Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O racismo e o populismo

por Jose Miguel Roque Martins, em 01.08.20

Dizer que não há racismo em Portugal é um disparate. È evidente que existe racismo. Desafio alguém a dizer-me que nunca conheceu ninguém racista. E sim, o racismo tem que ser condenado e sobretudo erradicado. Já a forma como está a ser combatido é outro disparate. Que a recente morte de Bruno Candé só não vai dar significativo alento, apesar das tentativas,  porque é um "insignificante" português ao invés de um "poderoso" americano. 

O que está errado na actual forma de combater o racismo? Praticamente tudo. Começa na perseguição a personalidades já mortas. Sem possibilidade de defesa e sem o beneficio de consideração de atenuantes por falta de pressupostos culturais à época em que viveram.

Vandaliza e reescreve a história, destruindo monumentos e reduzindo a uma parcela um ser humano, sempre mais complexo e completo de que uma das suas características.

Continua,  assumindo-se racista, ao impor que se ignore qualquer facto em que se reconheça a etnia de uma pessoa etnicamente minoritária. Como se fosse uma vergonha ou defeito ser branco, preto, asiático ou outra coisa qualquer. Factos nunca devem ser ignorados. Alguém que faz de conta que alguém, pertencendo a uma minoria, não o é, está a ser racista.

Impõe a inexistência de estatísticas ou a informação sobre grupos étnicos que poderiam provar factualmente que determinadas etnias estão completamente isentas de qualquer comportamento desviante. O argumento é que informação com base em etnicidade é uma descriminação. Quando se está a falar de informação factual que é a única forma de destruir preconceitos. Nos Estados Unidos é graças a essas estatísticas que se prova que os migrantes (hispânicos) não aumentam a criminalidade. Diminuindo um preconceito que mesmo assim, continua a afligir a sociedade.

 Black lifes matter. E a vida dos brancos e asiáticos ? Não importam? Que horrorosa descriminação!

Descobrem e denunciam comportamentos racistas que  podem simplesmente não existir.  Basta que alguém, pertencendo a uma minoria étnica, seja vítima, para transformar a situação inevitavelmente numa contenda racista. Quem pode ter a certeza que George Floyd foi morto por racismo ou por mais um horrendo crime de brutalidade policial, como infelizmente acontecem? Será o homicídio brutal de Bruno Candè um acto racista? Talvez. O Homicida era racista. O que não quer dizer que o tenha assassinado por ser negro. Com tudo o que aconteceu, ficaremos sempre com a duvida que pode ser apenas uma acusação influenciada pelo ambiente existente. 

Até parece que é preciso inventar atos racistas para os combater, quando o que não falta são manifestações quotidiana deste e doutros preconceitos! Apenas o sangue parece ser suficiente para justificar a luta contra o racismo.O que não é de todo verdade. 

Descredibilizam, assim, uma causa nobre,  que necessita de perseverança, verdade e de amor, mais do que ódio.

Se um clube de Futebol fizesse manifestações de protesto  convidando as suas claques e houvesse incidentes de ódio, ninguém teria duvidas em acusar esse clube. Já tivemos em manifestações recentemente promovidas mensagem de "morte aos policias". Não é uma mensagem de ódio? O que é diferente aqui? 

Por ser patrocinado pelo Bloco de Esquerda e pelo Livre? Porque dá o pretexto ao Chega de negar o racismo? O populismo está mesmo na moda. E as causas, por mais nobres que sejam, são desvalorizadas, aparentando  ser apenas mais um pretexto de luta mediático. 

 

 

 



4 comentários

Sem imagem de perfil

De voza0db a 01.08.2020 às 19:18

A única forma de erradicar o racismo é erradicando o animal umano... Tudo o resto é mero entretém!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 01.08.2020 às 22:07




    No Mundo há lugar para todos, desde que cada um aceite ocupar o lugar que merece.

Sem imagem de perfil

De Carlos Sousa a 01.08.2020 às 22:44

Hoje na manifestação do racismo houve um cartaz que me chamou a atenção e que ilustra bem o que é o racismo e o anti-racismo em Portugal. O cartaz dizia:
- "Vai para a tua terra ó racista".
Palavras para quê?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 02.08.2020 às 02:26

https://www.scribd.com/document/464269559/George-Floyd-Autopsy-FULL-REPORT#from_embed?campaign=VigLink&ad_group=xxc1xx&source=hp_affiliate&medium=affiliate (https://www.scribd.com/document/464269559/George-Floyd-Autopsy-FULL-REPORT#from_embed?campaign=VigLink&ad_group=xxc1xx&source=hp_affiliate&medium=affiliate)

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Carlos Sousa

    E pegando nalgumas palavras do primeiro-ministro, ...

  • Anónimo

    caro senhornestes tempos aburguesados e politicame...

  • Anónimo

    Caro Senhor"Apesar dos frequentes casos de corrupç...

  • Carlos Sousa

    O que me está a causar apreensão não é a DGS fazer...

  • Albino Manuel

    A monarquia espanhola vai aguentar. Derrubá-la é c...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2006
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D