Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Problemas de visão ou de carácter (ou ambos)

por José Mendonça da Cruz, em 09.05.15

imagesKW9RWBD7.jpg

 António Costa dá todos os dias a justa medida do que seria ter uma criatura como ele na chefia do governo. Já renegou o acordo sobre a diminuição do IRC que o seu partido assinou. Já recusou a privatização da TAP que o governo de que foi número 2 se comprometeu por sua honra a privatizar. Já se proclamou decidido a gastar dinheiro como Sócrates gastou com base em lucros futuros que nenhuma realidade indicia ou garante. Já fingiu uma promessa de diminuir o IRS, quando na verdade está a prometer aumentá-lo. Hoje, voltou a sentenciar asneiras com o mesmo ar presunçoso: diz ele que Cameron ganhou as eleições porque não tomou medidas de austeridade; e diz ele que esta legislatura está a ser prolongada para favorecer o governo (no que traduz, também, uma surpreendente convicção de que as coisas lhe vão correr ainda pior).

Foram duas mentiras no mesmo dia. Ou, por outras palavras: a realidade desmente o que ele diz. Quanto mais nervoso fica perante as suas próprias insuficiências, mais Costa inventa e se irrita. Pena que os vermes que rastejam pelas redacções ou empunham microfones não o coloquem perante o absurdo das coisas que diz. Anseio de recompensas ou medo de receberem um SMS ameaçador?


3 comentários

Sem imagem de perfil

De Laranjeira a 09.05.2015 às 00:43

Cada vez que António Costa se vangloriar da sua gestão na CML convém recordar isto (link). É que Portugal não é a CML, nem vai ter nenhuma entidade a fazer de Governo central. O seu a seu dono.


Além disso, é bom recordar o que ele dizia sobre a dívida, especificamente sobre ser preciso mais tempo para pagar, mas sem a Troika cá. É como a TAP privatizada, mas com o Estado a mandar. Ou ter sol na eira e chuva no nabal. Tudo é possível, haja Costa!


http://www.jn.pt/paginainicial/pais/concelho.aspx?Distrito=Lisboa&Concelho=Lisboa&Option=Interior&content_id=2678470
Sem imagem de perfil

De gato a 09.05.2015 às 13:23

E, por maioria de razão, deve ser responsabilizado por decisões que eliminaram medidas de mitigação como a manutenção preventiva dos colectores, ao extinguir em 2011 o departamento de obras de infra-estrutura e saneamento da CML reduzindo os seus 130 elementos a menos de metade e integrando-os em outros departamentos. Ao mesmo tempo que extinguia esse departamento mantinha nos quadros da câmara (ver este post (http://impertinencias.blogspot.pt/2012/12/case-study-camara-de-lisboa-uma_27.html) do Impertinente):
  • 330 arquitectos, 101 assistentes sociais, 73 psicólogos, 104 sociólogos, 146 licenciados em marketing,  260 engenheiros civis, 156 historiadores, 303 juristas, cujo serviço se supõe que deve ser dar parecer sobre os pareceres que a CML encomenda a gabinetes de advocacia privados, incluindo um a quem a câmara pagou 75 mil euros por um ano e 10 meses.



E tudo isto apesar de ter sido alertado há 4 anos para «uma situação de muito perigo, que é a degradação da rede de saneamento (que se encontra) num estado deplorável». E quem fez esse diagnóstico? O mesmo António Costa que pelos vistos sofre de um sério problema de dupla personalidade.
Fonte: «Câmara desmantelou serviços de saneamento», Paulo Paixão no Expresso

Endividamento da CM Lisboa líquido de 286 milhões, resultantes do acordo em 2012 pelo qual o governo aceitou pagar esse valor pela «compra» há mais de 70 anos dos terrenos do aeroporto, 20 anos antes de Costa ter nascido, e pela «compra» dos terrenos da Expo, uns 20 anos antes de Costa ter aterrado na câmara. A dívida total em 2013 era de 558,8 milhões de euros (845 sem a «ajuda» do governo, sabem eles com que propósito maquiavélico de colar Costa ao lugar) equivalente a 1.066 euros por munícipe, contra 597 euros do Porto (mais cerca de 80%).

Sem imagem de perfil

De João. a 10.05.2015 às 05:20

"os vermes que rastejam pelas redacções ou empunham microfones"



Vermes? Você parece um pouco desesperado. Parece um nazi a falar de judeus


Vermes, é coisa que se extermina.

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com



Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes


Links

Muito nossos

  •  
  • Outros blogs

  •  
  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2024
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2023
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2022
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2021
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2020
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2019
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2018
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2017
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2016
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2015
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2014
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2013
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2012
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2011
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2010
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D
    196. 2009
    197. J
    198. F
    199. M
    200. A
    201. M
    202. J
    203. J
    204. A
    205. S
    206. O
    207. N
    208. D
    209. 2008
    210. J
    211. F
    212. M
    213. A
    214. M
    215. J
    216. J
    217. A
    218. S
    219. O
    220. N
    221. D
    222. 2007
    223. J
    224. F
    225. M
    226. A
    227. M
    228. J
    229. J
    230. A
    231. S
    232. O
    233. N
    234. D
    235. 2006
    236. J
    237. F
    238. M
    239. A
    240. M
    241. J
    242. J
    243. A
    244. S
    245. O
    246. N
    247. D