Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Seis meses depois… Um país fraturado!

por Vasco Mina, em 29.05.16

As últimas semanas trouxeram à evidência a consequência de uma solução política assente em posições conjuntas  entre o PS e cada um dos partidos à sua esquerda. Não tendo conseguido um acordo conjunto entre as partes, António Costa ficou preso a soluções que foram, são e serão resultado de negociações caso a caso e nas quais o BE e o PCP têm uma influência determinante. Soma-se a tudo isto o discurso e a praxis de reversão de tudo quanto sido feito pelo Governo anterior. Resultado: um país fraturado! Não apenas pelos chamados temas fraturantes (são já vários os exemplos ocorridos e mais ainda aqueles que estão anunciados) mas também na Educação, nas horas de trabalho semanal na função pública versus setor privado, na cedência aos sindicatos afetos à CGTP (deixando de “fora” os que estão desempregados ou desenquadrados), etc. Seria desejável que assim não tivesse acontecido mas, como diria alguém, as coisas são o que são. A crispação está na ordem do dia (por muito que Marcelo Rebelo de Sousa anuncie o contrário) e fatalmente temos, no terreno, dois grandes blocos na sociedade portuguesa: o ideológico de esquerda  assumido pelo PS mas fortemente condicionado pelo PC e pelo BE e o que se opõe à parada fraturante. O primeiro tem lideres identificados mas o segundo ainda carece de enquadramento político. A fratura está exposta, os portugueses divididos e o confronto (hoje bem patente na grande manifestação organizada pelo Movimento Escola Ponto) na rua. A questão que se colocará nos próximos meses será a de perceber qual a força política capaz de enquadrar este bloco que se sente cada vez mais desprezado pelos detentores do poder. Ao contrário do que se poderia pensar não serão as questões económicas e financeiras que comandarão os destinos quer da atual governação quer da oposição. Será que o PSD e Passos Coelho vão perceber esta fratura ou vão continuar a acompanhar a agenda do BE? E Assunção Cristas?

Autoria e outros dados (tags, etc)



18 comentários

Sem imagem de perfil

De M.Almeida a 30.05.2016 às 09:34

Mais uma vez a velha tática da esquerda acusar os seus adversários politicos daquilo que eles próprios fazem. Andaram 4 anos a acusar Passos de dividir o País. Eles são realmente quem fracturam a sociedade, divindindo para reinar. 
Sentíamos um País que ao fim de duros sacrificios ía dando pequenos passos para a acalmia e que ía compreendendo o porquê de termos chegado à situação catastrófica. E isso viu-se no resultado eleitoral o que enfureceu uma esquerda
que não viu os seus programas e o seu discurso aprovados.
Daí terem criado esta farsa pelas mãos de Costa que acha mesmo que é um predestinado para mandar no País.
Entretanto resolveram rasgar tudo e humilhar assim, não só o governo anterior como todos os portugueses que trabalharam para levantar o País. O caos começou logo no 1o.dia de trabalhos quando se rasgou na AR todo o esforço feito na educação. A partir daí valeu tudo.
Tudo mesmo.
 Mas, cá fora de um parlamento tomado de assalto, existe o verdadeiro País que por mais que PS, PC e BE queiram, não controlam. 
Esse País viu-se ontém nas ruas vestidos de amarelo.Viu-se no fim de semana no Banco Alimentar. O restante País real está entretanto silenciado por Costa com dinheirinhos do contribuinte para fingir que não há crispação de taxistas a camionistas passando por suinicultores ou estivadores. Até quando? É isso que veremos.
Sem imagem de perfil

De antónio a 30.05.2016 às 10:58

Lúcidas palavras. Pessoalmente nunca imaginei que iria chegar perto dos meus cinquenta anos de vida a lutar contra um socialismo-comunismo-Marxismo instalado no meu país por culpa de um Partido Socialista do qual deveria por experiência ter desconfiado ser capaz de um dia se mancomunar com partidos defensores dessas facínoras ideologias. A fractura de que fala está no detalhe que anteriormente descrevi e começou no golpe de usurpação que permitiu a posse deste nefasto governo, nesse golpe está o berço da fractura. Se este governo prevalecer, Portugal tornar-se-à uma cópia da Grécia. Oxalá o elemento sorte proteja Portugal e permita que este governo seja apeado.
Sem imagem de perfil

De comunista a 30.05.2016 às 15:57

Sim, muito lúcidas.
Mas calma, temos o PSD e o CDS para defender o país. Caso falhe, temos sempre o CDS e o PSD. Portanto há sempre duas escolhas totalmente diferentes. Nada de pânico.
Grande abraço! Tudo de bom!
Sem imagem de perfil

De antónio a 30.05.2016 às 19:36

Um grande abraço também para si e passe por cá para um peixe grelhado que pago eu !! Tudo de bom que o comunismo é uma maravilha !!
Sem imagem de perfil

De Comunista a 31.05.2016 às 08:58

Venha de lá esse peixe grelhado com um branco frisante da Bairrada. Brindamos à saúde dos democratas Camilo Lourenço e Medina Carreira, ou outros do género. Direita ao poder, JÁ!
Sem imagem de perfil

De antónio a 31.05.2016 às 11:16

Combinado então o peixe grelhado, cuidado se o comité central não achará demasiado burguês. Já o frisante da Bairrada terá de o ir comprar à adega cooperativa pois normalmente as cooperativas fazem maiores descontos aos defensores do colectivismo. Brindaremos também ao sucesso do social-comunismo Venezuelano, Tchim-Tchim...
Sem imagem de perfil

De comunista a 31.05.2016 às 14:58

Ai Salazar...ai Passos Coelho...tanto fizeram para nos empobrecer...qual peixe grelhado e vinho branco! Pão e água da torneira...para não vivermos acima das nossas possibilidades!
Portugal só funciona se for governado pela direita salarazista e católica ou pela direita da paf. Assim, o ministro alemão fica feliz, o fmi rejubila, os comissários europeus já podem ejacular de alegria...o arquiteto Saraiva e o Zé Manuel Fernandes podem sair à rua para festejar! Talvez tomar chá com a dona Avillez, para lembrarem os tempos de miséria a que os portugueses foram sujeitos pela direita.
E um brinde a Pinochet, Franco, Cerejeira e ao padre Manuel Barbosa.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 31.05.2016 às 18:58

Eu cá só brindo ao Mao e ao Cunhal quando ele brinda ao sol dele que ilumina a terra
Sem imagem de perfil

De antónio a 31.05.2016 às 19:34

Uma homilia fantástica, só ao alcance de um Pacheco Pereira dos tempos dos papelinhos escondidos no sobretudo ou de um Boaventura Sousa Santos vizinho da bruxa de Penacova. Parabéns. O comité central bem que avisou o Sócrates mas o malandro do Teixeira dos Santos fez orelhas moucas e a vigarice já estava nos 11%. Qual vinho branco qual quê, brinde-se com champagne mas do original que o espumante da Bairrada é para remediados. Brindemos a Mao, Estaline, à STASI e que um passarinho não nos deixe esquecer um brinde a Chavez. Nestes países os povos são verdadeiramente felizes, têm orgasmos somente retratados pelo Mastroianni na "Grande Farra" naquela cena do rebentamento da latrina. As Mortáguas gostam e o Jerónimo não desaprova. No fim, se estivermos enfartados, tomemos um chá que é o que falta a muita gente neste país. 
Sem imagem de perfil

De Comunista a 31.05.2016 às 23:04

Noto que há um fetiche com o comité central, eu é mais com a minha mulher.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 31.05.2016 às 14:15

O Medina Carreira é de direita? Um reacionário como o Lenine descobriu no Trotsky?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 30.05.2016 às 09:50

Um país de contra-manifestações é um país já avenezuelado. Muito mais preço pagaremos pelo sonho pessoal do habilidoso, mas ele já cá não vai estar para assumir as responsabilidades. Portugal foi sempre um país comunista, só que não sabia.
Sem imagem de perfil

De PSC a 30.05.2016 às 11:52


Do meu comentário no blog "O Insurgente".


"Atenção!Com a convocação da contra-manifestação para o próximo dia 18 as posições estão a extremar-se. É uma provocação para testar uma reacção. Estamos a correr para um novo PREC e não vejo ninguém a reagir antes que seja tarde. Isto não se resolve com afectos e,infelizmente, o Jaime Neves já não está connosco. Portugueses!Acordem!"




Sem imagem de perfil

De comunista a 30.05.2016 às 18:04

Adiram ao movimento:


Não Usem as Crianças, ponto.


E tenham vergonha.
Sem imagem de perfil

De M.Almeida a 31.05.2016 às 09:54

"Não usem as crianças, ponto". Cá está. A velha tática da esquerda. Acusa os outros daquilo que eles próprios fazem.
Vem-me à memória o símbolo que a esquerda sempre empunhou como simbolo da revolução de Abril. Uma pobre criança que colocou o cravinho vermelho no cano da G3. Sei lá isso já para não falar do uso de crianças e jovens em manifs de estudantes da escola pública claro, porque os que se manifestaram no Domingo não são estudantes já que os pais dos ditos tiraram os pobres coitados das garras de uma escola colonizada pela esquerda que quer à força impingir via escola pública a cartilha marxista anti-capitalismo e fracturante. A próxima será escolhe o teu género conforme te sentires melhor porque tu és vitima de uma sociedade que te construiu homem ou mulher mesmo que tu não queiras. 



Sem imagem de perfil

De Comunista a 31.05.2016 às 23:01

E pôr as crianças com caixões, como no ano passado? É bonito, não é? Tenham vergonha na cara!
Sem imagem de perfil

De ali kath a 30.05.2016 às 12:07

no lugar de pr temos comentador político
no de pm temos o polvo unido contra tudo o que não seja luta de classes.
ninguém em seu perfeito juizo tomará conta desta republiqueta quando em breve precisar de novo resgate


ontem a juventude mostrou ser diferente da velhada de cucos que tomaram conta do ninho


segundo Plinio o velho
os falcões têm 3 testiculos
Sem imagem de perfil

De Nuno a 30.05.2016 às 20:27

O país está partido ao meio e não é de agora. Basta ver o resultado das últimas eleições, com uma nítida divisão norte-sul, para perceber que metade do país não escolheu este governo.

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • xico

    "A Universidade de Coimbra caminha como dantes pel...

  • Anónimo

    Um animal omnívoro só pode comer capim,qualquer di...

  • Anónimo

    Saudemos a chegada da geração flocos-de-neve a Coi...

  • Anónimo

    Ó homem, você também é sempre do contra, nada do q...

  • Tiago

    Se uma vaca pesa pelo menos 500kg, e as cantinas c...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2006
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D