Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A reestruturação da dívida é algo que terá de acontecer só não se sabe é quando e como. Os proponentes do “Manifesto dos 70” também não sabem e por essa razão nada escreveram sobre isso. Limitaram-se, como bem refere o Vasco Lobo Xavier aqui no Corta-Fitas, ao Wishfull Thinking e pelo meio “empurraram” o problema para o “quadro institucional europeu de conjugação entre solidariedade e responsabilidade”; ou seja, para os nossos credores. Mas para que este Manifesto tenha sentido é necessário um outro: o de um Orçamento Sem Défice Primário. É que enquanto tivermos défices primários teremos sempre uma dívida que aumentará. Ter por objetivo um Orçamento que tenha uma despesa paga pela receita (não considerando os juros dívida) é um desafio pelo qual todos nos deveríamos bater pois tem mais a ver com o nosso esforço do que com o esforço que queremos dos outros; lembrando a velha frase de J:F. Kennedy “não perguntes o que o país pode fazer por ti, pergunta-te antes o que podes tu fazer, pelo teu país”. Será que os proponentes do “Manifesto dos 70” assinariam um Manifesto por um Orçamento sem Défice Primário? É que seria um excelente contributo para o necessário consenso político que, insistentemente, o PR tem defendido.

Autoria e outros dados (tags, etc)



3 comentários

Sem imagem de perfil

De CarmoPais a 20.03.2014 às 21:45


Concordo que se tem de resolver, o problema do défice primário. O problema é que o atual governo tem reduzido a despesa direta em salários e pensões... mas a despesa com serviços externos subiu para 6 vezes o valor que era em 2010. Por isso, cortam de um lado para gastar mais do outro. Fica tudo na mesma. A diferença é que em vez de pagarem a 100 funcionários públicos, pagam a 2 amigos que contratam 100 funcionários. No final, a despesa acaba por subir.
Imagem de perfil

De Vasco Mina a 20.03.2014 às 23:58

Carmo Pais obrigado pelo seu comentário. Enquanto não conseguirmos pagar as despesas recorrendo apenas ao que recebemos dos impostos não há reestruturação da dívida possível.
Sem imagem de perfil

De murphy a 21.03.2014 às 10:37



" a despesa com serviços externos subiu para 6 vezes o valor que era em 2010"


Caro Carmo Pais, podia referir pf a fonte dessa informação, Obrigado.

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2006
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D