Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Mudar a capital para Castelo Branco

por henrique pereira dos santos, em 22.09.22

De vez em quando volto à ideia de que Portugal devia mudar a capital para Castelo Branco.

E digo-o a sério, não é uma piada.

Eu sei que custa dinheiro - e capital não é coisa em que Portugal esteja a nadar, muito menos o estado português -, eu sei que tem muitas contra-indicações (incluindo a discussão interminável sobre a escolha do sítio para onde mudar a capital, se não se consegue decidir onde localizar um aeroporto, imagine-se discutir para onde mudar a capital) e por aí fora.

Mas quando vejo isto, a ideia volta a tropel.

estagios.jpg

O Estado cria um programa de estágios (eu acho uma chinezice, mas enfim) e Lisboa tem mais vagas que o resto do país todo junto.

E cada uma das pessoas que trabalham em Lisboa precisa de um sítio onde dormir, de espaço para se deslocar do sítio onde dorme para o sítio onde trabalha, escolas para os filhos, centros de saúde, postos de correio, balcões bancários, etc., etc..

Podíamos começar por coisas simbólicas e que não exijam muito investimento: mudar a Presidência da República para Castelo Branco (só a quantidade de jornalistas que iriam atrás já daria para se fazer notar nos próximos censos da população).

Depois a presidência do Conselho de Ministros.

Depois os ministérios, um a um.

Depois da Assembleia da República.

E, aos poucos, os serviços de apoio.

Tudo isso gera ineficiência?

Sim, gera.

Eu acho é que, no longo prazo, gera muito menos ineficiência que ter uma administração que acha normal ter mais lugares de estágio na administração pública em Lisboa que no resto do país todo junto.



54 comentários

Sem imagem de perfil

De Anonimo a 22.09.2022 às 19:25

Figueira da Foz a capital. 
Sem conversa.


Karmiko, está lá um que teve a "triste" ideia de tirar os ministérios do Paço
Sem imagem de perfil

De s o s a 22.09.2022 às 20:55

pois, mais nao fosse, vale (outra vez a cena de que uma imagem vale por mil palavras ) pelos numeros. 


Tive uma ideia : badajoz e olivença "pertencem" ao distrito ? 
Sem imagem de perfil

De Luis a 22.09.2022 às 21:29

Falando assim para o ar até porque os bitaites ainda não pagam impostos, já que criar toda uma estrutura numa cidade capaz de acolher toda a máquina administrativa (e não só) de Lisboa não era propriamente algo barato nem fácil, e porque não descentralizar uma série de organismos públicos, tais como ministérios, órgãos de supervisão e regulação, observatórios, etc, etc? Pelo menos nas capitais de distrito o Estado até já tem vários imóveis em sua posse e ao dia de hoje com os meios de comunicação existentes não é complicado ter organismos em diferentes geografias a trabalhar em conjunto. Sei lá porque não ter o ministério da agricultura em Évora? Ou o das obras públicas e transportes em Viseu? Ou o do ambiente em C Branco? Ou o da justiça em Coimbra? Porque não ter os serviços centrais da ANPC em Santarém? Ou do BdP no Porto? Ou a DGS em Braga? Ou a autoridade marítima em Faro? Ou o IMT em Aveiro? Ou o ICNF em Bragança?


Não resolvia tudo mas era o início da descentralização. Os institutos, observatórios, entidades reguladoras e até os ministérios não têm que estar todos em Lisboa digo eu! Claro que os srs doutores não iriam achar piada como ainda há pouco tempo se verificou com o chumbo da alteração do TC para Coimbra mas se se for atrás dos caprichos dos interesses instalados nunca nada irá mudar. 
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 23.09.2022 às 23:19

Porquê só os senhores doutores?
O resto do pessoal, que por acaso é a grande maioria, ía achar piada?
Perfil Facebook

De David Massa a 22.09.2022 às 21:47

Se fosse para a Covilhã ainda tinha lógica!
Perfil Facebook

De Pedro Nuno Alves a 22.09.2022 às 22:39

Quando quiserem que a capital deixe de ser Coimbra, é só promulgar em DR. Até lá, sonhem.
Perfil Facebook

De Luís Teixeira a 23.09.2022 às 00:12

Mudar a capital? simplesmente voltar o poder para a verdadeira capital do país, Coimbra. Que se saiba de jure Coimbra ainda é a capital do país.
Sem imagem de perfil

De Alexandre N. a 23.09.2022 às 00:32

As vagas não são proporcionais à população dos distritos, será que tem a ver com a proporção de votantes no tal partido?
Imagem de perfil

De João Távora a 23.09.2022 às 00:56

Essa é que era, Henrique. Lisboa ficava definitivamente despoluida.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 23.09.2022 às 11:36

João Távora, lá ficar ficava, mas já viu depois o que seria dos activistas do clima? E dos defensores da redução da velocidade para 10/à hora? Ficavam sem o seu modo de vida e sem os seus "empregos"... já viu que desgraça?! 
Sem imagem de perfil

De Pedro Gaspar a 23.09.2022 às 01:46

Esta discussão é muito interessante e válida, porque levanta questões filosóficas mas também práticas. Eu sou de Lisboa, mas se fosse de Viseu ou de Moura ou de Castelo Branco, não ia achar piada nenhuma à ideia de a capital se mudar para a minha cidade. Como se percebe, iria desvirtuá-la do ponto de vista social, patrimonial, cultural, etc, atraíndo fenómenos de turismo indesejados que se agregam ao crescimento económico. Mas há sempre quem more nessas cidades ditas secundárias e que adore essa ideia por questões de poder e importância (mesmo que simbólica). Eu como Lisboeta digo que, para desvirtuada e irreconhecível, já basta Lisboa. Por outro lado, acredito que a descentralização de alguns organismos do estado poderiam ajudar a mitigar as assimetrias do país, mas isso já é outra conversa.  
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 23.09.2022 às 08:22

Está visto que não conhece o Samouco.

Comentar post




Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Prostituição - e da mais reles...JSP

  • Anónimo

    Não desvalorizando de modo algum o ensino superior...

  • henrique pereira dos santos

    Seria um bocado estúpido partir do princípio que p...

  • jo

    As vagas supranumerárias exitem, custam recursos, ...

  • Anónimo

    Na academia esse é o "pergaminho" que gostam de ex...


Links

Muito nossos

  •  
  • Outros blogs

  •  
  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2021
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2020
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2019
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2018
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2017
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2016
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2015
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2014
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2013
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2012
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2011
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2010
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2009
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2008
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D
    196. 2007
    197. J
    198. F
    199. M
    200. A
    201. M
    202. J
    203. J
    204. A
    205. S
    206. O
    207. N
    208. D
    209. 2006
    210. J
    211. F
    212. M
    213. A
    214. M
    215. J
    216. J
    217. A
    218. S
    219. O
    220. N
    221. D