Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Selfies e Flores

por José Mendonça da Cruz, em 22.01.20

Os habitantes da ilha das Flores, nos Açores, receberam em Janeiro os produtos tradicionais do Natal, e ficaram até Janeiro com as prateleiras vazias nas despensas, nas mercearias e nos supermercados. Havia barco ou avião para o presidente ir jantar com socialistas e tirar umas selfies por lá apesar dos ventos e dos mares. Para transportar víveres essenciais é que não.

Está, portanto, na hora de algum personagem exótico do lamentável governo português ou do seu irmão açoriano, dizer uma graçola qualquer. Não o primeiro-ministro, claro, que deve reservar o alto verbo para platitudes ou disparates sobre Portugal, em particular, e o Mundo em geral. Mas podia vir algum dos abundantes ministros e ajudantes dizer, por exemplo, que está na altura de os habitantes das Flores vagarem aquelas paragens e irem para um sítio qualquer mais à mão. Ou lembrar que os Florianos têm lá relva e hão-de ter vacas e galinhas, pelo que só não comem porque não querem, ao menos leite e bolinhos. 



5 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 23.01.2020 às 09:14

Que bem ficava aqui, e que falta faz, uma foto do selfie-mad-man lá nas Flores.
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 23.01.2020 às 09:42

Florianos

Diz-se "florentinos".
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 23.01.2020 às 09:46

O José Mendonça da Cruz fala do que não sabe nem conhece.
Sempre houve enormes problemas de transporte para algumas ilhas açorianas, especialmente Flores e Corvo.
Os aviões têm muita dificuldade em aterrar nas Flores, porque o aeroporto é muito pequeno e muito sujeito a ventos cruzados (que rodeiam o Monte das Flores, ao pé do aeroporto, e atingem o avião ora de uma direção ora da outra).
No Corvo só aterram aviões militares, porque o aeroporto é minúsculo.
Não há localizações alternativas para os aeroportos, devido ao vento e ao nevoeiro que são muito usuais.
Mesmo para um porto, só nas Lajes, no extremo sul da ilha, devido a haver muitos rochedos perto da costa.
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 24.01.2020 às 11:32

Peço desculpa pelo meu erro, não é "Monte das Flores" é "Monte das Cruzes".

É um morro alto que se situa mesmo a ocidente do aeroporto das Flores. Os ventos dominantes, de ocidente e frequentemente fortes, rodeiam o monte e atingem o aeroporto de direções alternadas, ora noroeste ora sudoeste, provocando grande instabilidade nos aviões que aterram.

Não há na ilha das Flores muitas localizações planas alternativas para um aeroporto. Basicamente são três:
(1) Na planície ao pé de Ponta Delgada, uma aldeia na ponta norte da ilha. Mas essa planície é constantemente varrida por fortes ventanias.
(2) Na planície entre as Lajes e o Lajedo. Mas essa planície está muito sujeita a nevoeiros presistentes.
(3) Na planície no alto da ilha. Mas aí há tanto vento como nevoeiro repetitivos.
Sem imagem de perfil

De EMS a 23.01.2020 às 16:57


Este post não faz muito sentido.

Marcelo não esteve na ilha das Flores mas sim no Corvo.

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    obrigado!

  • Anónimo

    Caro Luis O titulo é " e foi mau na saude e na eco...

  • Anónimo

    José Mendonça da Cruz,uma coisa me consola: não há...

  • Anónimo

    HPS,lembro que neste país de palhaços 'toda' a gen...

  • Anónimo

    Roque Martins,este seu escrito mostra que sabe sin...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2006
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D