Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




realidade ou ficção: onde está a palhaçada?

por Vasco Lobo Xavier, em 27.05.14

Compreende-se que haja muita gente no PS descontente com os resultados. Aliás, socialistas com um mínimo de clarividência sabem bem que os resultados foram um desastre, que revelaram que os portugueses não têm a mais pequena confiança em Seguro e no Partido Socialista. E, realmente, Seguro tem demonstrado bem (veja-se o programa de governo que agora levou a votos) que não está por dento da realidade do país e da europa, que vive num mundo irreal e de ficção ou fantasia. Por isso festejou como vitória o resultado das eleições, como se a realidade não existisse. Ele e os que ali estavam a fazer o frete, a contar os minutos para ir para casa enquanto aplaudiam freneticamente o líder.

 

Não sei o que pensam os críticos socialistas desses que estiveram a bater palmas a Seguro na noite eleitoral e a garantir aos jornalistas que era uma excelente vitória. Palhaços? Hipócritas? Idiotas úteis? E o que pensam estes últimos dos críticos? Traidores? Vira-casacas? Palhaços? Bem uns dos outros não podem pensar. A guerra entre facções socialistas promete ser um circo delicioso para os próximos tempos.



6 comentários

Sem imagem de perfil

De jo a 27.05.2014 às 13:19

O que pensará o eleitor da AP quando lhe dizem que é uma grande vitória ter menos votos que o PS?
Deitar gasolina na fogueira dos outros é louvável, mas não seria má ideia apagar o fogo que têm em casa.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 27.05.2014 às 16:04

Vasco, a AP teve 27.7%. Olhe que o seu CDS nem à frente do Marinho ficava, ganhe algum tino homem...


E a coisa não se afuigura fácil. Os idosos não o podem ver à frente. Nas feiras do gado a boina já não engana ninguém. Sobra-lhe a geração desiludida mais citadina, sub35, que pode perfeitamente fugir para estes pseudo-partidos como o Livre, o MPT ou sabe lá deus o quê..
Sem imagem de perfil

De Pedro a 27.05.2014 às 16:36

A soma do PSD e do CDS, onde toda a direita vota, deu 27,9%, menos do que o PS. O Vasco continua sem dizer quanto é que acha que vale agora o seu partido. É melhor não o saber, nem sequer falar disso. Desde que se mantenham os dois juntinhos, a coisa dá pouquito, mas sempre se aproximam do PS.
Imagem de perfil

De Vasco Lobo Xavier a 28.05.2014 às 17:10

:-)) Sendo que se trata dos partidos que tiveram de colocar em prática o mais difícil programa de que há memória. Um programa negociado à pressa pelo PS com a troika, depois de ter levado o país à bancarrota, e do qual se afastou ignobilmente no dia seguinte para ficar de fora a atirar pedras. E ainda assim a coligação teve mais do que o PS nas últimas europeias, quando andava a distribuir o dinheiro que não havia e nos levou à bancarrota.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 28.05.2014 às 17:22

Uma coligação de dois partidos ter mais votos do que um só partido, não é de estranhar. Preocupante é o contrário, ainda para mais sendo um dos partidos da coligação o PSD (o CDS já se sabe que só sobrevive se não se souber exatamente quanto vale, que agora é muito pouco). Mas vocês lá sabem ;)
Imagem de perfil

De Vasco Lobo Xavier a 28.05.2014 às 19:03

eh eh eh. Eu oiço isso sobre o CDS há anos. Começa a tornar-se repetitivo. :-)

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2006
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D