Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O governo e as empresas

por henrique pereira dos santos, em 26.05.21

O Governo português pediu uma reunião à Ryanair (não é engano meu, é mesmo o governo português que pede uma reunião com a Ryanair) para lhe puxar as orelhas, nos termos que aqui se podem ler.

A Ryanair resolveu responder a este puxão de orelhas com umas valentes caneladas, de que destaco duas:

"During that call, Ryanair criticised the false claims made by Minister Santos in recent days that; Ryanair was “waging commercial war to gain market share” – (False – this is called competition)."

"Ryanair agrees that Portugal has this “right”, but it does not believe that €3bn of scarce Portuguese taxpayers’ funds should be diverted from investment in schools, hospitals and other much need infrastructure to subsidise a failed, high fare flag carrier airline like TAP. TAP has little value, as proven by the fact that the Portuguese Government acquired 45% from David Neeleman for just $45m."

O que eu tenho a dizer sobre isto é simples: estou cheio de vergonha por ter um ministro que desconhece o velho provérbio de que "quem diz o que lhe apetece, ouve o que não quer".

E tenho ainda mais vergonha de ter um governo que tem das empresas a visão que é bem clara em toda esta história, mas também na forma como são tratadas as PPP da saúde e muitos, muitos outros exemplos: para este governo, as empresas são o mal necessário para que haja impostos que permitam ao governo manter o eleitorado do Partido.



9 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 27.05.2021 às 02:02

"€3bn of scarce Portuguese taxpayers’ funds should be diverted from investment in schools, hospitals and other much need infrastructure to subsidise"

Esses gajos da Ryanair deram em comunas ou quê?
Sem imagem de perfil

De balio a 27.05.2021 às 12:53


Questiono que raio tem a Ryanair que andar a fazer filosofia sobre a forma de governar do governo português e sobre a forma como este gasta o dinheiro dos contribuintes.
Ao fazer este tipo de afirmações a Ryanair só está a aumentar o seu contencioso com o governo português. Só está a criar más-vontades. Não havia necessidade.
Imagem de perfil

De henrique pereira dos santos a 27.05.2021 às 21:25

E tu, o que tens com o que a Ryanair faz?
Sem imagem de perfil

De Tiro ao Alvo a 27.05.2021 às 07:58

O ministro Pedro Santos é maluco, não sendo responsável pelo que está a acontecer. O grande responsável é o 1º ministro António Costa que o meteu a ministro e lhe passou a grande embrulhada da TAP, também para o queimar. Mas quem se queima somos nós todos, com as decisões estapafúrdias do ministro Santos.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 27.05.2021 às 09:12

em presa
os disfuncionários púbicos são criadores de riqueza
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 28.05.2021 às 15:19

Adorei Fez-me rir.
Sem imagem de perfil

De JPT a 27.05.2021 às 10:46

"as empresas são o mal necessário para que haja impostos que permitam ao governo manter o eleitorado do Partido". Para isso, e para o ministro em causa ter andado a guiar, durante anos a fio, Maseratis e com Porsches, sem nunca ter trabalhado noutra coisa que não na política partidária.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 28.05.2021 às 15:24

Foram à lã e vieram tosquiados!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.05.2021 às 17:48

Estes ministrozecos de "trazer por casa" nem o seu lugar sabem ocupar! 
Que raio de decadência a que este país chegou que nem sequer consegue arranjar gente com um módico de compostura. E são eles que estão à frente do "nosso" destino!!!  Bem entregues...


(Quem tem razão é a F. Bonifácio).

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    (cont.)"havia rumores de fuzilamentos sumários; um...

  • Anónimo

    (cont.)Ainda assim, nos primeiros momentos a eufor...

  • Anónimo

    (cont.)Do lado de cá, em Portugal, sabemos como fo...

  • Miguel Neto

    Resta saber em que grau a entrada de migrantes na ...

  • lucklucky

    O pior é que o Fernando Rosa deve saber. Mas o dis...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2020
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2019
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2018
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2017
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2016
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2015
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2014
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2013
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2012
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2011
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2010
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2009
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2008
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2007
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D
    196. 2006
    197. J
    198. F
    199. M
    200. A
    201. M
    202. J
    203. J
    204. A
    205. S
    206. O
    207. N
    208. D