Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Os socialistas tinham uma paixão pela aviação. Abraçando a TAP aos beijos e murmúrios de «Ah, estratégica», gastaram 3 mil milhões de dinheiro dos contribuintes. A paixão foi consumada: destruiram a TAP e preparam-se para destruir o hub de Lisboa entregando as cartas à Iberia madrilena. Os portugueses que viajam assistem, enquanto compram bilhetes para uma low-cost que, ao contrário da TAP, cumpra os contratos e os transporte. 

Os socialistas tinham uma paixão pela saúde, tão acesa que a queriam toda nas suas mãos. O hospital de Braga, gerido por privados, era um dos melhores do país; agora, em mãos socialistas, é um dos piores, e custa mais caro. O hospital de Loures gerido por privados era um dos melhores do país; agora, em mãos socialistas, é um dos piores, e custa mais caro. O hospital de Vila Franca de Xira era um dos melhores da região quando gerido por privados; agora, em mãos socialistas, é um dos piores, e custa mais caro. A paixão está consumada: o SNS está destruído. Os portugueses, munidos de seguros de saúde, acorrem em massa aos serviços de saúde privados.

Os socialistas tinham uma paixão pela educação, tão acesa que não queriam privados metidos no assunto. A paixão foi consumada. Os professores revoltam-se e não ensinam, e os alunos, não acompanhados nem avaliados, chegam ao fim dos cursos com o mesmo grau de ignorância com que começaram. Os portugueses com um módico de bom senso e uma carteira média esgotam todas as vagas do ensino privado para 2024.

Os socialistas têm agora uma paixão pela habitação. Amam tanto os seus edifícios públicos devolutos que nem sabem quantos são, nem onde os têm. Amam  tanto fazer programas grandiosos que os fazem de mês a mês, todos sem resultados. Sabem é que os privados têm andares e prédios (a oferta) e os alugam e vendem (a procura). Os socialistas não gostam. Ao livre funcionamento de oferta e procura chamam especulação, e, então, apossam-se. Começaram a consumar a paixão, anunciando uma lista de medidas que paralisará o alojamento local, aniquilará o investimento, afugentará qualquer eventual investidor no imobiliário e cravará mais um prego na construção civil. Os portugueses sem casas interrogam-se sobre que mistério fará que Salazar, os alucinados do PREC, e os socialistas convirjam nas mesmas medidas para a habitação que lhes matam a esperança de as vir a ter. 


12 comentários

Sem imagem de perfil

De anónimo a 18.02.2023 às 01:58


"...Os portugueses sem casas...". Ora aí está o essencial do caso "acesso à habitação".

Convinha definir bem quem são esses portugueses sem casa, que estão a precisar de casa, aonde e porquê?.

Pelas análizes das propostas dir-se-ia que este governo não sabe e mete tudo, e um par de botas, na questão.
Sem imagem de perfil

De anónimo a 18.02.2023 às 02:06

O PR também não sabe quem são. "...O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse esta sexta-feira que as medidas de habitação anunciadas pelo governo na quinta-feira correspondem "a uma necessidade de todos os portugueses"....".
Sem imagem de perfil

De Luis a 18.02.2023 às 08:09

Mas a maior paixão dos socialistas é o poder e a captura do estado de modo a que possam fazer o que bem lhes aprouver com os dinheiros públicos. Daí o projeto deles nada oferecer para o futuro do país a não ser medidas avulsas e populistas tomadas à pressão que, acabam depois por ser catastróficas. O país é secundário para esta gentalha o que importa é engordar o partido o máximo possível. 
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 18.02.2023 às 09:23

E como sempre acontece, vai ser mais outro flop! E mais o próximo!... E cá andamos nós, manobrados como marionetes,  entretidos no recreio como eles "nos" queriam. 
E quanto tempo nos dão para nos distrairmos, entretidos no recreio? Um més! 
Um mês _  não dão ponto sem nó..._ porque é o exacto tempo que o país tem para se dedicar à "discussão" pública deste novo problema "urgente" (que tem barbas de 7 anos!).
Desta feita, folgam e descansam os srs.do governo: é que enquanto o pau vai no ar, ( i.e., entretidos com as "casas" e esquecidos dos "casos")  folgam as costas do dr.Costa (e as dos amigos... do Peito). 
Não há que saber: o padrão é este e quem os topa é a drª Manuela Ferreira Leite:" isto é mais uma operação de marketing". E de propaganda, acrescente-se.
_Siga o Baile! até à próxima paixão!


Sem imagem de perfil

De Francisco Almeida a 18.02.2023 às 10:12

Apenas por uma questão de justiça, Salazar limitou-se a manter a situação que vinha da 1ª República e a que ele se chegou a referir como um vespeiro em que era melhor não mexer. Mas não tomou medidas absurdas nem agressivas do direito de propriedade nem paralisantes para o sector.  
Sem imagem de perfil

De entulho a 18.02.2023 às 10:49

neste pinhal da Azambuja marxista falta o  assalto às contas bancárias para 'o solo brilhar para todos os nós'
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 18.02.2023 às 12:19

O PS, agora apostado em assaltar casas, está repleto de Mortáguas sob diversos pseudónimos, e a vergonha perdeu-a há muito. O PS é um projecto totalitário (...) Com menos “Europa” e mais um fato de treino, ninguém distinguiria Lisboa de Caracas.



Há sete anos que quem queria perceber percebeu a vontade desta gente em enfiar-nos no caminho que leva àVenezuela... A “geringonça” foi apenas instrumental no processo. O dr. Costa e os seus matutos não carecem dos partidos assumidamente leninistas para efeitos de inspiração ideológica. Naquelas cabeças, nada deve prosperar à revelia do Estado: tudo deve definhar dentro dele.

O “pacote” de anteontem, que num golpe certeiro condenou negócios, investimentos, contratos e, não sei se repararam, condicionou o único sector (o do turismo) que ainda trazia riqueza de facto, não aconteceu por engano ou acaso. 

(...) estamos a falar de fanáticos, tão iluminados por devoções colectivistas quanto empenhados na miséria colectiva. Se a miséria, que alastra a cada dia, não é o objectivo, é no mínimo o resultado inevitável de um vasto plano de controlo, saque e subjugação. No imobiliário e no resto, mesmo embrulhadas no linguajar “técnico” de bestuntos, as palavras não disfarçam os propósitos: proibir, punir, forçar, cobrar, ocupar, confiscar, roubar enfim os nossos bens e a nossa liberdade, que eles acham pertencer-lhes." Alberto Gonçalves

https://observador.pt/opiniao/uma-cerca-sanitaria-em-redor-do-ps/

Imagem de perfil

De O apartidário a 18.02.2023 às 17:27

E entretanto os que dormiam na rua assim vão continuar. No próximo natal lá estará o inquilino de Belém-cascais a visitar.
Sem imagem de perfil

De Francis a 18.02.2023 às 17:16

Acho um erro continuar-se a insistir na história do HUB. Na verdade o interessado é a IAG Group, que tem Aer Lingus, British Airways, IAG Cargo, Iberia, Iberia Express, LEVEL, Vueling Avios Group, e o maior acionista da IAG é a Qatar Airways, portanto parece-me a mim que há espaço para todos continuarem felizes com as suas principais rotas. Já em relação a mantermo-nos na Star Alliance é uma questão imprevisivel, já que as companhias mais importantes da IAG são da One World.

Perfil Facebook

De Marques Aarão a 18.02.2023 às 17:58

Porque ninguém se lembra disto é que estamos nisto:
Depois de ouvir o Dr. Costa dizer que é um perigo o PSD chegar-se ao Chega, sugiro que caia pela porta das traseiras o jornalismo avençado português.
Diria incrível que não haja um único carregador de microfones que o confronte com o facto de ele, perdidas eleições se ter encostado sem aviso prévio ao BE e PCP. 
Aquele destilar de arrogância ao apoucar e emporcalhar  a líder do Bloco é próprio de um sem vergonha que pouco depois lhe estendeu a mão para o salvar.
Aí se o fez, foi em abusivo atropelo da ética a pensar apenas no interesse pessoal perante o perigo, que alguém lhe lembre, de ver destruída a sua carreira politica de sempre.
Sem imagem de perfil

De anónimo a 19.02.2023 às 12:17


"Ministra da Habitação esclarece: "Casa vazia e em bom estado é casa devoluta" (https://cnnportugal.iol.pt/videos/ministra-da-habitacao-esclarece-casa-vazia-e-em-bom-estado-e-casa-devoluta/63f0c7b60cf2665294d61c9f)".

Ó minha Senhora, o que é uma "casa vazia"?. Aonde consta a definição o conceito formal, legal de casa vazia?. Alguém saiu e foi às compras?. Um proprietário com filhos prestes a terem idade de casar tem que lhes coartar o bem?. Por meia dúzia de euros e muita chatisse?. De onde vêm estes "governantes"?. Do aviário comunista?.

A outra quer fechar a ponte para resolver o problema! :-)) .

Ninguém no PS percebe que meia dúzia de activistas "woke" -que querem casa baratinha no Bairro Alto ou na Foz - não são o esteio de um País?. Há cada uma neste PS. Pânico interno, sindroma Chega?.

Pobre partido. Por ali óbvia e acelarada degenerescência política. Nele e no pobre País.

Comentar post


Pág. 1/2



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com



Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes


Links

Muito nossos

  •  
  • Outros blogs

  •  
  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2024
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2023
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2022
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2021
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2020
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2019
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2018
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2017
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2016
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2015
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2014
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2013
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2012
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2011
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2010
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D
    196. 2009
    197. J
    198. F
    199. M
    200. A
    201. M
    202. J
    203. J
    204. A
    205. S
    206. O
    207. N
    208. D
    209. 2008
    210. J
    211. F
    212. M
    213. A
    214. M
    215. J
    216. J
    217. A
    218. S
    219. O
    220. N
    221. D
    222. 2007
    223. J
    224. F
    225. M
    226. A
    227. M
    228. J
    229. J
    230. A
    231. S
    232. O
    233. N
    234. D
    235. 2006
    236. J
    237. F
    238. M
    239. A
    240. M
    241. J
    242. J
    243. A
    244. S
    245. O
    246. N
    247. D