Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Serralves é maior do que os lobbies das minorias

por Maria Teixeira Alves, em 28.09.18

1291651.jpeg

Ana Pinho merece ser defendida de um ataque orquestrado por alguns que falam em “censura”, usam uma suposta defesa da liberdade quando no fundo o que estão mesmo a defender neste episódio são as causas minoritárias, que defendem ao ponto de subjugar o bom senso e a sanidade mental a campanhas dessas minorias, que só a eles interessa.

Obviamente que dentro da rica obra do Robert Mapplethorpe, há uma parte da obra que invoca a homossexualidade e o sado-masoquismo, e essa deve ser reservada apenas a quem a quiser ver. Interdito a menores de 18 anos é o mínimo.

Eu mesma, maior de 18 anos, não quero ver essas fotografias e não quero ir a Serralves e tropeçar inadvertidamente nessas fotografias. Lamento.

O que me parece que aconteceu, na realidade e por detrás do pano, é que João Ribas ofendeu-se com essa interdição em nome de uma causa minoritária que é a sua, mas de que nós não queremos saber para nada.

Serralves é muito maior do que este senhor Ribas.

Shame on you João Ribas.



13 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 28.09.2018 às 09:16

Museo Archeologico Nazionale di Napoli (https://www.museoarcheologiconapoli.it/)


"Gabinetto Segreto" 

Modalità di accesso[modifica (https://it.wikipedia.org/w/index.php?title=Gabinetto_Segreto&veaction=edit&section=3) | modifica wikitesto (https://it.wikipedia.org/w/index.php?title=Gabinetto_Segreto&action=edit&section=3)]

Sebbene non sussista più alcun tipo di censura, tuttavia i minori di 14 anni possono visitare la sezione unicamente se accompagnati da persona adulta (genitore, congiunto, insegnante, ecc.) che così, implicitamente, si assume ogni responsabilità al riguardo.


carago!

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 28.09.2018 às 10:59

Uma coisa é ser obrigado a ver normalidade na invulgaridade; outra é exibi-la a "céu aberto", e torna a invulgaridade em vulgaridade ...
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 28.09.2018 às 11:27

Eu acho que este post é um tiro que falha o alvo. Porque o que está em causa na exposição não é o facto de ter uma sala interditada a menores, é sim o facto de parte dela ter sido censurada, ou seja, suprimida. Tínhamos uma exposição consistindo de 179 fotografias, mas 20 delas não são exibidas. É assim a modos como que aqueles filmes a quem a censura cortava as cenas eróticas, ou como aquelas fotografias de Lenine a quem o estalinismo suprimia o Trotsky que estava ao lado.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 28.09.2018 às 13:45

Exactamente, esse é o problema. 
A Maria Teixeira Alves, como em 90% dos seus posts, não só falha o alvo como diz asneira.
Imagem de perfil

De Maria Teixeira Alves a 01.10.2018 às 02:04

Eu ouvi as notícias em que o Joao Ribas tinha dito numa entrevista ao jornal Público antes da inauguração que não haveria salas ou obras reservadas,
Imagem de perfil

De slade a 28.09.2018 às 12:12

Mapplethorpe não serve minorias, serve a disposição do sapiens no Universo. O que, de resto, fazem todos os artistas geniais e influentes. Os que o admiram querem saber tudo o que tem para dizer – tem e não tinha, pois para além de universal é intemporal.

Das suas desconfianças e dos seus medos enquanto comentadora, isso sim, poucos querem saber, pois são seus e apenas seus; e como ainda não arranjou forma de os transformar em arte de cariz universal, ainda não nos pertencem. Se a senhora Pinho também carece dos mesmos medos e decidiu como alguém diz que decidiu, bom, livre de crítica não está com toda a certeza. Um conselho: tome como bom exemplo de uma boa defesa da eventual causa da Sra. Pinho o que disse Pacheco Pereira e esqueça de uma vez os seus medos. Arrisque mais e pense um pouco menos, às vezes faz bem. Ponha de lado por 6 meses a educação conservadora… Vá lá, não tenha medo de poder ser feliz no que desconhece.  

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 28.09.2018 às 19:17

Excelente conselho dado à Sra Maria Teixeira Alves.
Imagem de perfil

De Maria Teixeira Alves a 01.10.2018 às 02:17

Lamento desiludi-lo sobre a sua presunção dos meus medos, mas tenho medo é do grotesco e de como a sua imposição pode estragar a minha memória do belo na arte e na vida. Não duvido da qualidade, mas nunca fui fã de realismo, nem de neo-realismo, nem desta nova forma de realismo, paredes meias com o grotesco.
Imagem de perfil

De slade a 01.10.2018 às 11:53


O temor pelo sexo pode parecer um comportamento lógico, mas não leva longe na compreensão do papel do sapiens. É através do impulso sexual que não podemos deixar de olhar o animal que ainda se esconde em cada um de nós. Que a exposição dessa vertigem incomode, facilmente se entende; que alguns optem por continuar na casa de bonecas da infância moral, também. Já que o tentem impor aos demais, não. Se tem medo de olhar o potencial grotesco da sua condição (que é a de todos nós, ditos humanos), resguarde-se, está no seu direito. Eu, muito simplesmente, dentro dos limites de uma breve troca de palavras, aconselho-a a não o fazer. Só isso.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.09.2018 às 06:49


cenas de homossexualidade e de sado-masoquismo, infelizmente, temo-las na vida real. vê-las numa exposição é no mínimo chocante e dar aso a que se ache uma coisa muito natural!
Serralves não pode expor pornografia...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.09.2018 às 10:53

Ora defina lá pornografia. Em que e que se baseia? Na bíblia, na sua própria vivência, no Alcorão, na sua cultura, na sua educação, na cultura dos países árabes, na cultura dos paises nórdicos...diga lá, para ver se a sua definição encaixa na minha.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 30.09.2018 às 22:32

É uma questão de maiorias, respeite-as! Portugal é um país de maioria conservadora, goste ou não.
Deve ter o mesmo respeito por estes, que pede para si e para os seus ideais.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 02.10.2018 às 00:26

Há fotografias do 'artista' que devem ser censuradas, evidentemente, porque são criminosas, fazem propaganda da pedofilia. Não sei se eram essas que estavam em causa. Como devem ser censurados os 'músicos' que exortam à violação, à mutilação, ao homicídio. Mas claro o politicamente correcto é desonesto por natureza.

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Se Portugal é um pseudo país não sei o que estás c...

  • Rui

    Quantas ligações OPO-LIS estão previstas. Já viu? ...

  • Rui

    Total desconhecimento da realidade económica do pa...

  • Rui

    Verdade, desde que seja um hub. Por acaso o senhor...

  • Anónimo

    concordoPor isso eu tenho a ideia que a democracia...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2006
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D