Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O nosso inevitável "Estado de Coma"

por João-Afonso Machado, em 11.02.22

ESTADO DE COMA.jpg

Fascista, Diogo Pacheco de Amorim? - Não dei por nada, ao longo dos muitos meses em que, juntamente com outros amigos, escrevemos este Estado de Coma, obviamente português. Estávamos em 1995 e a edição foi da Real Associação do Porto.

Ex-membro do MDLP, Pacheco de Amorim? Não sei, nunca falámos disso.

Mas, a propósito, relato um episódio que me foi contado por um familiar, oficial superior do Exército, em 1975 conotado com o PS e por este nomeado para cargos administrativos. Pois garantiu-me ele ter estado, na véspera do 25 de Novembro, a almoçar na minha terra com um grupo de civis, preparando a defesa do assalto da Esquerda que já se tinha por certo - e temendo, aliás, as centenas de G3 em «boas mãos», disseminados pelas Lisnaves e Setenaves de então.

Contra essas «boas mãos»... havia no Norte os ditos civis, o MDLP, pois claro. Actuando em conjugação de esforços com o PS, os partidos da Direita e os moderados do MFA. Depois condenados uns ao desprezo, e levados os outros à glória e às delicias do mando político.

(Com este episódio e com os dados certeiros que apontei, meti uma rolha no discurso tendencioso do Gen. Pezarat Correia, em certa conferência onde sustentava ter sido o ELP o derradeiro movimento terrorista português. - Então e as FP25?)

Não voltei a estar com Pacheco de Amorim, não votei nele e penso ser um péssimo parlamentar. E um infeliz às mãos de Costa que, para distrair o PCP e o BE, está a fomentar uma nova caçada aos "fascistas".



28 comentários

Imagem de perfil

De Cecília a 11.02.2022 às 10:26

o facto de não ter dado por nada não quer dizer que ele não o fosse; aliás, andam muitos por aí que só agora acham mais conveniente voltar a pôr-se à luz do sol.
Imagem de perfil

De João-Afonso Machado a 11.02.2022 às 10:34

Pois claro que não.
Mas o no parágrafo seguinte- e isso é que importa - refiro as ligações do MDLP ao PS e aos moderados do MFA contra as movimentações totalitárias de Otelo & Cª.
Se permite, gostei muito do seu comentário porque ele permite ver claramente como as pessoas debatem o acessório e passam ao lado do fundo da questão.
Ou seja, mil vezes antes do MDLP (nas circunstâncias de tempo e modo em que existiu) do que as FP25. E estes também andam por aí...
Imagem de perfil

De Cecília a 11.02.2022 às 10:57


se há coisa que aborrece hoje em dia é o sermos constantemente postos em sacos rotulados: se eu não abordei o parágrafo seguinte não foi por sofrer de algum tipo de clubite e sim porque foquei no personagem em causa.
e que personagem!


o MDLP tem as mãos sujas com sangue assim como todos os outros - ninguém tenha (ou tem, espero) ilusões quanto a isso.


o que não se consegue tolerar nos grupos de direita mais fascista é o eterno véu mariano da boa moral, bons costumes e boa gente (puxando Deus Pai para o assunto - mas assassinando padres quando convém) e emporcalhar a sociedade com um verniz de brandos costumes tornando-a com isso mais podre do que nunca. 
é contra isso que muita gente começa a espirrar - mas já vão tarde e nunca deveriam ter contribuído para o caldo que puxou as baratas para a luz (que é o que o Costa começa também agora a fazer ao escolher o Chega como o seu ceguinho de pancada)
Imagem de perfil

De João-Afonso Machado a 11.02.2022 às 11:08

Claro que houve sangue. Houve quase uma guerra civil. Houve o "verão quente", muita violência e não devemos esquecer quem a iniciou.
Quando diz "e que personagem!", podemos perguntar em concreto o que sabe dele? o que os jornais dizem? O facto de ser um ex-MDLP? Então, desculpe, mas está a cair na clubite.


Talvez recorde, até ao 11 de Março/75 nada aconteceu de especial. Depois foi a cavalgada. Cronológicamente, acabaram com o PDC e a AOC e passaram a atacar o CDS. Boicotes a comícios, o cerco do Congresso no Palácio de Cristal, destruição de sedes. Depois veio a resposta, e as sedes comunistas foram sendo destruídas. Mas os fazedores da História conseguiram só esta última parte fosse retida.


sou absolutamente pela paz. Mas compreendo que às vezes seja necessário um pouco de guerra para ganhar essa paz. Os exemplos são aos milhares...
Imagem de perfil

De Cecília a 11.02.2022 às 11:13

a clubite começa em si quando defende o personagem em causa sem nada conhecer dele (como diz)


do personagem para além do que li, como diz - e que nem o visado nega, sei o que lhe ouço e como diz as coisas.
Imagem de perfil

De João-Afonso Machado a 11.02.2022 às 11:29

Não vamos discutir, mas eu não defendi o visado. Somente ainda não descobri razões para ser atacado como é. E foi isso apenas que contestei.


quanto à impressão que ele possa causar pelo que diz e como diz... Isso já é com cada um, nada a acrescentar. Pessoalmente, há muitos outros que me causam muito pior impressão...


Fiquemos por aqui e com os votos de um bom fim de semana.
Imagem de perfil

De Cecília a 11.02.2022 às 11:34

bom fim de semana 
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 11.02.2022 às 12:34

Assim de repente (não mais que de repente) que eu me lembre... ora deixe-me cá ver, d..Cecília...  que eu saiba nunca houve, na História; Revoluções com florzinhas, paz e amor! Bem, houve uns hippies. Mas isso , tenha lá calma, foi um movimento pró-psicadélico de meninos enfastiados, aburguesados, primos dos do Maio de 68 (estes menos pacíficos, já que os franceses pelam-se por queimar uns carros, que um fogozinho é sempre vistoso!...). Portanto, não propriamente uma...Revolução.
Não enfastie, minha sra.com esse seu ar justiceiro de quem se julga do lado certo da História. 
Imagem de perfil

De Cecília a 11.02.2022 às 12:56

conforme julgas conforme és.


P.S. eu dou cara e o meu nome a saber.


cumprimentos!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 11.02.2022 às 14:25

Sou um zé ninguém sem imprtância, um anónimo no meio de tantos anónimos como eu, que circulam entre a multidão. (Não se leve tão a sério). 
Imagem de perfil

De Cecília a 11.02.2022 às 14:41

nunca me levei a sério.
os seus complexos e personalidade cobarde disfarçada de pessoa humilde e simples é que o levam a julgar isso.


e não perca o seu tempo a responder porque será ignorado.
Sem imagem de perfil

De Carlos a 11.02.2022 às 16:57

Cecília, pertencer ao MDLP não pode ser um ferrete. Saiba que há muito boa gente que se envolveu naquele movimento (que de desmembrou pouco depois da aprovação da nossa primeira Constituição. Informe-se talvez fique admirada. Pode começar pelo José Júdice, que até esteve preso. Não seja preconceituosa.

Imagem de perfil

De Cecília a 11.02.2022 às 18:24

"O MDLP tem as mãos sujas com sangue assim como todos os outros - ninguém tenha (ou tem, espero) ilusões quanto a isso".



Isto não é ser preconceituosa, é analisar factos. 


É interessante verificar que quando alguém fala , ou menciona, ou se refere a Júdice é logo insultado de hipócrita porque fala de Júdice e não de Amorim, mas afinal já dá jeito  falar de Júdice para "viabilizar" a pertença de Amorim ao MDLP. Teve a sua graça.


Nunca concordei -  o que não significa que nunca tenha lido e não saiba quem fez parte do quê, os contextos , etc - com movimentos radicalizados armados: MDLP, FP 25, IRA, ETA, etc. Não é caminho, não é solução, não é resposta e só aporta mais desconstrução.
As motivações de quem desses grupos fez parte serão milhentas e bem distintas. E por isso não meto Júdice, Amorim, e outros todos no mesmo saco.
Não julgo Amorim pelo passado do MDLP (leia lá outra vez o que escrevi). Comentei o blog pelo facto de não gostar de Amorim(pelo que diz e como diz, e isto foi escrito por mim acima) e pelo facto de nem sempre uma pessoa não dizer que o é significar que deixa de o ser ...
Foi em resposta ao João, quando acusou o meu comentário de ser omisso em relação ao parágrafo que falava dos movimentos em questão, que mencionei o MDLP nos termos que transcrevi acima.
Portanto, preconceituoso foi o Carlos que não quis ler o que escrevi mas quis distorcer pré julgando a minha ignorância sobre Júdice e julgando a minha postura de total repudio por movimentos armados bem como a não aceitação de determinadas posturas típicas de certas políticas de direita.


Já agora um achega: Cotrim Figueiredo. 
IL
Não partilho das convicções e ideias. Mas defendo que hajam pessoas como estas no panorama político: sinalizam o problema A,B e C, apresentam propostas para solucionar o A, o B e o C que se podem ler, discutir e entender. Depois se se concorda é outra coisa (se isto é ser preconceituoso...)
A Amorim só ouço lugares comuns, insultos enviesados de críticas morais e um punhado de não ideias para coisa alguma.




Mais digo que o João Afonso é um homem sensível e com inteligência, daí que reconheça o mérito dos seus posts, concordando ou não com o que é escrito, e sempre dialogamos concordando, discordando  ou concordando em discordar.
Concluo que sensibilidade e inteligência são coisas que lhe faltem pois que sem me conhecer e sem ler verdadeiramente o que escrevi optou por me insultar e catalogar.
Passar bem.
Sem imagem de perfil

De Carlos a 11.02.2022 às 19:08

A Cecília diz que não julga o Amorim pelo seu passado no MDLP, depois de escrever que "O MDLP tem as mãos sujas com sangue". Porquê, então, trazer isso à colação?

Diz que tem prestado atenção ao que diz agora o Amorim; e a forma como diz. Saiba que nunca ouvi o homem a falar, nem estou muito interessado em saber quais são as suas ideias actuais, mas que li com atenção o que a Cecília escreveu, parecendo-a preconceituosa. Verifico, agora, que é mais do que isso: é malcriada, chamando-me, sem me conhecer, insensível e falho de inteligência; e acusa-me de a ter insultado, catalogando-a. 

Devolvo-lhe os insultos e mantenho a catalogação.

E saiba que não lhe darei mais troco.

Imagem de perfil

De João-Afonso Machado a 11.02.2022 às 19:17

Amiga Cecília,  completamente alheio a uma conversa que entre nós já teve o seu epílogo,  venho só agradecer as simpaticas palavras quee dirige.
Um abraço. 
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 11.02.2022 às 23:21

Permita-me uma achega ainda que como "anónimo", facto de que peço desculpa.


A Cecília é da "safra de 1981" como ela própria informa consultando o seu perfil, isto para dizer que tem menos 11 anos que o meu filho mais velho e 9 anos que o outro a seguir (tenho outros mais novos posteriores a 25/4)..


Eu sou "alferes de Abril" e como se pode verificar os 2 primeiros já eram nascidos e, ao envolver-me como me envolvi nos acontecimentos da época, grande sarilhada me esperava na vida se as coisas tivessem dado para corrido menos de feição..
Por outro lado e como estudante universitário muita pancada levei da polícia de choque.


Assim, e depois de ler tudo o que a Cecília escreveu do alto das suas "certezas" só me pergunto como é que se pode dizer tudo o que ela diz nas várias respostas que dá a outros comentadores quando, pelos vistos, tinha 20 anos quando eu já era avô...
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 11.02.2022 às 22:48

So há duas maneiras de explicar a Cecilia.


Queria a Extrema Esquerda a mandar, ou então é tão naif ou narcisista pós facto que não entende que à violência de Extrema Esquerda se teve fazer violência de sinal contrário para a travar.

Se não diga-me à violação continuada dos Direitos Humanos feitos pela extrema esquerda no Pós 25 de Abril com cooperação muitas vezes das autoridades deveria-se responder como?  
---

O Estado Novo não era Fascista, não tinha Socialismo suficiente para ser considerado Fascista. Era uma Ditadura Conservadora.



Imagem de perfil

De Cecília a 11.02.2022 às 23:14


Ena , mais um! Parece o jardim escola!
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 12.02.2022 às 23:03

"Ena , mais um! Parece o jardim escola!"



No entanto é você que mostra ignorância.
Que tal aprender um pouco mais o que foi o Fascismo por comparação
com a nossa Ditadura ?
Imagem de perfil

De Cecília a 13.02.2022 às 03:54


Como não penso como você sou ignorante e faço parte da linha não iluminada, abjeta que em manada, alheia a verdade , deambula pela vida.


Problema grave o seu , e do anónimo abaixo que veio em seu auxílio, o qual nem banco de escola resolve.
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 14.02.2022 às 18:14

Eu apresentei factos, como a importante contribuição do pensamento Socialista para o Fascismo,  você não os contestou. Limita-se a ad hominem.
Imagem de perfil

De Cecília a 14.02.2022 às 19:06

So há duas maneiras de explicar a Cecilia.


Queria a Extrema Esquerda a mandar, ou então é tão naif ou narcisista pós facto que não entende que à violência de Extrema Esquerda se teve fazer violência de sinal contrário para a travar.

Se não diga-me à violação continuada dos Direitos Humanos feitos pela extrema esquerda no Pós 25 de Abril com cooperação muitas vezes das autoridades deveria-se responder como?  
---

O Estado Novo não era Fascista, não tinha Socialismo suficiente para ser considerado Fascista. Era uma Ditadura Conservadora.


 - ZERO FACTOS
- Tentativa de explicar uma pessoa (?!) para logo a seguir rotulá-la de naif, extremista, etc.,.
- Opinião formada sobre a violência responder com mais violência não tolerando outra opinião para o mesmo cenário (entenda-se não responder na mesma moeda pois que como se viu não resolveu coisa nenhuma)
- deturpação da palavra fascismo
"fascismo", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa - [Política]  Tendência para o excesso de autoritarismo ou para o controlo ditatorial).


Conversa encerrada pois que não perco tempo com quem nem percebe o que escreve nem quer ler o que os outros escreveram.

Sem imagem de perfil

De lucklucky a 15.02.2022 às 23:13

- Opinião formada sobre a violência responder com mais violência não tolerando outra opinião para o mesmo cenário (entenda-se não responder na mesma moeda pois que como se viu não resolveu coisa nenhuma)


R: Os ataques da Extrema Esquerda pararam com violência em Rio Maior e nunca tiveram grande expressão a Norte porquê? 
Não é relevante para si... preferia que violência da Extrema Esquerda não tivesse oposição.



- deturpação da palavra fascismo
( "fascismo", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa - [Política]  Tendência para o excesso de autoritarismo ou para o controlo ditatorial).

R: Ao escolher ignorar a doutrina Fascista ao mesmo tempo revelar a sua desonestidade intelectual a única coisa que provoca é poder dizer que o combate contra a Extrema Esquerda foi um combate contra o Fascismo...afinal a Extrema Esquerda defende  "excesso de autoritarismo ou para o controlo ditatorial" e no fim até pode dizer que a Ditadura de Salazar era Comunista...
.

Sem imagem de perfil

De anónimo a 12.02.2022 às 13:12


Exacto. Uma coisa é "um saber de experiência feito". Não percebe que outra coisa é o ler sobre isto e aquilo -a gosto, diga-se- e perorar em público ignorância. Típico esteriótipo. Apenas a massa de que são feitas as massas de acólitos, atentos, venerandos e obrigados. A caravana vai passando.
Sem imagem de perfil

De Jorge a 11.02.2022 às 12:54

O Mdlp foi a reacção ao terrorismo de esquerda no periodo do Prec. Ao contrário as Fp25 foram o grupo terrorista apoiado pela esquerda e bem dentro do periodo democrático pos 25 abril , constituído e comandado pelo herói da esquerda e do 25 abril Otelo, um perfeito lunatico e assassino que viria a ser amnistiado pelo sistema .
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 12.02.2022 às 12:12

Exatamente, João Afonso-Machado. A esquerda é matreira sabe _oh! se sabe!_ de que massa é feita a maioria dos portugueses. Sabem como é fácil manipular um povo acrítico e mendicante, usando uma narrativa bem trabalhada.  Aliás, estes comparsas há décadas que são os responsáveis pela iliteracia e infantilização do povo e pelo estado de catalepsia em que se encontra o país. Portanto, repito, sabem como «se faz» para baralhar e confundir cabecitas leves, através de mensagens simples, com 1 ou 2 ideias, mas repetidas insistentemente. No caso presente, arranjaram uma babugem que consiste em:  1)-criar no povo a ilusão de um perigo, i.e., o regresso do fascismo está iminente e 2)-só a esquerda os pode livrar! 
Depois, é só "trabalhar" esta duas ideias, impingindo-as diariamente e "vendendo-as" em articulação  com os "comensais" da comunicação social e a restante orquestra, os habitués da propaganda.
Todos em conluio, arranjaram uma treta de que é preciso combater sem tréguas o fascismo, pois toda a direita é uma ameaça e, segundo eles, é uma amálgama indistinta e uma só: uma chusma de "fascizóides" que é preciso travar, uns saudosistas, de gente desejosa de reeditar outros tempos!!!  (Até o pobre Rio, o esforçado Rui Rio _que tanto se quis distanciar da direita_ foi metido no mesmo saco!)


 E nas cabecitas mais pavlovianas a coisa funciona, pois tem uns laivos meio revolucionários e reminiscências de "prec" _ "Acudam! Que vem aí o fascismo!". 
E o d.Costa, reluzente e luzidio, faz crer aos olhos do bom povo, que "está em perigo mas em boas mãos" e ele é "Aquele que combate e os livra do Fassismo" ! E eis que d.Costa aparece triunfante, exibindo um cordão na mão: é o cordão sanitário!!!


(E pronto: é isto basicamente o  Peço imensa desculpa ao JA-M pelo abuso de tão longo desabafo, mas não tive habilidade para menos...) .
Cumprimentos e um bom fim de semana!
LSampaio


Perfil Facebook

De Marques Aarão a 13.02.2022 às 09:21

Em matérias e opiniões políticas os crimes de um tempo são algumas vezes virtudes em outro.

Marquês de Maricá (https://www.pensador.com/autor/marques_de_marica/)
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 13.02.2022 às 23:42

Não é uma questão de tempo. É uma questão de engajamento politico.
Exemplo: Mariana Mortágua é filha de um terrorista. Já Pacheco de Amorim foi apenas membro de uma organização que tinha componentes violentos.

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes


Links

Muito nossos

  •  
  • Outros blogs

  •  
  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2021
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2020
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2019
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2018
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2017
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2016
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2015
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2014
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2013
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2012
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2011
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2010
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2009
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2008
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D
    196. 2007
    197. J
    198. F
    199. M
    200. A
    201. M
    202. J
    203. J
    204. A
    205. S
    206. O
    207. N
    208. D
    209. 2006
    210. J
    211. F
    212. M
    213. A
    214. M
    215. J
    216. J
    217. A
    218. S
    219. O
    220. N
    221. D