Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O Socialismo Provoca Disfunção Eréctil

por José Mendonça da Cruz, em 25.02.16

       

Nisberto.jpg

Dos jornais de referência:

Psicólogos comportamentais da universidade de St. Gallen, na Suíça, realizaram um estudo em que determinaram que os indivíduos que perfilham a ideologia e a prática socialista tendem a desenvolver problemas de disfunção eréctil após um período mínimo de 1 ano e máximo de 5 anos após adesão à causa, ou em cerca de 3 meses nos casos de militância activa. Colocados em circunstâncias propícias ao acto sexual, 87,3 % dos 752 participantes, previamente seleccionados mediante testes de fidelidade intelectual e política, não conseguiram uma erecção nos 45 minutos da experiência. Os psicólogos atribuem o comportamento aos hábitos assimilados de passividade individual e actuação colectiva, e à adopção de estruturas hierárquicas paralisantes e rígidas (curiosamente), explicação que creem confirmada pelo facto de os 12,7% que conseguiram uma erecção, ainda que média, serem todos eles dirigentes ou altos quadros de algum partido ou agremiação subscritora da fé de dividir o dinheiro dos outros. Segundo os cientistas, o módico de iniciativa e inovação a que os líderes estão obrigados resulta organicamente menos pernicioso. Em experiência subsequente visando confirmar ou infirmar esta ideia, os cientistas constataram que em sessões de sexo colectivo os subalternos registavam melhores resultados, com uma diminuição de 7% nos 87,3% disfuncionais, após observarem uma erecção no chefe ou superior hierárquico, ou alguma actividade destes.

Rosa Murcha.png

Em investigação conexa, mas realizada separadamente, académicos da universidade da Carolina do Norte concluíram que as mulheres socialistas registam, em média, menores índices de apetite sexual. Os dois psiquiatras responsáveis pelo estudo atribuem a tendência à repetida assimilação da ideia de que o corpo é só delas, o que desenvolve nas mulheres estudadas um paradoxal sentido de propriedade exclusiva, tornando-as avessas ao tacto e às carícias.

Isto está tudo ligado.



Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • pitosga

    Henrique Pereira dos Santos,Cá estamos no cerne. T...

  • Anónimo

    Duarte Calvão,Sem partido, sem escolhas do que é m...

  • Anónimo

    João Távora,Se tiver pachorra leia a ignomínia qu...

  • Anónimo

    Sartre fundiu ou confundiu muitas vezes liberdade ...

  • Carlos Sousa

    Ó LR, Eu não estou satisfeito com esta democracia...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2006
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D


    subscrever feeds