Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Lendo "O Comércio do Porto"

por João-Afonso Machado, em 11.05.15

KENNEDY.JPG

Hoje, sábado, 23 de Novembro de 1963, o mundo estremece e cavam-se fendas nos espíritos. O epicentro do terramoto foi em Dallas, no Texas, onde mataram a tiro o Presidente John Fitzgerald Kennedy. O Comércio do Porto prodigaliza novidades, todas aquelas que lhe são transmitidas pelas agências noticiosas. Já descobriram a carabina assassina, dois sacerdotes católicos foram chamados ao hospital e ministraram a Extrema Unção ao Presidente, é provável que ainda moribundo.

O mar oceano é extenso, faltam-lhe cabos, tecnologia. Talvez O Comércio do Porto não se fique só pela edição da manhã... Afinal, quem terá sido o matador de Kennedy?

Entre as 19.30h e as 00.10h poderemos esperar mais informação televisiva, quiçá algumas imagens, gentileza das operadoras mais avançadas. Certo é, nenhum repórter português se deslocará a Washington, onde já chegou a urna presidencial, de microfone espetado à cata de quantos pormenóres mórbidos. Lyndon Johnson tomou posse, assegurando a transição para Nixon. Talvez o planeta ainda não se tenha apercebido, vai acelerar em rotações muito diversas das que era suposto inverter. Di-lo abertamente a URSS, enquanto Gromiko apresenta condolências e o Governo lusitano também.

Por 2159 votos contra 19, o Concílio Ecuménico extinguiu o latim das cerimónias religiosas, doravante celebradas em língua corrente. Progressismos... A Emissora Nacional acorda cedinho e só se deita pelo início da madrugada, ao som do Hino Nacional. Há, portanto, o dia todo para o fado e os devidos esclarecimentos da nossa Igreja, à mistura com outros tantos entretenimentos e a alternativa dos Emissores do Norte.

Em 1963 já são repetidos os acidentes e as mortes na estrada, normalmente devidos à velocidade imprimida pelo condutor e às árvores nas bermas. Também não escasseiam as navalhadas, os dramas amorosos entre jornaleiros e criadas, os veículos de tracção animal e imensas quedas das bicicletas abaixo. Sabem-se os nomes dos médicos que acodem os sinistrados e morre-se confortado com todos os Sacramentos da Santa Igreja, assim realça a desenvolvida página de necrologia.

Amanhã vou ao Trindade, onde passa o Hotel Internacional, com Elizabeth Taylor e Richard Burton, duas semanas completas e repletas de exito. Uma chama viva onde quer que viva, ilumina-se a Gazcidla no anúncio ao lado.

Há em 1963 um deserto de informação política. Vá lá saber-se porquê... Mas, curiosamente, O Comércio do Porto destaca ainda, a propósito de Kennedy, Dallas é uma cidade conservadora onde há numerosos elementos da extrema-direita! Terão sido eles?

Gosto de O Comércio do Porto. Escrevi nas suas páginas durante uma parte considerável dos meus anos universitários. Fui, nessa época, convidado para a sua Redacção, "limpei" as provas que prestei e só fiquei de fora porque o Chefe (um pobre diabo cujo nome omito por já não pertencer ao número dos vivos), ao saber que eu era monárquico, foi bichanar infâmias ao ouvido do Director. Isto na III República, evidentemente. Como quer que seja, nunca deixei de apreciar este jornal, as suas escadarias sem fim no velho edifício da Avenida dos Aliados. E leio-o sempre que o compro (1,00€) nos ardinas das velharias.



5 comentários

Imagem de perfil

De João Távora a 11.05.2015 às 20:16

Nada como lermos um jornal antigo para percebermos como roda o Mundo. 
Abraço 
Imagem de perfil

De João-Afonso Machado a 11.05.2015 às 20:33

As voltas que nós já demos no mundo!!! Realmente às vezes sem a noção disso!
Abraço.
Sem imagem de perfil

De a. pinho cardão a 11.05.2015 às 23:04

Claro que tenho saudades do Comércio do Porto! Gostava do jornal e encantava-me com o grafismo. Não sendo do Porto, com ele aprendi a gostar do Porto e das suas gentes...e também do FCPorto!...
O meu Pai gostava de O Primeiro de Janeiro, outro grande jornal. E quando mo mandava comprar, lá aparecia com o Comércio, dizendo que já não havia o outro. Lembro-me deles a oitenta centavos. Ah, e o Reizinho do Janeiro?
Mas, grande jornal, O Comércio!....
O Comércio, olh`ó Comércio!...
Imagem de perfil

De João-Afonso Machado a 12.05.2015 às 21:45

O Ferd'nand no Comércio e o Zé do Boné no Janeiro.
Mas o melhor era o suplemento dominical do PJ com o Principe Valente, o Reizinho, O Coração de Julieta e Walt Disney, tudo a cores.
Sem imagem de perfil

De a. pinho cardão a 12.05.2015 às 22:00

Saudades!...
Também lia O Século e o DN, gostava muito mais do primeiro. Mas comparados com o Comércio e o PJ, eram uma miséria...

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • henrique pereira dos santos

    Especialista em eucaliptos? Não tenho essa ideia.

  • Esteves

    Secretario de estado ? EnganoO andre é candidato ...

  • Esteves

    "Asneira. Já houve no mundo montes de epidemias qu...

  • Esteves

    cairem de um andaime, têm covid... sao contabiliza...

  • Esteves

    O andre nao se rege pela natureza... a natureza re...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2006
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D