Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Radicalização ideológica

por Jose Miguel Roque Martins, em 29.11.21

Costumo ler as crónicas de Daniel Oliveira no Expresso que, de certa forma, considero o arauto honesto e inteligente da Esquerda. Hoje, a páginas tantas, escreve:

“E desde que Rui Rio venceu que deixaram claro que o consideram um líder ilegítimo, em contraciclo com a radicalização ideológica que defendem.”

Simplificando, qualquer ideologia que ultrapasse á direita o socialismo, ou uma social democracia de esquerda socialista, para a esquerda, é naturalmente uma ideologia radical.

Curiosamente, na esmagadora maioria dos países desenvolvidos, o radical em Portugal é o moderado e o moderado português, radical.

Em termos de classificações politicas tudo é uma questão de perspectiva e de onde se posiciona o observador. Já em termos de consequências praticas, no bem estar da população, é que não há duvidas: a direita do socialismo, dita radical ou moderada, é bem mais agradável para os cidadãos.



16 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.11.2021 às 11:16


"Radicalização ideológica" não é defender uma ideologia radical; é defender uma ideologia menos moderada do que outra.
Paulo Rangel supostamente defende uma direita menos moderada do que a de Rui Rio. Defende portanto uma radicalização à direita.
Sem imagem de perfil

De Vasco Silveira a 29.11.2021 às 11:42

Caro Senhor


Sempre que útil a nossa pobre ( de ideologia, de história, de cultura) esquerda utiliza o "Precuguês", idioma criado nos idos de 75 em que qualquer indivíduo situado à esquerda de quem falava era Radical ( de Direita claro: não há radicais de esquerda!)
Infelizmente o que é uma tática compreensível nos actores políticos, para diminuir adversários, é seguido reverentemente por uns Media mais analfabetos,  e sempre subservientes, do que a esquerda.


Melhores cumprimentos


Vasco Silveira
 
Imagem de perfil

De Jose Miguel Roque Martins a 29.11.2021 às 20:10

dos moderados se fazem radicais e de radicais moderados
Imagem de perfil

De Zé Onofre a 29.11.2021 às 12:39

Boa tarde, Roque Martins

Há coisas que me custa a compreender em certos partidos. 
PSD - "Se Paulo Rangel ganhasse a presidência do PSD, este não iria acordar com tanta facilidade com António Costa, tal como Rui Rio gosta tanto de anunciar que fará".
PS - "surgindo Pedro Nuno Santos como o novo cabeça do PS. A geringonça poderia voltar a surgir."
Pensava,talvez na minha ingenuidade, que o partido é sempre o mesmo, com a mesma ideologia, com os mesmos princípios, independentemente do Presidente ou secretário-geral do momento. Assim seria o partido que faz os dirigentes.
Mas pelo que leio em várias crónicas verifico que o PS e o PSD, não têm ideologia nem princípios coerentes, mas que estes variam conforme os dirigentes. Assim, são os dirigentes que fazem o Partido.
Tentando ser mais mais claro.
Há o PSD do Passos Coelho. Há o PSD de Rangel. Há o PSD de Rio,...
Há O PS de A.J. Seguro. Há o PS de Costa. Há o Ps de Nuno Santos, ...
Não será por estas mudanças que a política chegou ao Estado em que estamos?


Zé Onofre 
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.11.2021 às 12:48

Parece-me normal que existam flutuações mais á esquerda ou direita em cada partido. O que me parece menos normal é quando as flutuações são de molde a desvirtuar os principios fundamentais. Em tese até admito que um partido venha dizer, repudiamos todo o nosso passado e agora somos outra coisa qualquer. Manter a identidade como imutável e mudar completamente é que baralham muito.  Um PS em que Mario Soares não votaria, um PSD em que Sá carneiro não votaria, é que me parecem demais. 
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 29.11.2021 às 13:14


"Costumo ler as crónicas de Daniel Oliveira no Expresso que, de certa forma, considero o arauto honesto e inteligente da Esquerda."  ?!



Qual foi a ultima vez que se viu um jornalista num jornal ou TV falar de Extrema Esquerda e designar o PCP e BE -como são- de extrema esquerda?

Isto quando qualquer regime por eles apoiando teriam enviado milhares para campos de concentração.

É preciso perceber que a narrativa do jornalismo marxista quer que a palavras como extrema, radical sejam só para aplicar a quem não é de esquerda.




Sem imagem de perfil

De Anónimo a 01.12.2021 às 10:44

Os Danieis Oliveiras da figueira deste país são os maiores entraves ao nosso progresso. Obviamente que defendem o status quo e o «regime» que lhes deu a mão, que os "ajudou" a serem alguém  e lhes prolonga os privilégios e os mantém nos seus púlpitos pagos com boas maquias... Como hão-de escrutinar o governo que lhes dá o "ser"?!  Por isso, esta súcia dos profissionais do comentariado enfeudado ao regime _ pago para dizer "bem" _ constituem um dos maiores empatas do desenvolvimento e das mudanças de que o país necessita. Todos bem conluiados, bem regalados e satisfeitos a palitar à mesa do grande banquete em que se tornou este...País (se ainda o é...) 
Se, para si, este "refustedo" faz prova de honestidade intelectual... Então _ se me permite o conselho_ abra mais os olhos que os tempos são de serpentes e não se compadecem dos crédulos.
AP


Sem imagem de perfil

De Cac a 29.11.2021 às 13:18

Boa tarde


Li o artigo de V Exa e não pude deixar de sorrir.
Essa criatura chamada Daniel Oliveira ser o "arauto honesto" da esquerda é deliciosa. Então quando se acrescenta a palavra inteligente é para abrir um sorriso de orelha a orelha.
Coisa que esse senhor não tem é honestidade intelectual. A outra não o conheço portanto, não me pronuncio.
Inteligência então, está nos antípodas de qualquer pensamento honestamente estruturado, factualmente correcto e que nãio sofra de esquerdeopatia congénita. Além de ser um reles censor nos artigos que escreve, bloqueando quem, com factos, discorde do mundo de unicórnios que habita naquela cabeça tonta 
Então a falar de economia é  motivo de chacota: alguém que não faz a mínima ideia do que fala, economista da "universidade da vida". Em suma, um tonto.
Nas respeito a sua opinião, como nãonpoderia deixar de ser. Aliás, luto sempre pela livre expressão, mesmo que não concorde com ela. Diferentemente do que esse tal Daniel adviga ao defender uma ideologia sinistra
Cumprimentis
Imagem de perfil

De Jose Miguel Roque Martins a 29.11.2021 às 20:08

não podemos confundir convicções inamoviveis  com desonestidade, ignorancia com falta de inteligencia. 
Sem imagem de perfil

De Cac a 29.11.2021 às 20:10

Não são "convicções inamovíveis" as desse indivíduo. É mesmo desonestidade intelectual. Já o apanhei variadíssimas vezes a mentir. E ele sabe que mente.
Cada artigo que escrevinha é uma facada na verdade
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 30.11.2021 às 17:07

Precisamente Cac, isto "E ele sabe que mente."


Quem diz isto "considero o arauto honesto e inteligente da Esquerda." é porque tem as mesmas referências que essa pessoa ou simplesmente não entende pevas.

Há uns anos numa discussão com ele a quando do conflito Líbano(Heezbolah) com Israel ele acusou  Israel de ser uma sociedade confessional. Isto quando o Líbano tem quotas políticas com base religiosa...quando lhe apontei isso ele mudou de assunto de forma descarada. Ele sabia muito bem o que estava a fazer e como professa da escola Marxista vale tudo como no Pravda.


Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.11.2021 às 17:18

Qual é o espanto, vindo de quem vem?!
Agora deste...

https://portadaloja.blogspot.com/2021/11/a-ultima-do-historiador-pacheco-pereira.html
Imagem de perfil

De Jose Miguel Roque Martins a 29.11.2021 às 20:11

Desse senhor já teria algumas reticencias em falar de honestidade. 
Sem imagem de perfil

De aly kath a 30.11.2021 às 08:35

I paradossi da “inclusività” dell’Europa: bocciato l’uso delle parole Natale e Maria (https://www.corriere.it/esteri/21_novembre_29/natale-commissione-europea-linee-guida-europa-fabe243e-5136-11ec-89e5-536139f8e091.shtml)

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 30.11.2021 às 12:09

"Curiosamente, na esmagadora maioria dos países desenvolvidos, o radical em Portugal é o moderado e o moderado português, radical".



Mas então o Sr. não se deu conta de que essa balcanização ideológica e esse "dialecto" (agora recuperado) eram a marca distintiva de certo grupo do prec  reeditado em 2015 pelo Costa e seus geringôncios? Julgava-os extintos? Também eu. Enganámo-nos, caro Sr.! Afinal, permaneciam em conservação na cave do museu das velharias bafientas e imprestáveis  _ embora o «honesto» Costa dissesse que estavam atrás dum  "muro". Seja como for, lá os foi desencavar e desencantar e agora aí os temos, uns inadaptados aos tempos actuais, apardalados de todo, irrecuperáveis e fora de prazo,  mai' lo  seu linguajar tresandando a mofo. 


E teve consequências práticas.
Foi com estes compinchas todos _«arautos muito honestos»_ que nos tornámos prisioneiros e vítimas de ideologias obsoletas, datadas, ultrapassadas e que falharam em toda a linha. Que legado nos deixam esses "inteligentes"? Basta observar o arraso que fizeram ao país que somos hoje:  atrasado, sub-desenvolvido, endividado, com um nível de vida caríssimo em relação aos miseráveis salários, sem poderem atingir um nível de vida confortável e digno, com uma carga fiscal  desmesurada e incomportável para sustentar os vícios e os desvarios desta "esquerda", com más prestações dos Serviços Públicos que não correspondem aos elevadíssimos impostos que nos cobram destinados para esse fim ( só a título de exemplo, veja-se o estado calamitoso do Ensino e da Escola Pública e o depauperado SNS a degradar-se _ por mais que queiram esconder estas duras realidades).
Em suma, um país empobrecido, a viver de dinheiro emprestado e com uma economia em estado comatoso, que não anda nem desanda. E mais: com uma CS que não diz a verdade, que fica caladinha e conivente e  abafa a realidade. Não traz estes temas para cima da mesa, para um profundo debate sobre o estado da Nação.

AP

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    (cont.)E se a AR é a Casa da Democracia, não haver...

  • Anónimo

    O Parlamento representa o eleitorado e é uma amost...

  • anónimo

    O desinteresse nasceu e subsiste porque metade do ...

  • Carlos Sousa

    Explicou perfeitamente, só que essa solução leva a...

  • balio

    Não sei de quem é a culpa dos erros nos cadernos e...


Links

Muito nossos

  •  
  • Outros blogs

  •  
  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2021
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2020
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2019
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2018
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2017
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2016
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2015
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2014
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2013
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2012
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2011
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2010
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2009
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2008
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D
    196. 2007
    197. J
    198. F
    199. M
    200. A
    201. M
    202. J
    203. J
    204. A
    205. S
    206. O
    207. N
    208. D
    209. 2006
    210. J
    211. F
    212. M
    213. A
    214. M
    215. J
    216. J
    217. A
    218. S
    219. O
    220. N
    221. D