais vulneráveis, qual papel em branco fácil de ser preenchido e doutrinado por qualquer sinistro poder exógeno.
Com todos os seus defeitos, as diversas formas de organização comunitária das pessoas, constituem em si e entre si, pelos factores e carismas que os constituem, elementos que promovem a autodefesa, promoção e competitividade dos grupos. Não é por acaso que a Cidade, Vila ou Aldeia de origem é usualmente considerada com orgulho na apresentação das pessoas. Tal como uma família desfeita ou Nação desvirtuada dos seus valores, gentes e costumes, uma equipa de futebol sem referências da comunidade em que se insere está fragilizada, tornada um bando mercenário, numa lógica mercantil, sempre assim exposta à desagregação. A cor de uma camisola, ou duma bandeira sem consubstanciação numa determinada (definida) cultura ou carisma, é definitivamente fraca inspiração para a superação dos indivíduos, logo do grupo e dos seus apoiantes, tornados órfãos da sua razão de ser. Estas fragilidades, parece-me, influenciam a decadência das Nações. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

 

Por estes dias não nos resta mais que os semáforos para refriar a euforia dos lampiões!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

O novo SLB

por Pedro Quartin Graça, em 21.09.10



Autoria e outros dados (tags, etc)

Conversa fiada

por João Távora, em 14.09.10

 

Luís Nazaré fazendo a comunicação solene à Nação

 

O chinfrim feito ontem pelo Sport Lisboa e Benfica originado por uma coincidência de erros de arbitragem, em que o clube ameaçou com incumprimento de contratos televisivos, o abandono da taça da Liga, com a excomunhão dum secretário de Estado e uma greve dos zelo dos seus adeptos, para além de todo o ridículo, não é mais do que a prova do enorme subdesenvolvimento cultural que grassa no nosso país. O futebol é apenas um jogo de entretenimento que, apesar de mover milhões e muitas paixões, não faz nenhum sentido fora dos relvados ou das mesas de café. Mas o que é mais grave, é constatar que o despautério foi proclamado e discutido como se de coisa séria se tratasse por personagens e figuras públicas supostamente responsáveis... como se disto dependesse o futuro o futuro da Pátria! Uma enorme e ridícula palhaçada. Tenham vergonha!

 

Imagem daqui

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

O Sporting, convalescente duma época desastrosa, era o único dos "grandes" que estava proibido de perder neste início de campeonato. Mas pior ainda que o fiasco com o Paços de Ferreira foi descobrimos que afinal também nós temos um treinador-engenheiro com tendências intelectuais – bem sei que nestes tempos de relativismo as prostitutas publicam livros, os intelectuais frequentam ginásios e os atletas pretendem “pensar” o desporto, o que dá sempre asneira: Paulo Sérgio passou boa parte do jogo agarrado a um bloco de notas (principalmente depois de sofrer o golo) a escrevinhar as suas memórias ou um tratado de física quântica, e emperrou a equipa com um defesa central no meio-campo, no lugar de Pedro Mendes. Estamos tramados.

Apesar deste panorama deprimente, nada como uma derrota dos lampiões para atenuar a frustração. A luta entre rivais é sempre de vida ou morte e é sabido como os sucessos do Benfica no ano passado acabrunharam as hostes leoninas e acentuaram as fragilidades dos Leões: um irrecusável pitéu para os abutres que pairam na senda de sangue para tiradas fáceis ou na expectativa dalgum proveito com o espólio do adiado cadáver.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Aos meus amigos lampiões

por João Távora, em 09.05.10

 

 

Levem lá a bicicleta!!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Vou ver o Rio Ave ganhar ao Benfica

por João Távora, em 04.05.10

 



 

Domingo somos todos do Rio Ave! Juntemo-nos a este auspicioso grupo no facebook

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Quem não se sente...

por João Távora, em 27.04.10

 

Tenho poucas razões para gostar de futebol e menos ainda para ser do Sporting: o verdadeiro amor a um clube, ao contrário do que nos querem impingir alguns betinhos pseudo-intelectuais, pouco deve à razão, tão pouco se fundamenta em atributos técnico-tácticos e menos ainda se inspira em preconceitos heráldicos ou cromáticos. A motivação dum adepto saudável é exclusivamente do foro emocional e prende-se mais a cegas paixões do que a nobres sentimentos: o que seria da competição e dos estádios de futebol sem uma distribuição mais ou menos equitativa pelos fãs de fortes doses de dor de cotovelo ou mais acima na cabeça? Uma tristeza.

Vem toda esta teoria ao caso por causa da ameaça que paira sobre os doridos cotovelos e cabeças de meio Portugal, a conquista do campeonato pelos lampiões que já não há quem os ature. O incauto leitor estará já provavelmente a julgar-me mal: até tenho uma boa capacidade de encaixe, quem vai à guerra dá e leva, e habituado estou eu a causas perdidas, tenho calos de lidar com doses razoáveis de frustração ou outros sentimentos mais rasteiros. O problema é que por baixo da casa onde eu moro está um bar de fervorosos lampiões que há meses vêm ameaçando as fundações do prédio com uma crescente e diabólica euforia e desumana gritaria. Com a ajuda do bom tempo começaram já a organizar grelhados na esplanada, tornando a atmosfera literalmente irrespirável: o palavrão ferve como num estádio e a berraria potenciada pela cerveja entra-nos casa adentro, ameaçando o ambiente de elevação que gostaríamos de manter numa saudável família de bem.
Podem imaginar os prezados leitores como foi a última experiencia do género: uma semana depois de levar com a maralha a festejar aos urros os golos do CSKA de Moscovo na final da taça Uefa, não consegui dormir com a farra que durou a noite inteira a festejar o título alcançado com Trapattoni. Perdi uma festa e ganhei uma ressaca.
Estamos hoje na iminência de mais um grave atentado ambiental. No Sábado passado, enquanto a maltosa exultava sordidamente no estádio da luz e pelas ruas de Lisboa e arredores, graças a um caridoso convite exilei-me em S. Carlos para enobrecer a minha alma perdida com Mozart e as Bodas de Figaro. Mas o caso pia mais neste fim-de-semana, principalmente no Porto onde o Benfica poderá sagrar-se campeão numa inédita e abominável humilhação aos Andrades. Para além dum blackout informativo fácil de empreender, eu ainda não arranjei um desterro condigno que me garanta sossego, não sei ainda como escapar… mas já não me faltam ganas para uma requintada vingança na próxima época.

Autoria e outros dados (tags, etc)

O cansaço

por João Távora, em 09.04.10

 

 

Jorge Jesus passou as últimas semanas a falar de prioridades e cansaço, numa eficaz preparação psicológica aos seus atletas e adeptos para a eliminação do Benfica duma prova internacional de inegável prestigio internacional. À conta da falta de ambição a equipa maravilha do campeonato nacional quase foi humilhada escusadamente: tinha condições para fazer história. É difícil entender a gestão e as adaptações de última hora feitas à equipa: com seis pontos de avanço sobre o segundo, os lampiões tinham e têm margem de manobra na liga nacional. De resto sabemos bem como as equipas inglesas disputam o ano todo dois jogos por semana, sem parar no Natal e Ano Novo, e não consta que os treinadores andem por aí a queixarem-se em publicamente de cansaço. Suspeito que seja esta a grande diferença entre os portugueses e outros povos mais desenvolvidos: auto complacência e falta de ambição.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Hoje houve frango ao jantar...

por Pedro Quartin Graça, em 21.03.10

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Sortes diferentes para Benfica e Sporting na Liga Europa. Os encarnados venceram e bem em Marselha por 2-1 e o Sporting, ao invés, ainda que jogando com garra, viu um penalty não ser marcado contra o Atlético de Madrid por derrube a Carlos Saleiro. Marat Izmailov não jogou, alegamente por motivos disciplinares. De lamentar a violência provocada durante a tarde por um bando de 100 adeptos arruaceiros do Atlético de Madrid que atacaram de forma cobarde e em muito maior números os adeptos do Sporting.

Veja o vídeo aqui.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Tiago

    Se uma vaca pesa pelo menos 500kg, e as cantinas c...

  • Anónimo

    Esta história do filho pródigo é música para os ou...

  • Anónimo

    Afirmo que o próprio Estado manobra máquina agríco...

  • pitosga

    Mendonça da Cruz,eu tenho um 'mau' hábito que é re...

  • Anónimo

    Era o que faltava que , quem tem o seu blogue não ...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2006
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D

    subscrever feeds