Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




O Advento e o Presépio

por Vasco Mina, em 30.11.14

Presepio Machado Castro.png

 Tem hoje início o Advento que, como o nome indica, significa o tempo que está para chegar. Por isso é a Esperança que, nesta época, dá sentido à vivência dos cristãos. Não a esperança vaga mas sim a esperança do encontro renovado com o Deus que Encarnou e que também Ele nos Espera. Há mais de dois mil anos que o acontecimento se repete no coração daqueles que foram e são tocados pelo acontecimento da gruta de Belém. Durante séculos sempre os homens procuraram relembrar a Natividade de Jesus e Francisco de Assis, em Greccio, na Noite de Natal de 1223, fez uma representação “ao vivo” e é então que nasce o Presépio. Com o passar do tempo foram surgindo várias manifestações do Presépio quer na escultura quer na pintura. Por terras lusas tivemos o movimento do barroco com os seus artistas e entre eles o grande mestre Machado de Castro. A beleza que emana do seu presépio (fez vários) é algo que impressiona quem contempla a sua obra e por isso recomendo uma visita ao que se encontra exposto na Basílica da Estrela (a foto acima revela uma parte). Mas a verdadeira beleza do Presépio é o Encontro de Deus com cada um de nós. Aconteceu em Belém da Judeia mas também acontece no local em que cada um de nós se encontra. No tempo do nascimento de Jesus não houve lugar para Ele e para a Sua família na hospedaria. Será que, hoje, este Deus que se fez Homem teria lugar em nossas casas? Ele continua a aguardar o encontro e por isso a milenar pergunta que se coloca, a cada um de nós, no Advento é a seguinte: quero mesmo encontrar Deus? É que Ele continua no meio de nós e até nos disse que o encontraríamos entre os mais pobres. Assim, a beleza do Presépio que a Arte nos convida a contemplar torna-se verdadeira Bela quando, como nos disse o Papa Bento XVI na sua visita a Portugal, conseguimos tornar as nossas vidas em lugar de beleza. É que o verdadeiro Presépio não é de peças de barro mas sim personagens vivos!



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com



Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • lucklucky

    Com o jornalismo que existe no ocidente é inevitáv...

  • lucklucky

    Break even é zona depressão.

  • Anonimo

    Não dá para sair com break even?

  • Anonimo

    Esquerda e direita. Os extremos woke. Os que dizem...

  • Anonimo

    Ou se calhar era uma questão de tecnologia. Não de...


Links

Muito nossos

  •  
  • Outros blogs

  •  
  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2024
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2023
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2022
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2021
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2020
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2019
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2018
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2017
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2016
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2015
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2014
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2013
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2012
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2011
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2010
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D
    196. 2009
    197. J
    198. F
    199. M
    200. A
    201. M
    202. J
    203. J
    204. A
    205. S
    206. O
    207. N
    208. D
    209. 2008
    210. J
    211. F
    212. M
    213. A
    214. M
    215. J
    216. J
    217. A
    218. S
    219. O
    220. N
    221. D
    222. 2007
    223. J
    224. F
    225. M
    226. A
    227. M
    228. J
    229. J
    230. A
    231. S
    232. O
    233. N
    234. D
    235. 2006
    236. J
    237. F
    238. M
    239. A
    240. M
    241. J
    242. J
    243. A
    244. S
    245. O
    246. N
    247. D