Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Já não é proibido proibir?

por João Távora, em 06.05.21

Rapture.jpeg

Anda p'raí um escarcéu nas redes sociais por causa dumas “denúncias” de alegados assédios a figuras públicas como se fora uma campanha de sensibilização – não é razão para menos. Pela minha parte tenho a convicção de que haverá poucas atitudes mais cobardes e indecentes do que o assédio sexual, e que tal terá de ser radicalmente condenado socialmente. Fazer disso uma “guerra de sexos” é que não me parece que faça sentido.

A questão é que não é possível uma sociedade boa sem pessoas moralmente bem formadas. As soluções aos desafios sociais e humanos não se resolvem só com legislação, muito menos com ideologias. E hoje reconheço que, antes de nós cá em casa, já os meus pais travaram uma dura batalha contra o "ar do tempo", que nos anos setenta era da democratização da vulgaridade, não das virtudes. 

Uma coisa boa deste “movimento” é um certo cheiro contra-revolucionário que dele emana e que me agrada. Durante décadas tivemos a impressão que a boa educação, a delicadeza e o cavalheirismo, fundados em valores fundamentais como o “respeito” tinham caído em desuso, como que atributos considerados hipócritas, caretas, pouco viris. Será que é desta que os bons valores da boa educação voltam de novo a estar na moda entre as elites ou será que estou a perceber mal? Ou será esta indignação fogo fátuo, mero entretenimento de burgueses anafados com demasiado tempo livre, a importação de uma histeria colectiva? 



13 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 06.05.2021 às 17:40

mitu também se devia referir a homens
fui assediado por sempre virgens conhecidas na indústria por 'ófrecidas'
por razões profissionais tenho horror à promiscuidade física. Apesar disso gostava de saltar a cerca
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 06.05.2021 às 18:28

 Quem provoca o assédio são muitas mulheres que se expõem impudicamente mostrando mamas e pernas em lugares impróprios, como por exemplo nas TVs, etc. Portanto, muitos patetas/o)  vêm o filme ao contrário.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 06.05.2021 às 19:02

cum quibus mercantur melones

'é tãp lindo o maganão'.
Sem imagem de perfil

De zazie a 06.05.2021 às 19:19

Está a perceber mal. É variante de luta de classes por falta de proletariado.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 06.05.2021 às 20:04

Assunto super pimba como de costume neste site super pimba xuxalista. Um verdadeiro cavaleiro da tavora pimbense! Alem de ociosidade so deve ter talento para retirar carrapatos de trás das orelhas profissão que aprendeu lá na aldeola natal. Uns bons baldes de massa ao costado apenas um dia inteiro e perdia logo o pio para baboseiras pimba! Extensivel a todos os constituintes deste beco de todo o tipo de propaganda pimbo padralhal xuxa! Vamos brindar , com verde tinto para mais tarde recordar...lembram-se? Aldeia ao pé do mar,chispe morcela e chouguisso de sange topam, tão a ver a coisa?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 06.05.2021 às 22:01

Doeu !!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 08.05.2021 às 07:42

Sr. 20:04, onde apendeu esse dialecto de tão fino recorte? Foi nas berças?
Sem imagem de perfil

De pitosga a 10.05.2021 às 13:24

Vexa é uma besta.
Sem imagem de perfil

De Marta a 06.05.2021 às 20:20

Não, não é o regresso da boa educação... Aquilo a que o João e eu chamamos boa educação é, para elites histéricas e a-historicas, a raiz de todos os males e a origem do machismo heteropatriarcal, generismo racismo, fascismo e demais ismos do momento.
Vai ser sim a desconfiança pidesca generalizada entre homens e mulheres. Na dúvida, não aceite ter uma reunião só com uma mulher que não conheça bem. 
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 07.05.2021 às 11:25

O crime de assédio sexual é assunto de natureza privada para as vítimas. Todo este circo mediático do "mitu" vulgariza o crime. É um assunto demasiado sério e grave para se deixar transformar num folclore. A experiência traumática das vítimas é exclusivamente sua, é muito pessoal, diria até, do foro íntimo, por conseguinte devia ser tratado com outro recato. 
Mas é o mundo que temos: até a dor alheia serve de pretexto para mostrar quem está muito "in" através da exposição mediática.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 07.05.2021 às 17:24

Já se adivinhava que mais tarde ou mais cedo havia de chegar cá. Há quem não resista aos seus 15 minutos de fama. 
Sem imagem de perfil

De Elvimonte a 07.05.2021 às 22:30

Para se relativizar estas questões de assédio nada como ter-se frequentado pubs em Dublin ao fim da tarde, em épocas pré-pandemia. 


Desde logo porque a clientela é maioritariamente feminina. E também porque muita dessa clientela, constituída por mulheres independentes e solteiras, apenas vai ao pub para arranjar um homem para a noite. Reconhecidamente e sem complexos, apenas faltando, nalguns casos, arrastá-los até casa.


Uma consequência da lei da oferta, que é enorme, e da procura, que é escassa.
Sem imagem de perfil

De pitosga a 10.05.2021 às 13:22


João Távora,
Os pontos nos iii.
Na minha vida vi o assédio sexual ser exclusivo das gaijas. Se um homem assediava uma mulher era porque sabia que era uma gaija.

Abraço

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Paulo

    É na regulação que o estado é necessário é onde ma...

  • Anónimo

    "intelectualmente desonesto".Mea culpa.JSP

  • Anónimo

    Pacheco Pereira tornou-se ( deliberadamente?...) d...

  • Anónimo

    Só se em votos! Aí está certo/a, criam i m e e ...

  • Antonio Maria Lamas

    Está à vista de todos que o senhor não está bem.Nã...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2020
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2019
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2018
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2017
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2016
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2015
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2014
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2013
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2012
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2011
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2010
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2009
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2008
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2007
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D
    196. 2006
    197. J
    198. F
    199. M
    200. A
    201. M
    202. J
    203. J
    204. A
    205. S
    206. O
    207. N
    208. D