Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




IMG_0114_xoptimizadax.jpg

 
Vai por aí uma grande excitação entre os republicanos com os problemas de Juan Carlos. No fundo, esperam que isso leve ao fim da monarquia espanhola. Compreensivelmente, o êxito desta monarquia dói de perto aos republicanos portugueses. Para acalmar, deveriam ouvir o socialista Pedro Sánchez, que respondeu aos jornalistas que uma coisa são pessoas outra são instituições e que Juan Carlos, se for necessário, estará disposto a responder perante a justiça.
 
Não deixa de ser curioso que os republicanos - ao contrário do que fazem em relação às monarquias - nunca ponham em causa a natureza do regime quando há dirigentes como os actuais em repúblicas como, por exemplo, os EUA, Rússia, China, Brasil, Filipinas, Coreia do Norte, Venezuela, Cuba ou Hungria. Não quer isto dizer que o comportamento de Juan Carlos seja desculpável. As monarquias vivem muito do exemplo e ele deu péssimos exemplos neste final de vida. Mas também é verdade que é suposto a continuidade monárquica aprender com os erros que são cometidos e tudo indica que Filipe VI não repetirá os do seu pai. Apesar dos frequentes casos de corrupção, Espanha, muito graças a Juan Carlos, é hoje uma sólida democracia. O que não se poderá dizer de algumas das principais repúblicas do mundo.
 
Nota: Fotografia de Filipe VI a jurar a constituição perante o parlamento espanhol
 



7 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 05.08.2020 às 17:05

Note-se que ninguém moveu qualquer influência no sentido de se travar a investigação a membros da família real de modo a impedir o seu julgamento e condenação.  Repare-se que a própria Infanta Elena, sem qualquer privilégio, se sentou nos bancos de um Tribunal, sem qualquer diferença dos demais cidadãos, para ser ouvida. Foi vista, filmada, houve directos  e as suas imagens no Tribunal correram mundo e abriram noticiários. Ou seja, na monarquia espanhola ninguém está acima da Lei.
Quem tem memória, lembra-se da pândega que tem sido a nossa justiça, nesta república... de foliões. Houve um escândalo e comoção nacional quando um sujeito, há uns anos atrás, ficou muito incomodado porque a sua excelsa imagem foi exibida em directo.
Sem imagem de perfil

De Octávio dos Santos a 05.08.2020 às 18:20

«... Há dirigentes como os actuais em repúblicas como, por exemplo, os EUA, Rússia, China, Brasil, Filipinas, Coreia do Norte, Venezuela, Cuba ou Hungria.»



Qual é o motivo desta equiparação de repúblicas democráticas a repúblicas ditatoriais? Está DC a insinuar que Donald Trump e Xi Jinping, ou Jair Bolsonaro e Kim-Jong-Un, são semelhantes? 
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 05.08.2020 às 23:05


Duarte Calvão,
Sem partido, sem escolhas do que é melhor, acredito que Filipe se enterrou há uns anos.
Como rezam os livros dos sábios, sua Mãe recusou uma mão cheia de candidatas decentes para casar com Filipe. Este acabou por casar com a alegria que todos sabemos.
Filipe não é normal. de um ponto de vista biológico. Alto demais, sem formato corporal de homem, estará próximo de um caso de síndroma de Klinefelter.
Cumprimenta
ao
Sem imagem de perfil

De Carlos Sousa a 06.08.2020 às 16:14

Espanha uma sólida democracia?
Com um regime de sucessões ad-eternu na mesma família? Sim senhor, bela democracia. 
Acha que faz sentido, em pleno século XXI haver famílias com este tipo de privilégios?
Que imagem é que acha que transmite às novas gerações? De conto de fadas?
Ou segundo informações recentes da promiscuidade existente entre os membros  mais ociosos da família?
Democracia sólida não é isto.
Democracia sólida é cada um, em liberdade, contribuir para o bem comum, sem privilégios. E isto por muito que custe só se consegue numa república e nunca numa monarquia. 
Sem imagem de perfil

De Albino Manuel a 06.08.2020 às 20:49

A monarquia espanhola vai aguentar. Derrubá-la é criar mais confusão numa casa confusa. Era saltar da frigideira para o lume.


Relativamente ao primeiro anónimo: não foi a Infanta Elena. Foi a mana Cristina. Foi ao tribunal fazer-se de parva mas não abdica da condição de sucessora em n grau ao trono. Não sabia nada de nada de nada. O pilim entrava em casa e ela julgava que o maná era igual ao de Moisés. Tinha caido do céu 
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 07.08.2020 às 17:58

Caro Senhor
"Apesar dos frequentes casos de corrupção, Espanha, muito graças a Juan Carlos, é hoje uma sólida democracia."
Juan Carlos traiu  ( ainda criança ?? ) o pai , Conde de Barcelona, rejeitou a dinastia Bourbon, e aceitou fazer parte da nova dinastia de Francisco Franco.
Juan Carlos traiu (??) Milans del Bosch, e segurou a democracia (??).
Juan Carlos traiu a confiança dos Espanhóis, e portou-se como um arrivista procurando "pesetitas".


Ainda bem que que é optimista quanto ao conceito de aprendizagem nas monarquias; sinceramente, receio, e lamento, que juan Carlos tenha dado a estocada de morte na monarquia espanhola. E em Espanha, como estado unitário.


Tudo isso é muito mau para Portugal; muito pior do que a queda de mais uma monarquia na Europa.


Cumprimentos.


Vasco Silveira









Sem imagem de perfil

De Albino Manuel a 10.08.2020 às 13:12

Este deve sonhar com o holandês

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Elvimonte

    "Já agora quanto há Vit. D" Ah... Há de facto carê...

  • Anónimo

    O problema não está só nos "pivôs", nas suas forma...

  • voza0db

    Basta ver que para se entrar para uma faculdade de...

  • voza0db

    Pois...O engraçado é que em pleno século XXI ainda...

  • Anónimo

    Como não sou negacionista sobre a existência deste...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2006
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D