Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Pressão na mola

por João Távora, em 24.11.20

corda.jpg

Quem me conhece melhor sabe que para mim a celebração do Natal não é uma questão fútil, de comeres e beberes. É com algum espanto oiço na radio Observador um “especialista” daqueles que, por sua vontade já nos encerrava a todos em casa como em Março (escolas e tudo), a recomendar que a festa este ano seja passada nesses termos. As notícias dão conta que noutros países já se equaciona limitar as celebrações natalícias a um determinado número de indivíduos por agregado, e ensaiar novas engenharias sociais de resultado mais que duvidoso. Estou cansado de ouvir especialistas a dizerem uma coisa e o seu contrário – já há algum tempo que para minha sanidade evito o sensacionalismo dos telejornais e não tarda corto também com as rádios.
A questão que eu gostaria de ver respondida é: pretende a DGS fechar de novo os nossos templos ao culto especificamente no Natal? Qual a avaliação e a métrica que as autoridades pretendem aplicar para limitar os encontros familiares? Em que ciência se baseiam?
Como poderá facilimamente verificar com as industrias, comércio, ginásios, escolas e igrejas abertas, a saúde biológica não é, não pode ser um valor absoluto - terá sempre de se pesar em confronto com outros de igual ou peso superior. Para isso é que existem governos e políticos, e não somos governados por uma junta médica que naturalmente recomendaria uma quarentena ao país inteiro, além da proibição de fumar.
A ver se me explico: a forma discricionária e incompetente como o nosso governo tem gerido a crise sanitária compromete a sua autoridade, justificando a minha apreensão com as decisões que estará a preparar, desta vez ligadas aos mais profundos sentimentos, crenças e tradições das pessoas. Nomeadamente minhas, que a paciência de obedecer a incompetentes está a chegar ao limite. Cuidado como apertam a mola ...ou esticam a corda.



13 comentários

Sem imagem de perfil

De balio a 25.11.2020 às 09:52


para mim a celebração do Natal não é uma questão fútil, de comeres e beberes


Mas se não é isso, então dever-se-á também estar mais ou menos nas tintas para as reuniões familiares. Pois para que servem as reuniões familiares? Para comer e beber.


O João Távora deverá estar sobretudo (ou somente) preocupado com um adiamento (ou eliminação) do recolher obrigatório na noite de Natal, para que as pessoas possam ir à Missa do Galo. Isso é o que importa.
Imagem de perfil

De João Távora a 25.11.2020 às 10:10

Desde quando é que os encontros familiares chegados, irmãos, tios e sobrinhos que se estimam são coisas fúteis? Reforçam até o sentido sagrado da festa, antes ou depois da Missa do Galo.
Sem imagem de perfil

De balio a 25.11.2020 às 10:33


Eu acho que, com ou sem proibições governamentais, os tempos não estão bons para encontros familiares que envolvam pessoas idosas e/ou pessoas gordas (ou "fortes", como se diz).
As pessoas devem ter a sensatez de excluir esses, que por sua natureza são suscetíveis à covid-19, de encontros familiares nos quais se possam contaminar.
As restantes pessoas, é claro, devem poder encontrar-se à vontade.
Sem imagem de perfil

De The Mole a 25.11.2020 às 11:29

“Matar” um idoso de Covid (i.e. arriscar a que ele apanhe Covid e talvez tenha complicações que talvez o matem - e note que pode apanhar o bicho de outra maneira qualquer) é insensato, mas matá-lo de solidão / neura, não?
Só num estado/sociedade completamente totalitário – em que infelizmente vivemos – se pode aceitar que essa opção caiba ao estado/governo e não a cada indivíduo…
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 25.11.2020 às 12:25

João Távora, tenha paciência, o Balio é assim...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 25.11.2020 às 16:18

As tiradas do Balio chegam a ser desconcertantes. (Muito à Get Smart).
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 25.11.2020 às 11:36

Não há que enganar- só os comunistas é que vão poder conviver e festejarem-se...confraternizarem-se . Só eles estão autorizados para tal! 
Não adiantam nada estar a pedir abébias ao Estado. Os comunista são o «povo que mais ordena».
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 25.11.2020 às 16:06

São o povo eleito.
Sem imagem de perfil

De The Mole a 25.11.2020 às 16:28

Q.E.D. - se fosse preciso - que vivemos num estado comunista (não é de agora, mas agora tornou-se mais evidente... ainda tive esperança que o povo acordasse, mas não.)
Sem imagem de perfil

De balio a 25.11.2020 às 17:26

A Iniciativa Liberal tem um congresso marcado para duas semanas depois do do Partido Comunista. Que eu saiba, terá tanta liberdade de o realizar como o Partido Comunista.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 26.11.2020 às 11:02

Mas a IL vai fazê-lo via skipe.  E o Chega desmarcou o seu. Eis a diferença.
Sem imagem de perfil

De pitosga a 25.11.2020 às 20:17


Acho óptimo continuar a bater a pala a incompetentes.
Depois, votem neles. Por saudade.
Sem imagem de perfil

De Carlos Sousa a 25.11.2020 às 23:20

Se o problema dos ajuntamentos é para não contaminar os velhos, porque é que não lhes perguntam o que é que preferem?
Ou os velhos já não têm o direito de poder decidir?
Cada dia que passa se torna mais evidente que o alarme social criado supera em larga escala o efeito destruidor atribuído ao vírus. 
Sempre houve o caos nos hospitais motivados por gripes e alergias. E o resultado desse caos eram as célebres listas de espera.
Não compreendo porque querem fazer desta pandemia uma situação catastrófica.
Quando foi a gripe das aves morreram cerca de 5000 pessoas e não houve esta palhaçada toda.
Esperemos que não tenham ideias para o Natal, senão querem ter surpresas nas eleições. 

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    UM ESPERTO MANHOSO E CONVENCIDO. Venezuelização em...

  • balio

    De que forma é que morrem as 12 mil pessoas por an...

  • balio

    Excelente comentário. Subscrevo a 100%.

  • Anónimo

    Os cidadãos têm o direito de dormir 365 noites por...

  • Anónimo

    Seria lógico que já tivesse sido feito um plano d...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2020
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2019
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2018
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2017
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2016
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2015
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2014
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2013
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2012
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2011
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2010
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2009
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2008
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2007
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D
    196. 2006
    197. J
    198. F
    199. M
    200. A
    201. M
    202. J
    203. J
    204. A
    205. S
    206. O
    207. N
    208. D