Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Mentiretas

por henrique pereira dos santos, em 28.08.17

Catarina diz que a Altice se apresentou no país dizendo que não gostava de pagar salários.

É mentira, mas isso é irrelevante para a imprensa.

Costa diz que todos os dias Passos Coelho diz mal dos bombeiros.

É mentira, mas isso é irrelevante para a imprensa.

Costa diz que a oposição acordou para a floresta com o fogo de Pedrogão.

É mentira, mas isso é irrelevante para a imprensa (para quem tenha dúvidas, bastam cinco segundos de pesquisa no google para encontrar propostas de CDS para créditos fiscais para investimento na floresta, por exemplo, ou propostas sobre cadastro há muito tempo atrás. Eu acho estas propostas pouco relevantes, mas isso é outra discussão, o que não se pode é negar que existam).

Costa diz que ninguém ligou nenhuma às propostas da reforma florestal durante a discussão pública.

É mentira, mas isso é irrelevante para a imprensa: o governo recebeu mais de 600 contributos para os diplomas em discussão pública mas não se deu ao trabalho de procurar dar-lhes resposta, ignorando-os olimpicamente, na sua quase totalidade (o ministro gaba-se de ter feito a reforma contra toda a gente, mas nem o facto de ser impossível ninguém ligar ao assunto e, ao mesmo tempo, estar contra, acende uma luzinha de objectividade nas redacções).

Caros jornalistas, não sendo vossas excelências a criar um verdadeiro risco político para os políticos que mentem tão descaradamente, depois não se queixem do populismo, que vive exactamente da falta de credibilidade de um jornalismo feroz para quem não lhe cai em graça, e complacente para quem é engraçado.


2 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 28.08.2017 às 08:31

Bom dia. Concordo com o que afirma excepto na parte final. É que não creio que sejam engraçados, estão é convencidos que têm graça. António Cabral
Sem imagem de perfil

De João Sousa a 28.08.2017 às 09:12

O jornalismo, em Portugal, faz parte integrante de uma das equipas em jogo. Por isso, salvo honrosas excepções individuais, nada se pode esperar dele.

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com



Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Jo

    Duas ou três empresas não são concorrência.O ajust...

  • balio

    cito um dicionário cuja primeira edição é de 1956R...

  • henrique pereira dos santos

    Eu cito um dicionário cuja primeira edição é de 19...

  • balio

    Os dicionários atuais já incluem montes de estrang...

  • balio

    As maiores empresas em Portugal estão numa posição...


Links

Muito nossos

  •  
  • Outros blogs

  •  
  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2024
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2023
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2022
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2021
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2020
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2019
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2018
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2017
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2016
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2015
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2014
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2013
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2012
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2011
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2010
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D
    196. 2009
    197. J
    198. F
    199. M
    200. A
    201. M
    202. J
    203. J
    204. A
    205. S
    206. O
    207. N
    208. D
    209. 2008
    210. J
    211. F
    212. M
    213. A
    214. M
    215. J
    216. J
    217. A
    218. S
    219. O
    220. N
    221. D
    222. 2007
    223. J
    224. F
    225. M
    226. A
    227. M
    228. J
    229. J
    230. A
    231. S
    232. O
    233. N
    234. D
    235. 2006
    236. J
    237. F
    238. M
    239. A
    240. M
    241. J
    242. J
    243. A
    244. S
    245. O
    246. N
    247. D