Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O Expresso em revista

por João Távora, em 15.06.19

(...) Os climatólogos sabem que, se o mundo parasse hoje de ser como é, os efeitos prolongar-se-iam por centenas de anos (além da perigosa turbulência geopolítica de tal opção). No entanto, contrariar a agenda climática transformou-se hoje numa heresia a que políticos e académicos arrogantes respondem com a sobranceria de dogmas, tal como na Idade Média. E as propostas climáticas que avançam são baseadas nas premissas falsas do pensamento mágico. Não se pode refazer o passado nem parar um comboio a 300km/h no espaço de um metro.

Henrique Monteiro

 

(...) A casa, essa, permanece com a arrumação socialista dada pelas esquerdas, ou seja, a direita não pode mudar os móveis, só pode limpá-los. Se repararem, tem sido essa a função da direita pós-95: a esquerda faz as festas, desarruma a casa, toca a campainha, a criada cabisbaixa (a direita) arregaça as mangas da bata e começa a limpar; quando a casa está de novo limpa, a esquerda regressa. Este arranjo é injusto e até insultuoso para os dois milhões de eleitores que deram a vitória à direita em 2015, mas essa injustiça não começa no poder hegemónico que a esquerda soube construir. Começa, isso sim, na preguiça da direita que, passados 30 anos, ainda não foi capaz de recuperar o único projeto conservador e liberal pensado em Portugal após Camarate. Estou a falar de Francisco Lucas Pires e do Grupo de Ofir, os verdadeiros herdeiros de Sá Carneiro. Está lá tudo: leiam, estudem, preparem-se. E, acima de tudo, tenham coragem. Sim, sou de direita, e então?

Henrique Raposo 

E ainda na revista, uma entrevista de Pedro Mexia ao escritor Julian Barnes, a não perder.

Expresso de 15 de Junho de 2019

Autoria e outros dados (tags, etc)



3 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 16.06.2019 às 10:10

projeto conservador e liberal

O que é isso? Isso não existe. Ou é conservador, ou é liberal.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 16.06.2019 às 18:48

Ser de direita, tudo muito bem, para quem tem grandes propriedades, grandes fortunas e facilidades na vida. Está muito certo e é natural, deve votar no cds ou mais à direita ainda. Agora, para quem é precário, vive de um magro ordenado sem saber como vai ser o futuro, está a votar contra si próprio se votar nessas pessoas.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 17.06.2019 às 15:40

Na direita, estão liberais, conservadores, ... como forma de fazer as coisas estão democratas e fascistas.
Ser liberal e ser conservador não é a mesma coisa.
Então o que é a direita? 
Jaime Nogueira Pinto responde no dicionário "Polis"; basicamente, é o assumir uma diferença entre todos à partida. No mais entre a ideia de tradição e de comunidade , ideia do conservadorismo, e empirismo imediatista e individualismo, vai uma grande distância.
No geral vivemos uma época do liberalismo de ressaca (onde sociais-democratas, socialistas de democráticos dão as mãos, e o povo que escolha o ombro) onde a ideia de igualdade do discurso formal (todos valem "dizer coisas" no falar politico, jurídico, ou sociológico), e prestações sociais de nivel elevado se mantêm.
O que importa, é que todas estas letras caem mortas numa sociedade civil sem inteligência coletiva...como a nossa. 

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2006
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D