Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Rainha morta, Rei posto - eis a questão que os mói

por João-Afonso Machado, em 10.09.22

VARANDA.JPG

É evidente, em República um Chefe do Estado em funções durante sete décadas só poderá personalizar uma ditadura e das mais ferozes; na férrea mão que aos 90 anos de idade ainda a consiga manter - a mão férrea, a autocracia.

Ao invés, em Monarquia, igual duração de um reinado (ou de chefia do Estado-Nação) sempre consolidará a relação entre o rei e o seu povo (senão seria a resignação ao trono, como sucedeu em Espanha), assim garantindo e fomentando o andamento das instituições democráticas. É o exemplo que colhemos de Isabel II, a grande Senhora que ainda não era rainha e já servia os britânicos, conduzindo camiões na Guerra Mundial.

Decerto contrariados (ou levados pelo "politicamente correcto"), os republicanos esmeraram-se no enaltecimento das virtudes da Rainha morta, nas peripécias do seu longo reinado ora findo. - Com ela acabou o século XX! - acrescentam ainda, a enfiá-la à pressa nas gavetas de um Passado sem continuidade.

A rápida e serena substituição de Isabel II com a entronização do seu filho, o Rei Carlos III, - no Reino Unido, aqui a dois passos da atenção dos portugueses, - é algo que aterroriza a República e já pôs a sua imprensa a ganir disparates.

Coleccionam-se fraquezas do novo Rei, Diana foi exumada, Camilla enterrada com o pescoço de fora, lançam-se suspeições e boatos tablóides. A confundir Portugal, dando da notável Rainha a ideia de uma ilha perdida no oceano..

Mas no Reino Unido a Monarquia é firme e Isabel II viveu o bastante para a firmar ainda mais. Os britânicos choram-na quanto já dão vivas a Carlos III.

Essa ópera bufa e peçonhenta fechou a minha televisão. Assisti ao bastante. Quem puder, dê um salto à Grã-Bretanha e constate, aprecie, tire conclusões.


10 comentários

Imagem de perfil

De Costa a 10.09.2022 às 19:36

Às nossas - as portuguesas - estações de televisão não atribuo mais dignidade do que aquela necessária para louvaminhar a obra do poder de (longo) turno e, regulamente, sobre os méritos miraculosos do heróico regicídio que por cá foi o acto inaugural de já mais de um século de tão desinteressada acção dos governantes e nossa tão sublime quanto imerecida felicidade.
Lembro-me de escutar, nas emissões de onda curta, o sinal de sintonia da BBC (...-). De o escutar não na longa noite fascista, mas nos tempos que imediatamente se lhe seguiram e em que por pouco um outro fascismo - esse sendo-o de facto, ainda que com outro sufixo - não tomou a seu cargo o nosso pastoreio (os seus arautos cá andam, orgulhosos, impunes, impenitentes, medalhados; com tempo e espaço nessas estações de televisão, onde são com reverência escutados).
Apesar de consideravelmente curvada, também, perante o "wokismo" e o geral triunfo da imbecilidade dos tempos presentes, a BBC tem feito um digno trabalho nos últimos dias, em torno da morte e da sucessão. Sobre esse tema, nem passo pelos canais portugueses.
Imagem de perfil

De João-Afonso Machado a 10.09.2022 às 19:41

Amigo Costa, não posso estar mais de acordo consigo.
Cumprimentos.
Imagem de perfil

De Costa a 10.09.2022 às 19:48

Grato pelas suas gentis palavras. Ali onde lê "sufixo", leia por favor "prefixo". Coisas de escrever apressadamente.


Cumprimentos 
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 10.09.2022 às 20:22

Pois, é uma chatice, a monarquia também apresenta falhas, escandalos e afins tal como as republicas ... os monarquicos é que pensam que não.
Sem imagem de perfil

De Anonimo a 11.09.2022 às 12:37

A monarquia por norma tem lá seres humanos. Seres humanos por norma têm falhas. De carácter, de julgamento, de execução. Excepto os de esquerda, esses são infalíveis. 
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 13.09.2022 às 00:11

Querem que os de esquerda são monarquicos!!!!!!!!!!!!!!
Sem imagem de perfil

De jo a 11.09.2022 às 12:53

"É evidente, em República um Chefe do Estado em funções durante sete décadas só poderá personalizar uma ditadura e das mais ferozes; na férrea mão que aos 90 anos de idade ainda a consiga manter - a mão férrea, a autocracia."
E na monarquia só é possível se o monarca for irrelevante. Temos o caso estranho de uma pessoa cuja função é não fazer nada e ser decorativa.
Sem imagem de perfil

De Anonimo a 11.09.2022 às 12:58

A nossa incapacidade em entender o outro é extraordinária. Mais ainda na suposta / autodenominada elite intelectual. 
São monárquicos, logo são uns atrasados, gostam da hierarquia, preferencialmente estando no topo.
Não faço a menor ideia do porquê de idolatrar alguém que é o que é por direito de nascimento,  mas também nunca vesti tshirts do Che nem fui agitar banderinhas para um qualquer comício. Nem like nas redes, quanto mais...
 Isto do culto de personalidade não é exclusivo das monarquias absurdas e retardadas (tipo as Noruegas ou Dinamarcas) nem de ditaduras mais ou menos encapotadas (putinismo ou passismo).
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 11.09.2022 às 22:21

"Putinismo ou passismo".
Obrigado pela gargalhada que me proporcionou.

Ele há cada um , está tudo parvo de todo, mas este ao menos sabemos quem é apesar de hoje não ter assinado.
Sem imagem de perfil

De Anonimo a 12.09.2022 às 14:05


Tou sim? Quem é?

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com



Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • anónimo

    Exacto, uma coligação dos perdedores a governar!. ...

  • Anónimo

    Vou contar o que se passou há uns anos numa turma ...

  • cela.e.sela

    « Aí vem o bicho-papão, 1799 | Francisco de Goya» ...

  • balio

    uma coligação de perdedoresNuma eleição, todos os ...

  • Anonimo

    Parece que muita gente esqueceu o Limiano. Isso si...


Links

Muito nossos

  •  
  • Outros blogs

  •  
  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2024
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2023
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2022
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2021
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2020
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2019
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2018
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2017
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2016
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2015
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2014
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2013
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2012
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2011
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2010
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D
    196. 2009
    197. J
    198. F
    199. M
    200. A
    201. M
    202. J
    203. J
    204. A
    205. S
    206. O
    207. N
    208. D
    209. 2008
    210. J
    211. F
    212. M
    213. A
    214. M
    215. J
    216. J
    217. A
    218. S
    219. O
    220. N
    221. D
    222. 2007
    223. J
    224. F
    225. M
    226. A
    227. M
    228. J
    229. J
    230. A
    231. S
    232. O
    233. N
    234. D
    235. 2006
    236. J
    237. F
    238. M
    239. A
    240. M
    241. J
    242. J
    243. A
    244. S
    245. O
    246. N
    247. D