Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Não há fundo de enviesamento a que não desça a Tvi

por José Mendonça da Cruz, em 11.07.20

cloaca-maxima-roma.jpgPara a informação da Tvi a gravíssima crise económica que já está em Portugal não é assunto de notícia, como não o são o desemprego a subir em flecha, a emigração, os transportes sobrelotados, a pobreza a aumentar, a fome de tantas famílias que ficaram sem rendimentos.

Para a Tvi importa, sim, que os ricos também pagam a crise. Foi o tema de uma «reportagem», hoje, no jornal das 20.

«Os milionários também sentem a crise», começaram eles, para logo anunciarem que «a bolsa afunda (...) e com ela o valor das maiores fortunas nacionais». A Bolsa afundar seria, para cérebros normais, motivo de preocupação acerca das empresas nacionais; para a Tvi é motivo de celebração, pois «as fortunas» ficaram minadas.

Mas a repugnância da Tvi à criação de valor e emprego, o nojo da Tvi a tudo o que não seja socialismo e atraso, não ficou por aqui. Prosseguiram eles, família a família: que a família Amorim, da corticeira e da Galp, perdeu 760 milhões; que os herdeiros de Belmiro Azevedo perderam 570 milhões; que os herdeiros de Pedro Queirós Pereira perderam mil milhões devido à Semapa e Navigator; que Isabel dos Santos perdeu 976 milhões com as perdas de Galp e NOS e a nacionalização da Efacec. Os problemas no consumo interno e nas exportações de cortiça e produtos de cortiça, combustíveis, materiais de construção, bens de consumo, cimentos, papel, tecnologia -- a depressão da economia portuguesa, em suma -- não são, para a Tvi, motivo de tristeza; são-no, antes, de alegria: «os ricos» pagaram!

Em vez de lamentar as perdas para a economia do país, a Tvi prefere cultivar invejas e ressentimentos, alimentar o ódio ao sucesso e à criação de riqueza. E para que não ficasse dúvida sobre até onde está disposta a descer, a Tvi ainda acrescentou que também houve «quem fez negócio com a crise»: os Mello, que ganharam dinheiro na Cuf e na Efacec (escolher a frase «fez negócio com a crise» para referir esta situação desce, de facto, ao nível da mais abjecta e despudorada manipulação).

Quem tivesse dúvidas sobre a dimensão intelectual, moral, cívica e política da informação da Tvi terá ficado plena e devidamente esclarecido.



9 comentários

Sem imagem de perfil

De isabel a 12.07.2020 às 08:45

Mas porque é que ainda vêem tv portuguesa? A tv vende audiências aos anunciantes. Se deixar de ter audiências, vai falir e ser vendida a outros. Pode ser que venham alguns melhorzinhos.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 12.07.2020 às 10:47

A TVI e a SIC nem com os próprios jornalistas se preocupam. Têm jornalistas a trabalhar para eles a receber o ordenado mínimo, contratando produtoras externas. A SIC tem jornalistas com produtoras externas a recibos há mais de 10 anos com esquemas para fugir à fiscalização. A TVI tem jornalistas a receber pouco mais do ordenado mínimo através de produtoras.
Não se preocupam com o estado do jornalismo quando mais com o resto do país, são jornalistas a explorar jornalistas. 
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 12.07.2020 às 13:27

Ignorância, estupidez e dor-de-corno, deve ser a linha editorial desse bordel "noticioso".
Fossa séptica televisiva, eis tudo.


JSP
Imagem de perfil

De Vasco M. Barreto a 12.07.2020 às 15:14

Caríssimo, 

Tendo em conta que passa a vida a escrever sobre jornalismo, a "desinformação" e a "dimensão intelectual, moral, cívica e política da informação", descobrindo falhas em toda a gente e por todo o lado, consegue justificar a sua decisão de apagar um post que escreveu ontem? Foi para não dar o braço a torcer quando foi o confrontei com um erro? 
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 13.07.2020 às 04:17

"En garde", JMC!  Tem o Eremita à perna. 
Imagem de perfil

De Vasco M. Barreto a 13.07.2020 às 13:06

Não, não tem.Há silêncios esclarecedores e não vale a pena perder tempo com quem apaga posts embaraçosos. 
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 13.07.2020 às 14:48


É tão engraçado tropeçar em estúpidas contradições (há raras contradições inteligentes).
O eremita não falha.
Abraço de quem muito ama o mita ... perdão ... o mitómano
Imagem de perfil

De Vasco M. Barreto a 13.07.2020 às 20:16

Ainda bem que se diverte, é bom para a felicidade global e como não dá o nome não corre riscos. Mas não se precipite. Confrontei um dos autores deste blog com um comportamento que me pareceu deselegante (apagar um post após um reparo). Como percebi entretanto que o autor entendeu não responder, o assunto fica arrumado e cada um é livre de tirar as conclusões que quiser. Isto deve ser uma desilusão para os parasitas cobardes que andam por aqui em busca de sangue e festa gratuitos, como o caríssimo anónimo. 


Para me esfregar a "estúpida contradição" na cara terá de me apanhar a comentar um post de um outro ilustre blogger deste magnífico espaço de cidadania e rigor, porque nesse caso já escrevi que a conversa estava acabada e garanto que não encontra mais nenhum comentário meu à obra desse autor. Veja se mete algum rigor nessa cabeça porque eu não acho graça nenhuma a tropeçar na estupidez dos outros. São gostos.   
Sem imagem de perfil

De pitosga a 12.07.2020 às 22:29


José Mendonça da Cruz,
Em tempos já escrevi o que penso da famiglia da sic.
Há mais de 10 anos que não tenho TV alguma. Por vezes vejo uma gravação dado me chamarem a atenção. Ainda há alguém que me notifica. Vejo os bons filmes em velhos DVDs.



Nada me admira no seu texto. Fez muito bem em denunciá-lo. São reles.

Não sendo optimista, aguardo a mudança que virá — com prantos e ranger de dentes.


E se perder a cena, já sei bem que o facto não me entristece. Estarei a viver noutro mundo. Aquele de que o povo diz que 'se foi desta [vida] para melhor'. Claro que será melhor. Eu creio em Deus e no saber do Povo.
Abraço

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Carlos Sousa

    E pegando nalgumas palavras do primeiro-ministro, ...

  • Anónimo

    caro senhornestes tempos aburguesados e politicame...

  • Anónimo

    Caro Senhor"Apesar dos frequentes casos de corrupç...

  • Carlos Sousa

    O que me está a causar apreensão não é a DGS fazer...

  • Albino Manuel

    A monarquia espanhola vai aguentar. Derrubá-la é c...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2006
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D