Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Louçã e o urso polar

por henrique pereira dos santos, em 20.11.18

Neste interessante texto de Francisco Louçã, o Senhor Conselheiro de Estado retoma a sua tese de que Portugal tem a maior área relativa de eucalipto do mundo porque, ao contrário de todos os outros países do mundo, Portugal não impõe limites ao eucalipto.

Que Portugal seja o país do mundo que tem mais área de sobreiro, tanto em termos relativos como em termos absolutos, aparentemente, dever-se-á também, segundo a lógica de Louçã, ao medo que os outros países do mundo têm dos riscos que a expansão de sobreiros acarreta para esses países.

Não deixa de ser inquietante percebermos que temos um Conselheiro de Estado que, aos 62 anos de idade, está convencido de que apenas as restrições à sua presença explicam a não existência de ursos polares na Amareleja.

Autoria e outros dados (tags, etc)



2 comentários

Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 21.11.2018 às 09:44

Essa de medir a área de eucalipto em termos relativos é uma completa falácia.
Se a Galiza se tornasse independente, teria área relativa de eucalipto bem maior que Portugal. Se a Nova Gales do Sul (um dos Estados da Austrália) se tornasse independente, também teria maior área relativa de eucalipto.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 21.11.2018 às 20:35

E o que dirá o Conselheiro por sermos o País que tem mais Bolas de Ouro por quilómetro quadrado? Talvez ele tenha uma explicação tão inventada tanto quanto insiste em escrever que nos outros países existem proibições ao eucalipto? Já nos disse em tempos que eram os nórdicos, onde o eucalipto não cresce por não resistir ao frio, será que encontrou outros? E ainda dizem mal dos académicos que assinaram um Manifesto sobre um assunto sério...

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Eu não faço exigências irracionais: se os jornais ...

  • Anónimo

    Mas eu também vi cabras sapadoras a destruir os po...

  • Luís Lavoura

    é inevitável haver conflitos entre pastorícia e ag...

  • Luís Lavoura

    O Henrique faz exigências irracionais aos jornalis...

  • Anónimo

    Os fogos resolvem-se antes de se necessário apaga-...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2006
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D