Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Linguagem e abusos

por Vasco M. Rosa, em 03.06.17

No Diário de Notícias João Céu e Silva intitula comentário ao lançamento de livrinho de José Rentes de Carvalho com um título bombástico, que diz que o escritor «inicia cruzada pela homossexualidade transmontana».

Dito deste modo, dá impressão de que: há uma homossexualidade típica daquela região recôndita do país; que JRC assumiu finalmente, tardiamente a defesa duma liberdade que lhe é muito pessoal; que o cepticismo típico deste «velho sábio» deu em fazer dele um aventuroso espadachim de direitos íntimos.

Depois vai ler-se o que ele de facto disse e é só um aspecto a considerar, com a dignidade que merece, mas mesmo assim...

Deve ser duro e irritante para um escritor tão cuidadoso com o rigor das palavras ver-se enganado por esta tendência de fantasiar para captar a atenção de leitores que habitualmente viram páginas distraidamente, em folhas de papel ou ecrãs de tablet.

Para o jornalista, será um deslize como qualquer outro num mundo cheio de tantas palavras descartáveis (amanhã haverá muitas mais, e assim por diante). Mas que o não seja para todos nós, por respeito ao que merece ser respeitado!

 

2016-04-21-RDS_RentesDeCarvalho_13_T-_IDP.jpeg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



5 comentários

Sem imagem de perfil

De Renato a 03.06.2017 às 11:59

Como é habitual, por aqui e noutros lados, culpa-se os jornalistas.... Obviamente, não leu o que disse o Rentes de Carvalho. Leia. Aquilo que na noticia está entre aspas, citando o Rentes de Carvalho, palavras fortes, foi inventado pelo jornalista?  "que [os homossexuais] são vítimas de um desumano e insidioso ostracismo", só comparável a "uma escuridão medieval".
"infelizmente, dos dramas para que não se augura uma solução a curto, nem sequer a médio prazo, pois toca no que seja um dos mais anquilosados da sociedade do Nordeste Transmontano: a relação com a sexualidade e o desdém, para não dizer o nojo, com que é encarado quem, seja de que maneira for, dá mostras de ser diferente". 
Imagem de perfil

De Vasco M. Rosa a 03.06.2017 às 23:45

Li, li... E daí «cruzada» e «iniciar» estão errados. Não creio que JRS subscrevesse isso. 
O livro tem outras «palavras fortes» mas o jornalista do DN preferiu ser sensacionalista, Não faz mal. Mas também não faz bem.
É só isso.
Sem imagem de perfil

De Sousa a 03.06.2017 às 15:56

O seu desconforto é com as palavras do escritor, não com o jornalista. Não adianta desejar que o jornal não tivesse noticiado o que ele disse.
Imagem de perfil

De Vasco M. Rosa a 04.06.2017 às 10:49

Não fale do que não sabe.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 04.06.2017 às 18:40

É pena que este comentário seja tão enviesado. O jornalista sabe o que escreveu. Mas não vai dar corda a mentes que estão acostumadas a fake news. 

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Sem dúvida. A Constituição em vigor -obra de socia...

  • Anónimo

    Os meninos da geração dos "flocos de neve" são os ...

  • Anónimo

    Concordo com os comentários «Anónimos», vale bem a...

  • Anónimo

    Com o devido respeito pelas opiniões contrárias, e...

  • Anónimo

    A verdade não é determinada por um voto maioritár...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2006
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D