Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Propaganda

por Vasco M. Rosa, em 25.12.15

A Câmara Municipal de Lisboa colocou pela cidade uma série de mupis de boas-vindas aos refugiados sírios e outros.

Fez muito bem.

Mas também fez muito mal.

Em vez de produzir cartazes com dizeres em línguas legíveis pelos seus supostos directos destinatários — o que teria sido possível com a colaboração de tradutores e das embaixadas: bastariam dois telefonemas e umas horas de cooperação técnica —,  não foi além de algumas frases e citações em português, que os refugiados jamais saberão ler, pelo menos neste primeiro momento, que é o que mais interessaria... À mensagem em língua oriental, podia seguir-se em letras menores o seu significado para lisboeta ler. Fácil, mil vezes feito algures pelo mundo afora em casos idênticos. 

Mas não; a verdadeira, profunda intenção é só a propaganda política humanista para adocicar os nativos duma cidade caída aos bocados, mas generosa afinal...

E o jogo vem de longe. O Município anuncia obras que vai fazer (nos próximos anos...); não as faz simplesmente. O dinheiro gasto nessas larguíssimas operações de propaganda, já dava para fazer qualquer coisinha — de útil, claro!

mupi1_refugiados_site.jpg

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



5 comentários

Sem imagem de perfil

De Ali Kath a 25.12.2015 às 20:42

um sem-abrigo pintou esta manhã uma imagem de Nossa Senhora
em 7Rios junto à ponte.
infelizmente este não têm direito a acolhimento,
são lixo
Imagem de perfil

De Kruzes Kanhoto a 26.12.2015 às 12:50

Há que dinamizar a economia...no caso dando trabalho às empresas gráficas, de publicidade ou lá o que seja. E de quem seja. O resto - da mensagem - ninguém saber. Até podia estar a saudar o Pato Donald...
Sem imagem de perfil

De Lufra a 26.12.2015 às 12:58

Muito mais propaganda que obras!
Sem imagem de perfil

De Fgcosta a 26.12.2015 às 13:33

A coisa é fácil de perceber e é um produto típico do xico-espertismo ACosta: os refugiados são em pequeníssima quantidade, e não votam. Os sensíveis a demagogias caritativas de rosto esquerdista são muitíssimos, a comunicação social que temos derrete-se com isso, e todos votam...
Em Portugal interessa impressiona muito mais o parecer do que o fazer. Por isso, é uma medida inteligente, sendo que a inteligência não está necessariamente ao serviço do que é decente.
Sem imagem de perfil

De Estúpido Aluga-se a 28.12.2015 às 03:51

Lisboa é uma cidade de Karaoke sem letra.

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • João Sousa

    Extrapolar resultados (ou sondagens) de uma eleiçã...

  • Anónimo

    Grosso modo, os 5 partidos com um intervalo = ou &...

  • Luís Lavoura

    um infeliz acidente rodoviário é coisa para nunca ...

  • António

    Nem sei como há ainda quem leve o BE a sério. Um p...

  • António

    Às tantas o PSD ainda ganha. Com o PSD tão próximo...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2006
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D