Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Qual é a tua, ó meu?

por Pedro Picoito, em 20.11.19

Em entrevista ao Público, Manuel Monteiro diz que "a direita perdeu a batalha da cultura e tem de ter a capacidade de recuperar o combate cultural". É irónico que estas palavras surjam no mesmo jornal que dedica sete páginas a José Mário Branco ( com toda a justiça, acrescento). Porque a direita não perdeu a batalha da cultura: nem sequer a travou. Continua a pensar que a "cultura" é o que une um país, sem perceber que a "cultura" é o que a esquerda cria, difunde e consome para combater a direita. Um exemplo? O elogio (justo, repito) ao génio criador de José Mário Branco que inclui a "coerência", a "generosidade" e a "rebeldia" da sua intervenção política, muito próxima do discurso de ódio. O que é ainda mais irónico quando esse elogio vem de uma direita cada vez mais próxima do discurso de ódio. Elogio, suprema ironia, que José Mário Branco de certeza odiaria (e ainda mais justamente).  Enquanto pensar assim, a direita continuará a "perder a batalha da cultura". Por falta de comparência.




Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • JPT

    A análise do Prof. Dr. Buescu (que, sendo portuguê...

  • Anónimo

    'a ver a BUNDA passar cantando coisas de amor'

  • Anónimo

    Isto é que é Serviço Público.Bondade sua o eufemis...

  • Anónimo

    Caro SrO Dr (Exponencial) Buescu, do alto da sua c...

  • Anónimo

    'nu com as mão nos bolsos ... dos outros'


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2006
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D