Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Razão por que é necessário subsidiar a comunicação social

por José Mendonça da Cruz, em 11.12.19

1. Pois, é isso ou o contrário. O telejornal das 20 horas da RTP - a da directora de informação que suspende programas que possam incomodar o poder socialista - abre uma peça sobre as eleições britânicas anunciando que as sondagens não dão uma vitória clara a nenhum dos partidos. Em ligação directa a Londres, José Rodrigues dos Santos (que tem vida própria e não é um criado) explica que todas as sondagens dão a vitória aos Conservadores de Boris Johnson, algumas com maioria absoluta. Uma das coisas será verdade.

É por isso que, embora José Rodrigues dos Santos não careça de subsídios e possa informar, já a RTP de Maria Flor Pedroso carece de dinheiros públicos, pois a desinformação (além do ridículo de supor-se influente no resultado de eleições livres no estrangeiro) ninguém a compra.

2. Pois, é o que eles dizem, que eles é que mandam. Os noticiários da televisão, da imprensa e digitais informam que o Governo decidiu «um reforço de 800 milhões» para o Serviço Nacional de Saúde. Um «reforço», a sério?! Diz-se «reforço» quando se vai pagar 550 milhões de dívidas atrasadas (só uma parte do total)? Chama-se «reforço» à liberação de 800 milhões depois da captivação de 68% do valor orçamentado em 2015, da captivação de 47% em 2016, da captivação de 40% em 2017, e da captivação de 53% em 2018? (dados da Direção Geral do Orçamento)

Ah, mas dizem os socialistas e os «jornalistas» amigos dos socialistas, o primeiro-ministro e o Centeno dizem que não houve captivações. O Polígrafo -- uma coisa esquisita que finge «apurar a verdade» e que a Sic acolheu logo que pôde -- até foi investigar, e concluiu que isso é «Verdadeiro, mas...» O truque é que no «mas» do Polígrafo cabe o mundo inteiro. É que o que houve não foram captivações, foi apenas a recusa aos agentes da saúde -- a quem foi retirada autonomia de decisão --de autorização para investirem em pessoal ou material . Perceberam a diferença? Eu também não. Mas concluo que também vale a pena subsidiar o jornalismo «de investigação».



3 comentários

Sem imagem de perfil

De Isabel a 12.12.2019 às 00:30

Pôr o estado a financiar jornalistas é o mesmo que acabar de vez com uma restea de jornalismo independente. Convem não esquecer que quando se fala de estado está-se a referir um conjunto de políticos que vão buscar dinheiro aos contribuintes para distribuir como entendem. E todos eles têm a sua agenda. 
Alguém imagina um político do sistema a subsidiar jornalismo que vá investigar como são financiadas fundações, institutos, IPSS’s, contratos sem concurso e até com concurso, acessores, consultores, negociadas as questões europeias, etc etc
Se já não há qualquer programa que trate dos sérios problemas que o país enfrenta e das possíveis soluções para os ir resolvendo, se os jornalistas fossem subsidiados, havia de ser lindo!
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 12.12.2019 às 10:19

Fui ao dicionário Priberam online, que até usa a ortografia antiga, e não encontrei lá "captivação". Somente "cativação". Acho que "captivação" é uma ortografia brasileira. Se fôr.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 12.12.2019 às 17:24


Temos a cópia geringonçada:


 O vendedor de vacas voadoras, que vai espatifar-se com mais estilhaços.atingindo a famiglia herdada de Sócrates, os novos jovens  galambinos , os que votaram  neles e todos os outros que não votaram .


"Porcos,feios e maus" o filme da Geringonça.


A.Vieira

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Também ouvi, mas pensei que fosse confusão minha.....

  • Anónimo

    Boa tarde João Távora.Respeitosamente, duvido muit...

  • Silencios

    Que fazem dos portugueses, palhaços. Até rima. Vi ...

  • henrique pereira dos santos

    Multas só para isso acho pouco, o melhor era mesmo...

  • Anónimo

    Uma coisa é certa neste texto, aliás muitas coisas...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2006
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D