Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Las Vegas

por João Távora, em 28.06.15

gay-parade17.jpg

 Se o Supremo dos Estados Unidos da América tivesse proibido a pena de morte eu vestia-me com o arco-íris. Já o conceito de casamento que vingou depois do Maio de 68 não é mais que um negócio para advogados. Em todo o ano de 2014 na Paróquia do Monte da Caparica o número de matrimónios realizados foram apenas quatro. Las Vegas alastra-se por todo o ocidente, venceu a adolescentocracia.



6 comentários

Sem imagem de perfil

De João. a 28.06.2015 às 03:38

A Igreja não é obrigada a celebrar casamentos gay. A igreja não é a dona da instituição do casamento, que já existia antes de Cristo. Quem manda no casamento é a sociedade civil. A sociedade civil tem-se pronunciado e decidido através dos seus mecanismos. 
Imagem de perfil

De Maria Teixeira Alves a 28.06.2015 às 04:39

Qualquer dia temos de pôr no Bilhete de Identidade que somos heterossexuais. Vamos ter de assumir que essa é a nossa "orientação sexual". E talvez venhamos mesmo a ser a futura minoria reinvindicativa. Enfim...
Imagem de perfil

De José Manuel Faria a 28.06.2015 às 10:35

E se fosse mesmo assim. Como se sentiram os heterossexuais:lutariam pelos seus direitos, Dia Internacional. Organizações cívicas. Bares Hetero, etc. provavelmente fariam o mesmo que os LGBT.
Sem imagem de perfil

De Costa a 28.06.2015 às 14:27

"Como se sentiram os heterossexuais", escreve. Suponho que por lapso lhe falte o ponto de interrogação (chamava-se assim, nos meus tempos de escola, agora não faço ideia; mas fica o símbolo: "?") e que tenha querido escrever "sentiriam", e não "sentiram". Acontece.
O resto que escreve é bem capaz de vir a ser verdade. Já não falta tudo para que o que permite a simples preservação da espécie de forma não laboratorialmente conseguida - uma inovação de (bem poucas) décadas, em milénios de evolução, paulatinamente conseguida sem tais recursos - seja visto como um arcaicismo, uma bizarria. Se não é assim, admitirá que parece. 
O extraordinário disto tudo é que quem proclama a absoluta naturalidade da orientação homossexual, colocando-a no mesmo patamar da heterossexual, se felicite com estas fantochadas do "orgulho gay". Se é assim, tão natural e legítimo, que diabo, deixem-se desses exibicionismos (por sinal, parece, uma forma de patologia...): vivam a vossa vida e deixem-nos viver a nossa.


É que entre dois adultos, com o devido recato, ninguém tem nada a ver com o que se passe (como regra geral, entenda-se, sujeita a limites; mas é assim e assim está muito bem); e uma relação querida, séria, empenhada para a vida merece sempre todo o respeito. Seja entre quem for. Mas então que se abstenham os "homo" de pretender derramar uma superioridade - que manifestamente não têm (nem que seja pela simples realidade biológica) - sobre os "hetero".


Afinal somos então todos iguais, não é? Muito bem. Deixemo-nos pois dessas fantochadas fetichistas e vácuas. Se não querem parecer uma minoria esquisita, não se comportem como tal. Mais não seja porque aos heterossexuais, quando pretendem denotar a posse da razão, ou apenas afirmar sem culpa essa sua condição, logo sobre eles(as) cai o opróbio de marialvismo. Ou pior...


Costa
Sem imagem de perfil

De manuel branco a 28.06.2015 às 11:10

A constituição americana devia ser mantida e interpretada como ao tempo dos pais fundadores. Estes dois deviam ser enviados para o mercado de escravos de Richmond na Virgínia. Boa dentadura têm eles.
E aí está um nicho de mercado para equilibrar a nossa balança comercial. Ninguém vai negar que sabemos do assunto como ninguém. Se Richmond não der, que venham para Lagos, cá.
Sem imagem de perfil

De luis miguel a 28.06.2015 às 13:47

Tem toda a razão no seu post!
Ilegalize-se essa coisa
Como dizemos nós, os de direita, são uns pan........
Queremos é machos lusitanos, de raça pura
Zezés Camarinhas e outros
E o casamento como gostava o dr. Salazar, a mulher submissa, para cuidar dos filhos e fazer o almoço para o "pai de família"
pode ser que os 48 mil cidadãos consigam mais essa conquista para a nossa pátria que isto assim é uma pouca vergonha
qual igualdade? isso é uma mariquice da esquerda
o homem a mandar na mulher é que é, e essa gentinha do lgbt, tudo a andar
NÃO VOS QUEREMOS CÁ PERCEBERAM?
cambada de maricas

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2020
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2019
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2018
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2017
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2016
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2015
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2014
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2013
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2012
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2011
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2010
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2009
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2008
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2007
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D
    196. 2006
    197. J
    198. F
    199. M
    200. A
    201. M
    202. J
    203. J
    204. A
    205. S
    206. O
    207. N
    208. D