Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O Mondego navega (a República)

por João-Afonso Machado, em 30.03.23

«- Na noite em que explodiram as primeiras rebeliões contra o tratado, um homem depois de tomar o chá com a família, pôs os dois sobrolhos carrancudos, levantou a gola do casaco, e preparou-se a sair para as barricadas. Sobressalto da esposa, que branca de morte lhe pergunta, da cancela, o que vai ele fazer.

- O que vou fazer? Juntar-me aos meus irmãos: a pátria agoniza: saberei morrer, se for mister.

Ela lhe suplica pela Virgem, que suba, e não exponha o repouso dos filhos: o que ainda mais aziuma o ardor marvótico do bravo. Mas já na rua, mirando os ares nublados:

- Cuidas então tu que isto pode ficar assim? Com mil demónios, nunca! Ouves? Manda-me cá abaixo o guarda-chuva.»

Este é um trecho de Os Gatos de Fialho de Almeida, pelo autor intitulado «Caricatura da valentia alfacinha». Frise-se: por ele, não por mim. Até porque não é sobre alfacinhas que vou estender um pouco mais as palavras - antes sobre o inenarrável "navio NRP Mondego".

Já li, vi e ouvi quaisquer coisas sobre essa embarcação fantasma e desobediente que se recusa fazer ao mar, que mete água e fumega parecida com um motor gripado. Persiste atracada no Funchal, já lá levou o almirante Gouveia e Melo e outras altas patentes da Marinha, recambiou a tripulação insubmissa para o continente, criou facções, contratou o Garcia Pereira, silenciou Marcelo por cognome O Trovador, e deu voz a sargentos-mores da Armada, lembrando os tenebrosos tempos da I República e do Arsenal donde os marinheiros saíam atrás dos eclesiásticos e dos monárquicos.

Confesso, não tenho opiniões formadas sobre esta epopeia de amarras ao cais. Afinal o navio afunda ou não afunda? O almirante da pandemia é, ou não, um chefe sensato? Estará ou não estará o pré em dia? É o Mondego que mete água ou será o Ministério da Defesa com os cofres vazios? E a NATO continua a contar com ele, ou apontar-lhe-á os arrozais lá para a Figueira?

Nada sabemos. Profetizo mais uma comissão para analisar o caso. E uns tantos discursos, deslizando rapidamente da exaltação para uns ténues dizeres. Depois a escuridão total e o escandalo que se segue. Tal é a República e a sua tradição de marinhagem.

 


12 comentários

Sem imagem de perfil

De lucklucky a 30.03.2023 às 11:40

Mais um falhanço completo do jornalismo.
Imagem de perfil

De O apartidário a 30.03.2023 às 14:23

O Jornalismo é uma especie de caldeirada louca onde se mistura tudo e no fim do "cozinho" sabe a tudo e não sabe a nada. Há 3 questões separadas que estão sempre a ser confundidas e misturadas, o estado do material (e se é culpa dos chefes da marinha ou do desgoverno) a questão da disciplina ou falta dela, e depois saber qual é a função essencial da chefia militar (neste caso a marinha) manter a disciplina ou pedir/ exigir material capaz. 
Imagem de perfil

De O apartidário a 30.03.2023 às 14:25

O Jornalismo é uma especie de caldeirada louca onde se mistura tudo e no fim do "cozinho" sabe a tudo e não sabe a nada. Há 3 questões separadas que estão sempre a ser confundidas e misturadas, o estado do material (e se é culpa dos chefes da marinha ou do desgoverno) a questão da disciplina ou falta dela, e depois saber qual é a função essencial da chefia militar (neste caso a marinha) manter a disciplina ou pedir/ exigir material capaz. 
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 30.03.2023 às 15:53

O ponto é que o jornalismo é uma monocultura de gente politizada que pensa o mesmo sobre tudo. É provavelmente a mais desonesta profissão que existe pois raros vão para jornalismo para o fazer. Vão sim fazer Moral.
Viu-se o comportamento da profissão no COVID. 
Qual a diferença entre a SIC, RTP, TVI? Nenhuma. temos um jornalismo próprio de um Ditadura e que está ajudar a  construir em Portugal um regime de partido único apesar de formalmente ainda ser uma democracia.

Nenhum jornal segue assuntos militares, como nenhum jornal segue engenharia, como nenhum jornal segue energia, como nenhum jornal segue logistica ou qualquer das mais variáveis essenciais para conhecer o mundo.
É um jornalismo político com uma única narrativa que nada mais  tem feito que contribuir para estupidificar Portugal. 
Por isso o estado das FA não é conhecido pois o âmbito cultural dessa profissão é uma coisa minuscula.
Imagem de perfil

De Ricardo A a 31.03.2023 às 12:11

Os telejornais de alguns anos para cá (e isto está estudado por quem sabe do assunto) são uma mistura de "noticias" flash (excepto em casos mais dramáticos) com entretenimento banal. 
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 31.03.2023 às 14:22

Os (tele)jornais não existem para dar notícias mas para fazer politica. você não viu os telejornais a dizerem que o aumento de preços dos produtos alimentares se deve em parte significativa ás novas leis e regras "ambientalistas" que cada vais mais limitam e tornam muito mais cara a produção de alimentos pois não?
Existe um ataque à produção de alimentos especialmente animais mas não só. Abriu as páginas de algum jornal e telejornal?



Foi notícia que os custos de energia aumentam porque o G7/G20 disse aos países em desenvolvimento que não havia mais linhas de crédito para exploração e produção de energia "fossil" e assim a diversificação e baixa de preço é impossível?


Estes factos são censurados activamente por uma classe politica que se diz jornalista.


Outro exemplo.
Se o Bolsonaro manda Policia Federal e o Exército para as favelas os jornalistas vão buscar quem para comentar?
: assistentes sociais, especialistas em desigualdade etc.
Se for o Lula a fazer o mesmo , manda Policia Federal e o Exército para as favelas os quem os jornalistas vão buscar para comentar?
: especialistas de segurança, combate à droga etc.


Imagem de perfil

De O apartidário a 30.03.2023 às 11:44

Naquele tempo os guarda-chuva ainda eram made in Portugal. Agora nem os navios nem os chapéus. O Alfeite consta que ainda é do Estado, ao contrário da lisnave e afins. Só o resto parece igual (com as devidas diferenças do "pogresso" ) .
Sem imagem de perfil

De xarneca a 30.03.2023 às 11:50

o Rio deve estar envergonhado com o nome
devia navegar à vela 
Imagem de perfil

De Ricardo A a 30.03.2023 às 12:47

"Afinal o navio afunda ou não afunda? O almirante da pandemia é, ou não, um chefe sensato? "   ----- Não afundou nem ninguém se molhou (antigamente os heróis nem perguntavam se as naus estavam bem betumadas). O Almirante, mais ou menos sensato, é acima de tudo um chefe, e não pode deixar de o ser(e não estamos a falar de escuteiros,com todo o respeito) .
Sem imagem de perfil

De jo a 31.03.2023 às 11:02

Teria sido interessante se o navio saísse para mostrar a bandeira aos russos.
Com um bocado de sorte a fumarada deixava ver a bandeira e os russos rebocavam-no devolta ao Funchal.
Só se o objetivo era matar marinheiros russos de riso.
Sem imagem de perfil

De pitosga a 30.03.2023 às 16:41


João-Afonso Machado,
Creio que sentimos o mesmo. Respeito o seu cuidado na escrita pública.
Cada vez mais ando envergonhado.
Abraço de estima
Sem imagem de perfil

De Marino a 30.03.2023 às 21:01

O nosso lobo do mar sobreviveu,ele e a marinhagem,a avaria de batiscafo nas profundezas. Depois.em terra,organizou armada contra um terrível pirata microscópico salvando-se e salvando-nos. Mas agora uma insubmissão  repetida das caldeiras e fornalhas e consequente fuga dos fogueiros, num brigue de guerra, ameaçam a estabilidade na ponte de comando. Como se comportarão as restantes barcas,seus êmbolos,suas bielas e manivelas,os óleos mudados? Os fiscais emissores dos documentos de aptidão para navegar e fazer guerra são ainda de confiança ? O almirantado geral é sabedor ?
É que por mais bravura que possua o lobo do mar não pode chegar a tudo e a todos os que pedem socorro.

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com



Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes


Links

Muito nossos

  •  
  • Outros blogs

  •  
  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2024
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2023
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2022
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2021
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2020
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2019
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2018
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2017
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2016
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2015
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2014
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2013
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2012
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2011
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2010
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D
    196. 2009
    197. J
    198. F
    199. M
    200. A
    201. M
    202. J
    203. J
    204. A
    205. S
    206. O
    207. N
    208. D
    209. 2008
    210. J
    211. F
    212. M
    213. A
    214. M
    215. J
    216. J
    217. A
    218. S
    219. O
    220. N
    221. D
    222. 2007
    223. J
    224. F
    225. M
    226. A
    227. M
    228. J
    229. J
    230. A
    231. S
    232. O
    233. N
    234. D
    235. 2006
    236. J
    237. F
    238. M
    239. A
    240. M
    241. J
    242. J
    243. A
    244. S
    245. O
    246. N
    247. D