Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Rui Tavares, André Ventura e os eleitores

por henrique pereira dos santos, em 09.10.19

Rui Tavares tem hoje no Público um artigo extraordinário sobre os imensos perigos de André Ventura ter sido eleito para a Assembleia da República.

Ao que parece, Rui Tavares, que em tempos foi eleito por um partido formado por estalinistas e trotskistas, acha que eleger-se um deputado de extrema direita é uma coisa terrível cuja responsabilidade não é dos eleitores, mas sim de Passos Coelho, porque o candidatou em tempos à Câmara de Loures (nem o facto de, num cenário de perda acentuada de votos do PSD nesse ano, Ventura ter feito subir a votação do PSD acendeu uma luzinha que levasse Rui Tavares a pensar que se calhar a sua argumentação não batia certo com os factos), e do canal de televisão que convidou Ventura para falar de futebol.

Rui Tavares acha que os eleitores são uns tontinhos irresponsáveis que é preciso proteger dos homens maus, impedindo as televisões de ter comentadores de futebol da extrema direita e que a responsabilidade dos resultados de Ventura não é o seu discurso populista que fala a franjas do eleitorado que não se sentem representadas na Assembleia, mas sim de Passos Coelho.

No fundo, no fundo, Rui Tavares ainda sonha com o sistema eleitoral que vigorou largos anos em muitos países, em que os eleitores só tinham a possibilidade de votar nos bons candidatos previamente escolhidos pelo partido do poder, para não haver a possibilidade de fazerem escolhas erradas.

Tenha calma, homem, como a sua própria experiência demonstra, não basta ser eleito uma vez para condicionar os votos dos eleitores no futuro, é preciso fazer alguma coisa que os eleitores reconheçam como útil para ganhar a eleição seguinte.

Suspeito que Mamadou Ba ao falar da "bosta da bófia", ou o sectarismo de Joacine ao recusar-se a apertar a mão a Ventura e mandando-o dar uma volta, fazem mais pela reeleição de Ventura que o pobre de Passos Coelho, cujos candidatos nessas eleições, como Teresa Leal Coelho, ou Álvaro Almeida, para citar os dois mais importantes, não consta que tenham ganho muito por terem sido escolhidos.

Por estranho que lhe pareça, os eleitores fazem o que lhes apetece, e não o que lhes dizem que têm de fazer, eles são os únicos responsáveis pela eleição de André Ventura.



12 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 13.10.2019 às 18:35

O que eu mais desejo é que o André Ventura contribua para tornar o País venturoso.
Estamos fartos de ANDAR À VENTURA e GOVERNADO POR AVENTUREIROS.
Imagem de perfil

De Flávio Gonçalves a 14.10.2019 às 07:33

Preocupa-me muito mais os "liberais" loucos que por aí andam do que o benfiquista sem ideologia que vai dizer sempre o que o colocar nas primeiras páginas dos jornais.

Comentar post


Pág. 2/2



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Se Portugal é um pseudo país não sei o que estás c...

  • Rui

    Quantas ligações OPO-LIS estão previstas. Já viu? ...

  • Rui

    Total desconhecimento da realidade económica do pa...

  • Rui

    Verdade, desde que seja um hub. Por acaso o senhor...

  • Anónimo

    concordoPor isso eu tenho a ideia que a democracia...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2006
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D