Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Selvagens

por Maria Teixeira Alves, em 19.05.15

Acho inacreditável que no Marquês de Pombal, uns doidos do Benfica tenham desatado a atirar garrafas de vidro para cima das pessoas ( via-se nas imagens da SIC, autêntico terrorismo) e de repente a Polícia começa a empreender e passa a ser a culpada. Agora só se fala da violência da polícia. Incrível! Se a polícia tivesse ficado quieta e as pessoas fossem todas parar ao Hospital com garrafas espetadas na cabeça a polícia era incompetente e não tinha feito nada, assim a polícia é que é a má da fita. Acho que se houver autoridade neste país ficam já proibidas as "festas" no Marquês. 

Já em Guimarães estes selvagens benfiquistas destruiram o Estádio de Guimarães, pegaram fogo até às casas de banho. Arrancaram as cadeiras. É lamentável!!!! Selvagens!!!

Autoria e outros dados (tags, etc)



12 comentários

Sem imagem de perfil

De Jorge Gaspar a 19.05.2015 às 03:10

Estava difícil alguém chamar os bois pelos nomes.
 É preciso que se diga a verdade, e a verdade é que não são só meia dúzia de arruaceiros dos subúrbios responsáveis por estes actos de selvajaria. 
 Já anda aí a circular um video do roubo de material do Vitória de Guimarães em que se vê claramente que o tipo de pessoas a que querem atribuir estes actos não são muitas das vezes quem os praticam. É preciso dizer de uma vez por todas que o Benfica tem um problema de violência. E esse problema são os adeptos do Benfica. É preciso que alguém diga isto para ver se toda a sociedade Portuguesa e as entidades desportivas Portuguesas se podem concentrar em resolver este assunto de uma vez por todas. A comunicação social tem muita culpa nesta situação, porque em situações muito menos graves denegriu por completo a imagem de todos os adeptos de determinados clubes. Ontem, só se lembraram da situação daquele pai e do abuso policial por parte daquele polícia.
 Esqueceram-se que Ontem, os adeptos do Benfica vandalizaram Guimarães, Vandalizaram o estádio do Vitória, agrediram funcionários do estádio do Vitória, roubaram o estádio do Vitória, e para terminar em beleza, vandalizaram a zona do marquês e passaram horas a fazer pontaria à PSP através de pedras e garrafas. Isto é a imagem de um clube que é pequeno em todos os momentos, é pequeno na derrota e pequeno na vitória.
 É óbvio que nem todos os adeptos do Benfica se comportam desta maneira, mas é também óbvio que no mínimo os últimos 30 anos o Benfica está manchado de violência por todos os lados, desde assassinatos, roubos, destruição, incêndios de autocarros, agressão por parte de adeptos a jogadores rivais, tráfico de droga, perseguição de adeptos rivais. E tudo isto que aqui acabei de referir é comprovável numa simples busca no google.
 Ou este é um problema que os adeptos do Benfica têm que resolver ou é um problema que os Lisboa tem de resolver, não se pode é comparar com outros clubes que não têm uma história tão negra, nem se pode fingir que nada disto aconteceu , e tentar passar a ideia que o único acontecimento a lamentar foi o daquele policia em Guimarães. 


 Fico à espera que de benfiquistas sensatos, capazes de querer acabar com a violência que grassa á volta do seu clube
Sem imagem de perfil

De Laranjeira a 19.05.2015 às 09:48

É lógico que o Benfica tem um problema. Outros clubes também têm problemas com os seus adeptos, não têm é a conivência da comunicação social para branquear esse problema, pois se criassem uma situação como a que se verificou no Domingo, de certeza que os media não se focavam num ou noutro indivíduo que levou pancada indevidamente, enquanto 16 polícias ficaram feridos. O Benfica tem uma impunidade que mais ninguém tem, e isso faz desse clube um péssimo exemplo para a sociedade, mesmo que tenha mais adeptos e mais orçamento.


Mas a Câmara de Lisboa não pode passar impune. Desde que a António Costa ganhou as eleições que há uma promiscuidade total entre o município e esse clube, que se mantém com o presidente da Câmara cooptado. Não há justificação alguma para que a rotunda do Marquês tenha de ser conspurcada cada vez que esse clube ganha alguma coisa, porque não há tradição nenhuma do Benfica festejar ali. Tudo começou com festejos espontâneos de adeptos do Sporting naquela rotunda, porque há uma estátua de um leão junto à do Marquês de Pombal. Como os benfiquistas não quiseram ficar atrás, acharam que também tinham de passar a festejar ali, mas agora com o alto patrocínio da Câmara e isso é inaceitável porque o orçamento do município não deve servir para subsidiar festas de clubes de futebol no centro da cidade, e muito menos para depois pagar os estragos. O Benfica que faça o seu ajuntamento no Alto dos Moinhos e deixe de chular a Câmara, pois tem muito dinheiro para poder pagar as suas festas.
Sem imagem de perfil

De joaquim a 19.05.2015 às 08:22



A criança , o pai da criança , os policias maus, a selvajaria , os roubos a ocupação de espaço publico , que é de todos . . -  e porque não fazem a festa no grandioso estádio que têm , a policia não tem nada que se meter nisso,   eles gostam de dar porrada uns aos outros é larga los em recinto fechado . A camara também agora é chefiado por um Zezinho  - Viva o Benfica, viva o jesus , vivam os comentadores das TVS , vivam todos na mesma porcaria
Imagem de perfil

De Vítor Augusto a 19.05.2015 às 08:59

Bom, eu colocaria o problema por partes.<br />Primeiro, o problema do comportamento é dos adeptos em geral, e não só um problema dos adeptos do Benfica (eu não sou benfiquista).<br />Segundo, a questão dos roubos bem demonstra aqueles dois ditados nossos conhecidos: "a ocasião faz o homem ladrão" e "no hospital e na prisão todos temos um lugar reservado".<br />Terceiro, no que refere à suposta agressão do sub-comissário ao adepto em frente aos filhos, não ouço referir que foi uma irresponsabilidade daquele pai levar os filhos para o jogo de risco, é muito mau exemplo um pai agredir um agente da autoridade em frente aos próprios filhos e um avô defender o filho na agressão a um agente da autoridade em frente aos seus netos. Se uma cena destas é deixada em claro, daqui por uns anos, aqueles filhos vão achar perfeitamente normal agredir agentes da autoridade, cuja principal função é precisamente garantir a segurança dos cidadãos. Aceito que por parte do sub-comissário possa ter existido exagero no uso da força para a detenção daquele pai, embora nunca eu questione sequer a detenção em si.<br />Quarto, e último, não podemos ter um comportamento bipolar no que refere ao que pretendemos das autoridades. Se eles actuam, "acuda el rei" que eles actuaram com excesso de força. Se eles não actuam, mas afinal onde pára a polícia? 
Sem imagem de perfil

De Cfe a 19.05.2015 às 18:41

" não ouço referir que foi uma irresponsabilidade daquele pai levar os filhos para o jogo de risco, é muito mau exemplo um pai agredir um agente da autoridade em frente aos próprios filhos e um avô defender o filho na agressão a um agente da autoridade em frente aos seus netos."



Então quer dizer que se agredissem um teu filho ficavas quieto ou batias palmas?


E também não vês que aquela  família estava ali num canto  a dar água a um miúdo, quieta sem mexer com  ninguém (até  porque era  uma ajuntamento de um  só homem adulto,  um idoso e mais dois miúdos)?


Mas vê uma agressão do adulto ao polícia...Onde? Diz lá, ó senhor autoridade ?
Sem imagem de perfil

De Bruno a 19.05.2015 às 09:44

Este blog está a precisar rapidamente de comprimidos para a azia. 
Episódios de violência há em todos os clubes, não valendo a pena sequer referir casos passados. O que não há em todos os clubes é condenação clara da violência como há no Benfica. Contextualizando, um membro dos corpos sociais do Guimarães incentivou a violência antes do jogo dizendo que a cidade era deles e os benfiquistas não tinham nada que ir para lá festejar. Se me indicarem onde está neste blog a condenação dessas afirmações eu agradeço.
Sem imagem de perfil

De Laranjeira a 19.05.2015 às 13:50

Os benfiquistas é que começam por provocar os outros adeptos. O que é você dizia se os adeptos do Sporting ou do Porto fossem colocar cartazes "Reservado" para ao pé do Estádio da Luz em vésperas de um "derby" ou de um clássico que lhes pudesse dar título de campeão? Em si esse tipo de comportamento já é rasca, mas ao provocar os outros é o rastilho para a violência.
Sem imagem de perfil

De Bruno a 19.05.2015 às 15:32

E o que diria se o estádio do seu clube fosse incendiado a mando do vice presidente do clube adversário? Cerca de 1 milhão de euros de prejuízo. Foi esse acto condenado pelo clube adversário? Como disse antes episódios há muitos mas clubes a condenar a violência dos seus adeptos há poucos. 


Benfica – F.C.P = (1992) – “Depois da festa, foi o fim do mundo. Distribuímos pancada por tudo o que fosse vermelho.” “Surgiu a ideia de criar os ultras portugal com elementos dos super dragões e da claque do Sporting. A primeira viagem foi contra a Itália.(…) No caminho, o Borrego lançou um concurso que consistia em ver qual era a claque que mais roubava (…) Foi o caos em Andorra! Lojas e mais lojas cheias de máquinas de filmar, roupa, tabaco…Tudo à mão de semear. Ficámos em transe.

Braga – F.C.P (1995) – “Pelo que se comentava, muito do pessoal tinha notas falsas para comprar os bilhetes e ainda trazer troco.”

Setúbal- F.C.P (2002) – “Foi o caos! Entraram cem gajos pela área de serviço e roubaram tudo o que lhes apareceu à frente. Até que os guardas trancaram 16 (…) Foram todos absolvidos. Foi um final feliz.”

M.United – F.C.P (2004) – “Nunca vi uma coisa daquelas num free shop. Até montras de ouro tinha. Foram dez minutos. Uma rapadela total.”

Corunha – F.C.P(2003) – “Só os vi em cima dele a disputarem o telemóvel, a camisola, as calças, o dinheiro. Quando me apercebi do que ele estava a dizer vi que era espanhol. Não queria acreditar que tinham raptado um puto de 17 anos. Os cabrões, como íamos de porta aberta, viram o chavalo e meteram-no para dentro do autocarro. Fiquei cego e enchi-os de porrada. “Vocês, são doidos! Se queriam roubar, roubassem antes de entrar”.”

Sem imagem de perfil

De Laranjeira a 19.05.2015 às 17:38

O meu clube não tem "mama" na Câmara de Lisboa. E o meu clube paga os estragos que os seus adeptos causam.


http://rr.sapo.pt/informacao_detalhe.aspx?fid=1&did=187817 (http://rr.sapo.pt/informacao_detalhe.aspx?fid=1&did=187817)
Sem imagem de perfil

De Bruno a 20.05.2015 às 10:04

Você está bem para o largo do rato, da forma que foge às questões e manipula a resposta... Voltarei a estes espaços quando passar a azia. Não há condições para uma discussão inteligente.
Sem imagem de perfil

De JPT a 19.05.2015 às 10:19

O que tenho de constatar, após este episódio, é que grande parte dos meus concidadãos são, de facto, selvagens - ou, dito de outra maneira, adeptos da "lei" da selva, onde manda o mais forte, que, por mandar, está dispensado de deveres - e/ou membros de tribos, que determinam os seus juízos "morais" acerca da realidade, tal como ele manifestamente se apresenta. Os das claques, já sabia. Outros, passei agora a saber.
Imagem de perfil

De Vítor Augusto a 19.05.2015 às 11:52

Por acaso já viram com atenção as imagens da pilhagem à loja do Vitória? A desfaçatez, a tranquilidade, a normalidade com que todas aquelas pessoas saem da loja "apetrechadas" de bens PILHADOS. É inacreditável! Aquilo em que as pessoas se tornam quando a oportunidade surge. A violência em eventos desportivos, eu já me habituei a ver, embora reconheço que não convivo bem com ela, em situação alguma. Agora uma pilhagem generalizada a uma loja é coisa que não costumo ver, pelo menos entre nós, e impressiona-me muito.

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    De Anónimo a 15.10.2019 às 14:11"vai dizer no 'par...

  • Anónimo

    O Homem diz coisas certas. Realidades.Até ganhou e...

  • Vortex

    não escrevo em russo o correspondente usado no tem...

  • Vortex

    inicio de 50 conheci-o no falecido CADCa integrali...

  • Anónimo

    vai dizer no 'paralamento' o que 'Mafoma não disse...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2006
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D