Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O caso "Colégio de Santa Maria de Lamas"

por João-Afonso Machado, em 11.05.16

A história começa com um adolescente político - talvez idealista, seguramente manipulável como outro qualquer - feito ministro e desejoso de revoluções, de preferência conduzidas por ele. E acaba numa inútil guerra de argumentos - inútil porque antecipadamente ganha pela Esquerda Unida (EU); e porque, sendo uma guerra ideológica, nela nunca haverá convincentes e convencidos.

Mas, diga-se em abono da verdade, quão estranho é este Governo - atento e metódico no equilíbrio das contas públicas... - só agora se lembrar de gortar "gorduras" nos contratos de associação com os estabelecimentos de ensino privado. Penso assim, é claro, depois de ter ouvido na televisão alguns autarcas socialistas desagradados com o filme...; e os pregoeiros do costume incapazes de irem além do colégio de Santa Maria de Lamas, esse único exemplo que está cercado de escolas públicas com salas vazias.

Mas a EU já não voltará atrás. A não ser que o inenarrável Costa se ponha a pesar as poucochinhas cartas de indignados chegando em carrinhos de mão aos destinos do protesto: 100.000 cartinhas é muito voto! Porque cada uma há-de incluir o pai e a mãe, e talvez os avós, e os manos mais velhos que já são eleitores.

Costa, pá!, para a única linguagem que conheces, ainda te arriscas a dançar na corda do "escrutínio". Por muito que a camarada Ana Catarina se empenhe em explicar aos autarcas socialistas está tudo bem. Olha, pá!, a minha cartinha vai dobrada em quatro já na primeira oportunidade.



10 comentários

Sem imagem de perfil

De ali kath a 11.05.2016 às 09:15

um governo de amadores
deixa os autarcas xuxas com as calças nas mãos
Sem imagem de perfil

De JS a 11.05.2016 às 11:47

Exacto. Segue-se a meia-volta atabalhoada.
O voto do eleitorado é o único som que remexe os neuróneos dos políticos.
O voto do eleitorado é a única linguagem que altera comportamentos diletantes, de diletantes.
Seguem-se as desculpas esfarrapadas tipicas de quem apenas quiz obter, e quer manter poder, a contra-gosto da sociedade em que actua.
Obviamente haverá mais, e mais, disto. Até quando?.
Sem imagem de perfil

De Luís a 11.05.2016 às 12:00

Tinha-o em maior estima! Então, está a sugerir que o governo não deve avançar com uma reforma, que boa ou má, acha que deve fazer, só porque pode perder 100 mil votos??!! Mas então não é isto que todos nós criticamos nos governos, que só pensam em ser eleitos e não em reformar??!!
Eu acho que se o governo voltar atrás vai perder muito mais do que 100 mil votos, porque caso não se tenha dado conta, há muitos mais votantes a favor desta reforma do que contra.
Imagem de perfil

De João-Afonso Machado a 11.05.2016 às 13:51

Não, estou a dizer exactamente o contrário: o Governo avança com a «reforma» - eu chamar-lhe-ia «corte» apenas - porque tem de satisfazer os aliados à esquerda. E só não o fará se ponderar que isso lhe pode custar votos.
Sem imagem de perfil

De Luís a 11.05.2016 às 20:11

João:
1. O governo não está só a satisfazer os aliados à esquerda - imagino que se esteja a referir aos comunistas, verdes e bloco de esquerda. O governo está a satisfazer o próprio PS que também acredita nesta reforma - ou cortes, como lhe queira chamar,
2. O governo perderá muito mais votos se desistir desta reforma; como já se deve ter dado conta, há muito mais portugueses a favor desta reforma que contra.
3. Seguindo a sua lógica, o governo jamais voltará atrás com esta reforma. Isso seria a certeza de não ser eleito nas próximas eleições .
Imagem de perfil

De João-Afonso Machado a 11.05.2016 às 22:12

Luis:
Aquilo que mais me «fascina» na política (que eu só acompanho de fora, em nome da minha santa liberdade) é que entre esquerda e direita é eterna a discussão se o copo está meio cheio ou meio vazio.
Acresce o perigo de nos fanatizarmos e assim estragarmos relações pessoais de primeira necessidade, como por exemplo o respeito devido ao próximo.
Nada disto tem a ver com duas pessoas que não se conhecem, sendo que uma, no caso, para todos os efeitos é anónima e tanto se pode chamar Luis como ter outro nome qualquer.
Mas aconselha - para que não se perca tempo - a que cada um fique na sua sem propósitos de convencer o outro.
Assim farei. Demos tempo ao tempo e veremos aonde chegamos - espero que não a Atenas...
Sem imagem de perfil

De do norte e do país a 11.05.2016 às 12:14


É um governo (e partidos que o apoiam) a pensar unicamente nas eleições. Daui a pouco ainda vão fazer mais contratos de associação. Estratégia para o País, nada.
Sem imagem de perfil

De M.Almeida a 12.05.2016 às 09:06

João,
Eu já escrevi isso por aí.
Esta ele não contava. Ou melhor contava mas não sabia a dimensão. Se calhar por isso encomendaram noticias envolvendo o publicitário de Passos e encomendaram o discurso da falta de estratégia e da "revolta" dos deputados.
Acho que Passos juntamente com Cristas, cada um à sua maneira,acertaram no alvo, e assim mostraram que oposição não é estar diariamente de dentes afiados a zurzir em tudo, inclusivamente, como faz o PS quando está na oposição, contra coisas q até defenderam no passado ( por exemplo Memorando da troika)
Assim o compra-votos percebeu q isto vale bem mais q os camionistas ou o leite ou os suinos ou os taxis.
A estes ele não tem como comprar.
Igualmente encostado à parede foi o comentador de belém que, refém do votinho q foi buscar à esquerda para cumprir o sonho de ser comentador numa cadeira q lhe desse mais notoriedade, agora não opina sobre esta polémica, porque tem medo dos geringonços.
Por isso ontém precisaram , os 2 de fazer um numero , um foi a correr à 2a.casa de familia,  a SIC do Bidelberg, para o entrevistarem, o outro veio garantir q o governo não era culpado de nada do que está a acontecer em Portugal.
Estamos conversados.
A oposição está de parabéns.
Imagem de perfil

De João-Afonso Machado a 12.05.2016 às 14:37

M. Almeida:
Não sou assumidamente de estratégias políticas.
Para mim, o que é - é.
Neste momento o que é - é simples: uma escalada da esquerda que há muitos anos não via o caminho (que Costa abriu) de retomar o poder e dar cabo disto tudo.
Quanto a Marcelo, estou consigo: o que sairá daquela "cabecinha pensadora"?
Sem imagem de perfil

De Des_Norte a 14.05.2016 às 15:08

Das cabecinhas pensadoras (de caca ou de outros excrementos) só poderão sair excrementos.

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • henrique pereira dos santos

    Especialista em eucaliptos? Não tenho essa ideia.

  • Esteves

    Secretario de estado ? EnganoO andre é candidato ...

  • Esteves

    "Asneira. Já houve no mundo montes de epidemias qu...

  • Esteves

    cairem de um andaime, têm covid... sao contabiliza...

  • Esteves

    O andre nao se rege pela natureza... a natureza re...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2006
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D