Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Os verdadeiros negacionistas

por Jose Miguel Roque Martins, em 18.01.21

Tradicionalmente, os negacionistas desta pandemia seriam aqueles que não acreditam na existência de uma pandemia.

O que está claro é que a pandemia prossegue. Tal como seria de esperar em tempo Frio. As medidas tomadas ao longo do tempo, cada vez mais aparecem como medidas ineficazes em termos pandémicos, para além de derrubar a economia e cortar na liberdade dos cidadãos. Afinal quem são os negacionistas? Aqueles que não acreditam na existência de uma epidemia, uma minoria,  são, sem duvida, negacionistas. Mas aqueles que não aceitaram que uma pandemia tem custos inevitáveis e que medidas de fazer de conta iriam resolver a questão, também não são negacionistas? Pelo menos está provado que negam a realidade dos factos.

Políticas de protecção ás verdadeiras vitimas da pandemia, aqueles que morrem, os mais velhos e com morbilidades, deveriam ser o foco da atenção e dos meios. Não o foram, porque seria descriminação.  Como se o vírus se importasse com isso.

Políticas de rastreio eficazes, não foram implementadas em Portugal e na maior parte dos países. Não percebo porquê.

Políticas de preparação para o pico maior da pandemia, não foram tomadas. Não se entende porquê. Meios até existem. Não foram é mobilizados.

De medidas para inglês ver estamos cheios. Para gáudio dos negacionistas. E, no entretanto, estamos feitos num molho de brócolos.



2 comentários

Sem imagem de perfil

De Carlos Sousa a 18.01.2021 às 20:03

Só gostava que alguém me explicasse a finalidade do confinamento. Será que se alguém estiver mesmo doente no fim de semana não vai ao hospital porque é proibido circular entre concelhos?
Se o confinamento é a solução para travar a epidemia, porque é que continua a haver surtos em lares?
Se a situação é assim tão grave porque é que não fazem a requisição civil aos hospitais privados?
Estão a morrer mais de 600 pessoas por dia, até quando os verdadeiros negacionistas vão levar estas medidas estúpidas e comprovadamente inúteis? Até rebentar com o resto da economia, ou até matarem os vírus todos?
Perfil Facebook

De Marques Aarão a 20.01.2021 às 07:29


CRIME SEM CASTIGO?
Poderá acontecer que a exponencial subida de mortes e infeções, venha a ser atribuída a tardio encerramento das escolas, cujo fecho vem sendo defendido publicamente por pessoas credenciadas a nível cientifico e profissional? 
Nesta circunstancia os titulares de cargos de decisão politica, poderão vir a ser indiciados, investigados, julgados e condenados por negligência criminosa grave, dada a ausência de decisão responsável em tempo útil e oportuno? 
MATANÇA EM MASSA?

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Elvimonte

    Quer a literatura científica, quer a evidência emp...

  • Anónimo

    De salientar que é sabido e conhecido que os subsc...

  • Anónimo

    E vê alguma crítica? Vê, ouve ou lê alguma notícia...

  • Anónimo

    HPS, ouvindo isto:https://observador.pt/programas/...

  • Anónimo

    HPS,agradeço a colocação no tempo do vídeo que des...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2020
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2019
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2018
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2017
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2016
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2015
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2014
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2013
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2012
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2011
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2010
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2009
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2008
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2007
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D
    196. 2006
    197. J
    198. F
    199. M
    200. A
    201. M
    202. J
    203. J
    204. A
    205. S
    206. O
    207. N
    208. D