Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O fardo do muçulmano radicalizado

por João Távora, em 22.09.16

muculmanos.jpg

Curiosa é a expressão bastante comum por estes dias nas notícias de “muçulmano radicalizado”. Referindo-se aos islamitas nascidos na Europa que aderiram à "guerra santa", parece uma forma subtil de complacência perante umas supostas vítimas do colonizador ocidental. A frase parece assumir que muçulmano radicalizado é um homem desprovido de vontade ou livre arbítrio e que a sua adesão é imposta de fora para dentro.

Esta constatação pode parecer um preciosismo, mas não é: não se deve desvalorizar as palavras e o seu significado pois que é através delas que podemos entender ou não a realidade à nossa volta. O facto é que as crescentes comunidades muçulmanas que sob a cumplicidade cega de governos de esquerda e de direita se instalaram nas últimas décadas nas cidades mais ricas da Europa entrincheiradas nas suas idiossincrasias culturais e religiosas prevalecem de costas voltadas para os valores dos países que os acolheram. Aqui chegados não há outra solução se não encararmos a ameaça de frente sem condescendência nas palavras.

Autoria e outros dados (tags, etc)



8 comentários

Sem imagem de perfil

De JS a 22.09.2016 às 12:07

Folgo em saber que há quem veja claro o que já é este desastre europeu, com a invasão islâmica em curso. E não se acobarda com o politicamente correcto.

Não é óbvio que refugiados e imigrantes islâmicos (shihitas, sunitas ...) têm que ser recebidos SÓ por países islâmicos com ramo islâmico semelhante?.
Ou julga, o Ocidente, que lhes altera uma cultura impostos por imams com cultura mediaval ?.

Que se passa com estes ditos dirigentes "europeus" e esta comunicação social ?. Obrigada a publicar e divulgar imbecilidades, à força, pelo poder político que tem medo de perder o voto islâmico?.
Sem imagem de perfil

De carlão a 22.09.2016 às 15:00

Não comecem com populismos. Portugal tem uma comunidade muçulmana pacífica e integrada que nos enriquece e orgulha. Somos um país de acolhimento, não somos a América de Trump.
Islão significa PAZ, é uma religião profundamente pacífica e moderada. Uma religião absolutamente incompatível com a violência, exatamente como a católica.
Todos a deviam conhecer bem, porque não visitam a Mesquita da Praça de Espanha? Como não admirar aquela beleza?
Somos um país multi-cultural, multi-étnico e isso só nos engrandece!
Sem imagem de perfil

De papaxuxas a 22.09.2016 às 16:39


Islão significa rendição e / ou submissão.



Quanto ao ser uma religião pacifica, basta ler o Corão para ver o quão incompatível o Islão é com a violência. /sarcasmo para quem não percebeu.


Até na defesa dos radicais muçulmanos os esquerdalhos demonstram a sua ignorância. Mas não sei porque ainda me espanto com isto, se tivessem um QI acima de uma ameba não eram esquerdalhos...
Sem imagem de perfil

De Carlão a 22.09.2016 às 17:14

Mas que palhaçada de conversa é essa? Eu chamei-lhe alguma coisa? É melhor ir ler a bíblia para saber o que é violência, ok? Não percebe que tudo é figurativo nesses géneros literários? Sou de esquerda, sou socialista com muito orgulho, e não aceito ser insultado pelas minhas escolhas ideológicas. Você é que me parece um fascista!
Sem imagem de perfil

De Carlão a 22.09.2016 às 19:31

Para a próxima leia tudo até ao fim:


A palavra Islã (cuja transliteração correta a partir do idioma árabe é Islam) significa "submissão". Sua origem etimológica é, no entanto, rica em significados e uma explicação a seu respeito revela aspectos importantes da fé muçulmana.
       Como em todas as línguas semíticas, as palavras do idioma árabe que guardam relação de significado entre si possuem uma mesma raiz consonantal, normalmente de três letras. A raiz da palavra Islã é composta pelas letras "s", "l" e "m". Trata-se do mesmo grupo de consoantes que formam a palavra árabe "salam", que significa paz.
       Isso quer dizer  que, para o Islamismo, a submissão sem reservas à vontade de Deus Altíssimo é a verdadeira fonte de paz. Conhecer as leis de Deus (fé, amor ao próximo, respeito mútuo, caridade, fraternidade, tolerância, entre outras) e praticá-las no dia-a-dia pavimenta o caminho para o encontro da verdadeira paz.




http://www.ibeipr.com.br/perguntas_ver.php?id_pergunta=7
Sem imagem de perfil

De JS a 22.09.2016 às 17:28

Quanto aos islâmicos moderados:
O que aconteceu aos islâmicos moderados Shiitas na Síria ?.
O que aconteceu aos islâmicos moderados Sunitas no Iraque ?.
É que face a um poder violento, armado, hegemónico (qualquer) ... as convicções vacilam facilmente.

A D. Merckel, e muitos outros (muito) fracos lideres europeus, enquanto não apanharem um susto vão continuar com a cabeça na areia. E não me refiro a susto eleitoral.
Sem imagem de perfil

De JSP a 23.09.2016 às 11:29

Recomenda-se a leitura da legislação anti-terrorista aprovada pela Duma.
Dialogante, compreensiva, tolerante "pulhìticamente" correcta  -  todas as características do povo Russo, em suma...
E , pasme-se!, tem resultado...


Sem imagem de perfil

De tric.Lebanon a 24.09.2016 às 15:59

e tudo está a acontecer com uma velocidade impressionante

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Estimado Henrique Pereira dos Santos,Vexa é um Sen...

  • henrique pereira dos santos

    Vou explicar-lhe uma coisa simples: pessoas adulta...

  • Anónimo

    A ignorância e a inveja são os nossos principais p...

  • Anónimo

    Não é só por cá que as ditas elites políticas alme...

  • Anónimo

    o Ir.: O e C percebe muito de fundos, SCP e sondag...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2006
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D