Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O Mondego comenta melhor

por José Mendonça da Cruz, em 28.03.23

... e, por fim, o Mondego saíu em missão, dizem que já reparado das avarias que não faziam mal. Saíu atrasado, porque o fumo negro que expelia prometia o pior. Saíu para uma curta viagem para as Ilhas Selvagens, destino bem mais inconsequente do que a vigilância de um vaso de guerra inimigo. E avariou. Redundantemente avariou. E, à falta de remos, foi rebocado de volta.

De maneira que os senhores comentadores podem agora largar a espuma: não tratem de revoltas de sargentos, nem deem corda aos braços do PC; não recordem os marinheiros da 1.ª república; não brandam legislação militar; não se ponham com choradinhos de condenações na praça pública, mas também não promovam almirantes heroicos, apóstolos de disciplina e gestas navais em navios sem manutenção e risíveis.

E tratem dos temas principais, ou seja, que forças armadas são estas, cujos aviões não descolam, cujos navios e submarinos não funcionam e são rebocados quando tentam, cuja cavalaria dispõe a cada momento talvez de 1/2 tanque em cada 3? Que defesa nacional é esta? Que organização e orçamentação são estas? Que farsa, que vergonha, que irresponsabilidade, que desgoverno, que mentira?


19 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 28.03.2023 às 19:27

Um  "cínico" diria que foi  ( também ) para isto  que se fez o 25 A....
E era capaz de ter razão...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 28.03.2023 às 19:28

E o k temos é para oferecer ao louco do zellensky
Sem imagem de perfil

De Marino a 28.03.2023 às 21:43

Parece que o almirante teve em tempos o seu momento de avaria de emergência debaixo de água,não havia modo de recusa à missão.Seria coisa de vida ou morte,se os relatos se mantém. Teve de resolver a avaria o mais friamente e inteligentemente que pôde.
Não o fez mas podia recordar às massas e à marinhagem o sucedido.
Mas agora duas vezes avaria na jangada de guerra? Ele almirante também avariou duas vezes e seguiu impávido,sem um queixume,sem um sopro,sem segredinho na orelha do superior? Não acredito.
Até a um cabo de guerra acontece chegar a mostarda ao nariz e fazê-lo saber lá pra cima prós iluminados que governam barcos.comboios,cebolas e ceboleiros,mercearias,cambistas,arrecadadores de tributos,tudo tudo e vidas.
A não ser que haja marosca em tudo aquilo e a barca se recomende ao mundo da guerra.
Imagem de perfil

De Ricardo A a 28.03.2023 às 22:57

O estado do dito navio é similar ao estado geral do Rectângulo, o qual ainda não foi ao fundo (pelo menos não literalmente). Portanto será natural que os marinheiros "revoltosos" tenham tido razão, e no entanto  há uma coisa que se chama disciplina militar, mesmo que o  navio fosse ao fundo (e não foi)  a questão coloca-se ainda: estamos onde quando a hierarquia não é respeitada? Uma falta pode-se apontar aos almirantes e generais (o que não invalida o que referi atrás) que é deixarem a decadência politica minar o aparelho militar. 
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 29.03.2023 às 16:20

Sim pode-se apontar a faltas aos generais e almirantes por nenhum se ter demitido. Mas como esperar que se demitam quando eles foram promovidos e nomeados pelo poder politico precisamente pelo beija-mão que fazem ?
Imagem de perfil

De Ricardo A a 29.03.2023 às 17:37

Ora aí está mais uma boa questão. Antes de abril de 74 os capitães revoltaram-se (não discuto agora se com razão ou não) mas agora parece que os capitães estão contentes, os sargentos e praças é que não estarão muito. Resumindo, siga a marinha (com ou sem mondegos) e a bola que o campeonato está de volta esta semana. 
Sem imagem de perfil

De anónimo a 28.03.2023 às 23:59


"A não ser que haja marosca...". Esta procissão se calhar ainda vai no adro.
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 29.03.2023 às 16:18

Não é preciso marosca alguma. O estado decrépito das FA seria do conhecimento de todos não fosse a censura jornalista.
Perfil Facebook

De Marques Aarão a 29.03.2023 às 08:09

Mondego, Tejo e as ondas do Mar em causa. 
-O Sr. Almirante pelo fiasco repetido do seu navio enquanto o diabo esfregava um olho 
-Os Srs. Primeiro Ministro e Presidente desta republica, que adiantando-se à investigação em curso pela PJ, se dão ao desplante de armados em bruxos sugerir que se terá tratado de um caso isolado no centro Ismail. 
Uns sem vergonha que não respeitando as instituições que tutelam, acabam por não saber respeitar os altos cargos que ocupam.
Imagem de perfil

De Ricardo A a 29.03.2023 às 17:44

Não generalizem tá bem?É um caso isolado (tal como todos os casos isolados na Europa na última década) e por isso siga a festa, diz o sr que tira selfies com toda a gente, incluindo investigados por terrorismo, lembram-se aqui há um par de anos?
Imagem de perfil

De O apartidário a 29.03.2023 às 20:08

Tenho essa imagem (tirada de um jornal) no meu mais recente post do Planeta dos macacos politicos https://oplanetadosmacacospoliticos.blogs.sapo.pt/o-teatro-da-politica-ou-a-politica-37553
Sem imagem de perfil

De Anonimo a 29.03.2023 às 09:16

Portugal devia vender material militar à Rússia. Isso é que era.
Imagem de perfil

De Ricardo A a 29.03.2023 às 17:40

Sim, em troca de mais alguns kamovs? 
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.03.2023 às 17:55

Vender material militar á Rússia seria uma boa forma de Portugal ajudar a Ucrânia.
Sem imagem de perfil

De JPT a 29.03.2023 às 09:40

Eu, que sou desconfiado, olharia para os camaradas que fizeram as reparações e operaram o barquito. Quando acontecem casualidades que dão muito jeito às pessoas que controlam a possibilidade dessas casualidades acontecerem, elas, geralmente, acontecem (casualmente, claro).
Sem imagem de perfil

De Francisco Almeida a 29.03.2023 às 09:50

O seu a seu dono. Os cortes ao orçamento da Defesa começaram com Cavaco Silva e Fernando Nogueira como ministro da Defesa.
Sem imagem de perfil

De Anonimo a 29.03.2023 às 11:49

E o Passos. Não esquecer o Passos.
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 29.03.2023 às 16:17

Francisco Almeida, é pior, muito pior. Duvido que Orçamento de Defesa alguma vez tenha sido cumprido na maior parte dos anos. Mas claro isto são notícias censuradas pelos jornalistas...se espera alguma informação a partir do jornalismo português pode esperar sentado.


Portugal já está há 3 décadas a fingir fazer programas para substituir as meras G3 dos anos 60 do século XX há mais de 60 anos. Compram-se uns lotes reduzidos de armas modernas para algumas tropas especiais e nada mais.
Sem imagem de perfil

De Anonimo a 30.03.2023 às 09:57


Sejamos honestos: qualquer governo que diga "vamos investir na Defesa" (esquecem que o mais caro nem é adquirir o material, é mesmo a sua manutenção) leva com tudo em cima, porque antes estão os hospitais, a educação, a segurança social, etc, etc, e Portugal não está ou estará em guerra.
Só se lembram da Defesa nestas alturas. Quando o barco já mete água,

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com



Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes


Links

Muito nossos

  •  
  • Outros blogs

  •  
  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2024
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2023
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2022
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2021
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2020
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2019
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2018
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2017
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2016
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2015
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2014
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2013
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2012
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2011
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2010
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D
    196. 2009
    197. J
    198. F
    199. M
    200. A
    201. M
    202. J
    203. J
    204. A
    205. S
    206. O
    207. N
    208. D
    209. 2008
    210. J
    211. F
    212. M
    213. A
    214. M
    215. J
    216. J
    217. A
    218. S
    219. O
    220. N
    221. D
    222. 2007
    223. J
    224. F
    225. M
    226. A
    227. M
    228. J
    229. J
    230. A
    231. S
    232. O
    233. N
    234. D
    235. 2006
    236. J
    237. F
    238. M
    239. A
    240. M
    241. J
    242. J
    243. A
    244. S
    245. O
    246. N
    247. D