Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Vale a pena ler

por Pedro Correia, em 30.09.09

O que escreve o André Macedo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Vale a pena ler

por Pedro Correia, em 30.09.09

Esta análise da Áurea Sampaio.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Quem vai à guerra... (capítulo III)

por Pedro Correia, em 29.12.08

 

1. É oficial: a coabitação estratégica entre Belém e São Bento faleceu. Esta noite, pelas 20h15. José Sócrates esticou a corda na questão do estatuto dos Açores - e a corda partiu-se. Na comunicação ao País, Aníbal Cavaco Silva acusou-o de falta de lealdade e de visar "interesses partidários de ocasião": é um caminho que não tem retorno.

2. A meu ver, Sócrates comete um clamoroso erro estratégico. Governar contra poderosos grupos sociais e algumas das mais influentes corporações do País já é difícil com a cooperação institucional do Presidente da República. Mas torna-se impossível sem ela.

3. O novo estatuto dos Açores, tal como saiu da Assembleia da República, está ferido de inconstitucionalidade. Cavaco tem razão: os poderes do Chefe do Estado não podem ser reduzidos ou condicionados por lei ordinária. Apenas uma revisão constitucional poderia fazê-lo. Sócrates não comprou apenas uma guerra inútil: comprou uma guerra condenada ao fracasso. Político e jurídico.

4. Se o PS andou mal, o PSD conseguiu andar pior ao não saber traduzir numa posição parlamentar clara o veto político do Presidente. A abstenção social-democrata na votação final do diploma foi mais do que cobardia política: foi um sinal óbvio de incompetência.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Quem vai à guerra... (capítulo II)

por Pedro Correia, em 27.12.08

Há três anos, ao anunciar que decidira concorrer a Belém, Cavaco Silva justificou assim a sua candidatura: "Posso contribuir para a melhoria do clima de confiança, para o reforço da credibilidade e para vencer a situação muito difícil em que o nosso país se encontra." Terminado o ciclo da coabitação mais que pacífica, a que José Sócrates pôs fim na questão do estatuto dos Açores, o Presidente prepara-se para cumprir a sua promessa inaugural, começando por questionar o Orçamento de Estado para 2009, matéria em que tem reconhecida competência técnica.

Sócrates, mal avisado, quis guerra com o Presidente. Aí a tem.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Quem vai à guerra...

por Pedro Correia, em 23.12.08

Esta não é apenas a primeira derrota política do Governo e do PS, no rescaldo do braço de ferro que José Sócrates manteve com o Palácio de Belém tanto na legislação do divórcio como no estatuto dos Açores: esta é uma derrota clara dos socialistas num território que é caro à esquerda e não deixará de ter as repercussões que daqui decorrem. Cavaco Silva, corredor de fundo, marca pontos perante a opinião pública, numa questão socialmente muito sensível, amparado pela decisão unânime do Tribunal Constitucional.

Sócrates, mal avisado, quis guerra com o Presidente. Aí a tem.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Cavaco: com amigos destes...

por Pedro Correia, em 05.12.08

Em cada dia que passa, sem renunciar às funções de conselheiro de Estado, Dias Loureiro vai prejudicando politicamente quem o escolheu. As sondagens começam a reflectir o desgaste de Cavaco Silva, também afectado pela inexplicável tibieza revelada na gestão do mais recente exemplo de abuso de poder na Madeira. O "menino de ouro" agradece. Depois não digam que eu não avisei.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

O silêncio de Belém (parte II)

por Pedro Correia, em 09.11.08

Como pode um membro do Governo actuar contra a vontade unânime de 120 mil pessoas sob a sua tutela? A resposta é óbvia: simplesmente não pode. É esse o dilema imediato de Maria de Lurdes Rodrigues. Que noutras circunstâncias contou com o apoio expresso do Presidente da República para contrabalançar a pressão da rua. Ora Cavaco Silva, por estes dias, tem andado muito calado. E o silêncio, em política, também é uma forma de falar.

 

Ler também:

Bafio antidemocrático. De Alfredo Barroso, no Sorumbático

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Cavaco: as palavras e o silêncio

por Pedro Correia, em 01.08.08

Nesta matéria, estou mais de acordo com o Tomás Vasques do que com o João Gonçalves. Achei despropositada tanta solenidade, achei sobretudo descabido tanto secretismo. Se o Presidente iria pronunciar-se à noite sobre o estatuto dos Açores, devia ter informado logo desse pormenor os portugueses, evitando doze horas de absurdas especulações. As intervenções presidenciais, tenham o conteúdo que tiverem, deverão ser consideradas um facto perfeitamente normal no sistema constitucional que nos rege. O Chefe do Estado terá de ser o último a comportar-se como se uma posição sua fosse algo cabalístico ou extravagante.

Falta acrescentar: muitos dos que o elegeram foram esperando, ao longo do dia de ontem, que talvez Cavaco se pronunciasse sobre isto. Esperaram em vão. Só podem ter ficado desiludidos.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Tiago

    Se uma vaca pesa pelo menos 500kg, e as cantinas c...

  • Anónimo

    Esta história do filho pródigo é música para os ou...

  • Anónimo

    Afirmo que o próprio Estado manobra máquina agríco...

  • pitosga

    Mendonça da Cruz,eu tenho um 'mau' hábito que é re...

  • Anónimo

    Era o que faltava que , quem tem o seu blogue não ...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2006
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D

    subscrever feeds