Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Momento Histórico

por Vasco Mina, em 17.05.18

Encontro Inter-Religioso.jpg

 

Aconteceu ontem um momento histórico na Academia das Ciências em Lisboa: a grande maioria das confissões religiosas sediadas em Portugal reuniu-se para a assinatura de uma declaração conjunta conta a eutanásia. O documento designado “Cuidar até ao fim com Compaixão” foi subscrito pelas seguintes entidades: Aliança Evangélica Portuguesa, Comunidade Hindu de Portugal, Comunidade Islâmica de Lisboa, Comunidade Israelita de Lisboa, Igreja Católica, Patriarcado Ecuménico de Constantinopla, União Budista Portuguesa e União Portuguesa dos Adventistas do Sétimo Dia.

Esta posição conjunta resulta dos esforços de entendimento comum realizados no âmbito do Grupo de Trabalho Inter-Religioso para as questões de saúde. Estre grupo reúne as confissões acima indicadas e ainda a Comunidade Bahá’i e o Conselho Português das Igrejas Cristãs (sendo que estas duas não assinaram o documento). Foi constituído em 2009 na sequência da legislação sobre o direito dos doentes internados em estabelecimentos de saúde do SNS a serem assistidos espiritual e religiosamente por membros das comunidades religiosas de pertença.

Com toda a clareza as confissões religiosas declararam que perfilham “um modelo compassivo de sociedade e, por estas razões, em nome da humanidade e do futuro da comunidade humana, causa da religião, nos sentimos chamados a intervir no presente debate sobre a morte assistida, manifestando a nossa oposição à sua legalização em qualquer das suas formas, seja o suicídio assistido, seja a eutanásia.”

Histórica também foi a quase total ausência da comunicação social neste acontecimento. Canais de televisão nem um apareceu, o que é bem revelador dos conteúdos informativos marcados pela repulsa jornalística dominante a tudo o que tenha a ver com religião ou com outras abordagens dos chamados temas fracturantes.

Autoria e outros dados (tags, etc)



4 comentários

Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 18.05.2018 às 09:44

declararam que perfilham “um modelo compassivo de sociedade

Certo. Mas, eutanasiar uma pessoa que pede para ser eutanasiada é, precisamente, uma forma de compaixão.
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 18.05.2018 às 09:45

É muito bom que todas as oito religiões estejam de acordo. Acontece porém que boa parte dos portugueses não está de acordo com nenhuma das oito.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 26.05.2018 às 11:41


Para quem não acredita numa vida para além da morte, talvez a eutanásia possa parecer ser a solução, em casos de extremo sofrimento. Contudo, para aqueles que ainda acreditam que só DEUS é o SENHOR da vida e que  só ELE pode decidir pela nossa vida, torna-se complicado! Acabando o sofrimento desta, terá agravado de certeza, o tempo de purificação na outra; ORA, SERÁ QUE O CRIMECOMPENSA?!
Dar sentido ao sofrimento, consequência da nossa humanidade, pode passar por aceitá-lo com resignação, acreditando que DEUS , MISERICÓRDIA INFINITA; TUDO ISSO TERÁ EM CONTA e o aliviará na VIDA ETERNA QUE O AGUARDA: 
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 26.05.2018 às 12:07

Complicado porquê? É a sua opção pessoal. Se essa é a sua religião, qual é a sua dúvida?

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    desta feita o gordo careca tinha licenciatura?arri...

  • Anónimo

    "Portugal é um país que pergunta a crianças de nov...

  • Carlos Gonçalves

    "...e de mais elites..."

  • Anónimo

    nesta versão social-fascista da urssassiste-se a t...

  • António

    Belíssima iniciativa a desses académicos. A mim nã...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2008
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2007
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2006
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D