Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Madrid,  umas eleições, muitos temas de interesse

por Jose Miguel Roque Martins, em 04.05.21

Captura de ecrã 2021-05-04, às 21.39.58.png

 

As eleições de hoje em Madrid,  dão nos alguns dos resultados mais interessantes dos últimos anos.

O PP, o grande vencedor da noite, referendou positivamente a sua política pandémica, ao arrepio do resto de Espanha e da Europa. Mais liberdade, menos confinamento, foram aplaudidos entusiasticamente pela população, apesar de piores resultados em termos de saúde publica. Pelo menos em Madrid, a saúde não está em primeiro lugar; Acaso ou apenas uma liderança diferente?

A tremenda e radicalizada disputa, com gritos de comunismo ou liberdade ou fascismo e democracia, poderá ter estado na origem numa invulgar taxa de participação dos cidadãos, como já não se usa: quase 70%. Pelo menos agora e em Madrid, a maioria silenciosa parece ser de centro direita.

Tal como parece ser moda, os partidos populistas radicais, também em Madrid, aparecem retratados como os fazedores de Reis. Neste caso, o VOX, poderá ter uma palavra importante. Assumiu-se como inevitável que os partidos mais votados, fiquem reféns de minorias, apenas por serem de famílias políticas teoricamente mais próximas. Não é.

Quem promoveu a subida do PCP e do Bloco de Esquerda ao poder partilhado ( e radicalizado) foi o PS. Que não aceitou deixar o PSD governar, cedendo à tentação de se aliar ás forças radicais. Em Espanha, o PP só terá que se aliar ao VOX se, o ( maltratado) PSOE, não aceitar, tacitamente, que o PP governo sozinho, ao invés de o empurrar para uma coligação com o VOX.  São os partidos moderados que, ao não aceitarem as suas responsabilidades de evitarem o acesso ao poder do radicalismo, o promovem.

.



6 comentários

Imagem de perfil

De Zé Onofre a 04.05.2021 às 23:14

Boa Noite
Não será, antes, a confusão ideológica entre Centrão (Centro-Direita/Centro-Esquerda) é que leva ao aparecimento dos VOX e companhia (cá em Portugal Chega e seus seguidores escondidos com rabo de fora de comentadores imparciais). Se cada Partido se assumisse como Verdade; se assumisse interessado em chegar ao poder, não pelo poder, mas para cumprir, com lealdade para com os eleitores, um programa de governo claro e sem promessas demagógicas e sem se deixarem pelas propostas, que nunca cumprirão, mas que rendem votos, será que haveria Chega, mesmo que arrastados pelos saudosos dos tempos da ditadura ?
Mais de que partidos surgiram o Chega e os outros. Onde é que os seus fundadores militavam até surgirem no plano político, de certeza que não são de geração espontânea.
É de uma profunda desonestidade intelectual confundir PCP e BE, com os partidos fascistas como o Chega e outros. Confundir partidos com provas dadas na defesa da democracia com presos em Caxias, em Peniche, mortes no Campo do Tarrafal, perseguidos e proibido de leccionar, obrigados a refugiarem-se noutros países onde pudessem expressar-se livremente. Se não é desonestidade intelectual é uma ignorância crassa da história dos últimos cem anos.
      Zé Onofre
Sem imagem de perfil

De Carlos Guerreiro a 05.05.2021 às 05:33

Também acho, é uma desonestidade intelectual confundir PCP e BE, partidos (e pessoas) com provas dadas em defesa de regimes totalitários como o soviético e cubano, e em Portugal em tentativas de tomada de poder pela força das armas (como em 75) e de terrorismo em democracia como foram as FP25, com qualquer outro partido.
Ignorância crassa é quem fala da revolução de Outubro como a libertação da opressão na Rússia, quando a revolução que depÕs o czar ocorreu em Fevereiro, e em Outubro o que houve foi um golpe de estado que terminou a experiência democrática para impor um regime totalitário.
São os mesmos que criticam e rasgam as vestes pela invasão do capitólio mas cercaram a Assembleia Constituinte em 1975 condicionando o trabalho dos deputados.
Imagem de perfil

De Zé Onofre a 05.05.2021 às 14:24

Boa tarde
Parece-me que está a confundir alhos com bugalhos. 
Estamos a falar de Portugal e não de quem apoia governos de países estrangeiros.
Quanto às FP25, parece-me que se está a esquecer que foi a resposta aos ataques violentos do MDLP que mataram, assaltaram sedes dos partidos de esquerda para fazer regressar à ditadura fascista derrubada em 25 de Abri de 974. 
    Zé Onofre
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 05.05.2021 às 18:59


Endoutrinado pela propaganda Zé Onofre não parece saber História


Zé Onofre, que tal no explicar porque é que o PCP e Álvaro Cunhal defenderam os Nazis até 1941?


A Ditadura derrubada em 25 de Abril não era Fascista poi não tinha Socialismo em grau suficiente  para ser considerada Fascista.


A Ditadura em Portugal não nasceu do Socialismo como a Italiana.
Se você tivesse um pingo de conhecimento ou de vergonha saberia que os Fascistas em Portugal tinham como expoente máximo Rolão Preto que foi expulso de Portugal por Salazar.



Depois pode-nos explicar porque o Pacto Italo-Soviético durou de 1930's a 1941 em pleno auge do Fascismo.


Ou as negociações para a URSS aderir ao Eixo...




Imagem de perfil

De Zé Onofre a 05.05.2021 às 20:30

Parece-me que o ser ou não ser fascista não deriva do socialismo. Pergunta-me porque é que o PCP apoiou os nazis? Nunca apoiou os Nazis, apoiou o tratado Sovieto-Germano que foi essencial para a União Soviética se preparar para a Invasão Nazi que era inevitável. 
Agora pergunto porque é que a Inglaterra e a França tardaram a reagir às provocações Nazis? Hitler anexa a Áustria, resposta nenhuma. Hitler anexa os Sudetas e das democracias ocidentais, nada. Porque esperaram até 1939, para dizerem basta a Hitler?
Porque é que, apesar do tratado Sovieto-Germano, se aliaram à União Soviética para derrotarem Hitler.
Se concordo com o Estalinismo, não.
Se concordo com o nazismo e o fascismo, não.
Se concordo com o colonialismo, não.
Se concordo com as indústrias de guerra, não.
Se concordo que haja um país que se arvore em Polícia do Mundo, não.
Se concordo com ingerência estrangeira na política interna de outros países, não.
Se concordo com a democracia democrata-liberal em que vivemos, não.
Se concordo com a economia de Mercado, não.
Se concordo que o poder político sejam marionetes do poder económico financeiro, não.
Se concordo com a justa repartição da riqueza "produzida pelo trabalho", claramente que sim.
Finalmente digo-lhe que ninguém me catequizou, nem a Santa Madre Igreja Católica, com ameaças de Inferno o fez.
Nem o regime Fascista de Salazar e Caetano o fez com ameaças de tortura e prisões arbitrárias o fez-
Felizmente ouço, vejo e leio e sei tirar as minhas conclusões. Se as minhas conclusões são a "verdade, o caminho e a vida", isto é a Verdade Absoluta", desde já lhe digo, claramente, que são só e apenas as minhas conclusões e de mais ninguém. Podem estar mais próximas de uns do que a dos outros, mas felizmente fui eu que as tirei.
Boa Saúde e até sempre do
Zé Onofre 
 
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 05.05.2021 às 23:19

"Parece-me que o ser ou não ser fascista não deriva do socialismo. "


Talvez me explique de onde veio Mussolini, senão do Socialismo... Depois pode-me dizer como personalidade importantes como Alberto Beneduce foram colocadas no topo do IRI, o conglomerado que controlava a maior parte da industria Italiana. 2 das suas filhas tinham estes nome Vittoria Proletaria e Nuova Idea Socialista. 
Ou porque é que os Comunistas Italianos apelaram em 1936 aos Fascistas com este título: "I fratelli in Camicia Nera.."
Ou porque em 1943 quando a aliança Fascista-Monarquica acabou os Fascistas entraram em força na socialização da economia e o amigo de Mussolini e interluctor de Lenine , Niccola Bombacci passou a controlar a economia da RSI.


"Pergunta-me porque é que o PCP apoiou os nazis? Nunca apoiou os Nazis,"
Apoiou sim, sindicatos Comunistas sabotavam fábricas de armamento em França e Inglaterra, comunistas franceses recusavam-se a servir no Exército Francês. 
O Partido Comunista Francês teve de ser proibido em 1939, tal o nível de obtrução e propganda contra o combate contra o Nazis.
A URSS até dava direito à Marinha Alemã de operar da Basis Nord para interceptar ao comércio naval de que a Inglaterra estava dependente.

https://en.wikipedia.org/wiki/Basis_Nord



 "apoiou o tratado Sovieto-Germano que foi essencial para a União Soviética se preparar para a Invasão Nazi que era inevitável."

Falso, a União Soviética estava mais bem equipada que a Alemanha em 1939, tinha mais tanques, aviões, muito maior exército que os Alemães.
E como demonstrei acima a URSS pelo seus actos demontra que não se importava com a vitória Nazi.


Álvaro que Cunhal escreveu no jornal O Diabo  que a Inglaterra que estava a fazer uma guerra imperialista contra a Alemanha.
Pode ler exemplos aqui:
https://semiramis.etc.pt/semiramis.weblog.com.pt/arquivo/2003/12/alvaro_cunhal_n.html

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • João-Afonso Machado

    Oh diabo!',Alguém me roubou as ftgfs

  • s o s

    e já agora, para o anonimo. Amandil até é nome ra...

  • s o s

    vou dar uma novidade ?, mas ao Joao Afonso. Pesqui...

  • s o s

    passei por Sernancelhe poucas dezenas de vezes, ma...

  • Anónimo

    depois de ter regredido a escolaridade obrigatóri...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2020
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2019
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2018
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2017
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2016
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2015
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2014
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2013
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2012
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2011
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2010
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2009
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2008
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2007
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D
    196. 2006
    197. J
    198. F
    199. M
    200. A
    201. M
    202. J
    203. J
    204. A
    205. S
    206. O
    207. N
    208. D


    subscrever feeds