Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Joacine, hoje

por João-Afonso Machado, em 27.11.19

Lembrei hoje o grande catedrático que foi António Barbosa de Melo. Professor em Coimbra, fundador do PPD de Sá Carneiro, deputado constituinte, deputado da Assembleia da República, à qual presidiu também.

Decerto, esse o seu grande defeito - seria republicano. E daí os cargos de que foi titular, os mandatos que desempenhou.

Tinha, não sei se lhes ocorre, uma deficiência fisica, uma perna maior do que a outra, o que o obrigava a, no pé da menor, usar um sapatão de sola altíssima.

Na realidade, creio que tal na sua vida não passava de um mero pormenor. O Prof. Barbosa de Melo fez a sua carreira por si, pelo seu saber e pela sua competência. Com brilhantismo, apenas.

Ora, se lembrei hoje esse grande legislador e parlamentar, foi porque acabo de assistir à intervenção da deputada Joacine no debate quinzenal da AR. A qual, sim, manifestamente foi escolhida pelo Livre pela sua gaguez.

Melhor dizendo, não assisti. Não fui capaz de ir até ao fim em tão confrangedor momento. Não havia palavra que não lhe saísse da boca sem um esforço enorme, prolongadíssimo. Sinceramente, compadeci-me, fui sala fora.

Sob o pretexo da defesa das minorias, Tavares preparou este "número especial". Parece, entretanto, a coisa não lhe corre pelo menor. Joacine, por seu lado, não se atrapalha e continua a deixar-nos incomodados por ela, aliás sem proveito que se veja para alguém. A não ser na expectativa já gerada de qual o passo seguinte na vida doméstica do Livre, sendo Joacine muito presa de língua mas muito de rédea solta na sua vontade.

 



4 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 27.11.2019 às 18:21

sendo Joacine muito de rédea solta na sua vontade

Ela foi eleita pelo povo e o seu mandato não lhe pode ser retirado por ninguém. Ela tem toda a legitimidade para permanecer na assembleia até ao fim da legislatura, mesmo que o partido dela ou os outros deputados se fartem dela. A vontade de Joacine é soberana e tem que ser respeitada por todos, porque por detrás dela está o povo que nela votou.
Sem imagem de perfil

De RC a 27.11.2019 às 22:23

Neste momento, a deputada não é mais do que um embaraço para o povo que nela votou.
Sem imagem de perfil

De Isabel s. a 29.11.2019 às 00:35

Não têm conta os deputados que decidem deixar o parlamento e são substituídos pelos que se seguem na lista do partido.
Nenhum povo vota em qualquer deputado. O dito povo vota em partidos que podem mudar de chefe e de deputados ao longo da legislatura. 
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.11.2019 às 12:07

Por acaso pensei em votar no Livre, no partido, não na Joacine. Ainda bem que não o fiz, agora estaria bem arrependida.

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    PP lembra-me a cebola.Debaixo de uma camada, há OU...

  • Anónimo

    Pacheco Pereira é uma daquelas personalidades da n...

  • Paulo

    É na regulação que o estado é necessário é onde ma...

  • Anónimo

    "intelectualmente desonesto".Mea culpa.JSP

  • Anónimo

    Pacheco Pereira tornou-se ( deliberadamente?...) d...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2020
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2019
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2018
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2017
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2016
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2015
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2014
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2013
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2012
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2011
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2010
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2009
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2008
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2007
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D
    196. 2006
    197. J
    198. F
    199. M
    200. A
    201. M
    202. J
    203. J
    204. A
    205. S
    206. O
    207. N
    208. D