Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ironias

por henrique pereira dos santos, em 16.09.21

Ontem, 15 de Setembro, às 20 horas, 11 minutos e alguns segundos, a SIC faz uma peça de quatro minutos sobre o processo disciplinar que a Ordem dos Médicos instaurou a Fernando Nobre (não, a orientação da peça não era a questionar a Ordem dos Médicos sobre a instauração de processos por delito de opinião).

Depois faz outra peça, também com quatro ou cinco minutos, sobre a desinformação promovida pelas negacionistas e a proliferação de informação falsa (agora chamam-se fake news e afins).

E a ironia?

A ironia é que a primeira peça, sobre a instauração de um processo a Fernando Nobre, era totalmente falsa e foi rapidamente desmentida pela Ordem dos Médicos.



16 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 16.09.2021 às 14:20

Na actual conjuntura pandémica as redacções dos órgão de comunicação social conseguem a proeza de, no mesmo alinhamento editorial, dizer tudo e o seu contrário, sem que alguém core de vergonha!
O que interessa é fazer valer o ponto de vista "oficial"...!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 16.09.2021 às 14:21

Deveria então chamar-se "TV Sick" e, curiosamente, a precisar de médico e tratamento. Automedicar-se não dá.
Sem imagem de perfil

De Carlos Sousa a 16.09.2021 às 15:01

O bom julgador por si se julga.
Mas o que é preocupante é alguém pensar que as peças foram postas no "ar" de forma inocente.
A manipulação é total, qualquer contraditório é reduzido à palavra negacionismo.
Não há qualquer hipótese de diálogo. Como se diz na gíria, é comer e calar.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 17.09.2021 às 10:16

 A Liberdade de expressão foi cerceada e o delito de opinião, até agora vedado, também começa a despontar. O ambiente é sinistro.  Anti-democrático.  Há intimidação no ar, encoraja-se a delação(!!!) e as pessoas impõem-se uma auto-censura , medindo cautelosamente as palavras. Há medo das admoestações, da perseguição, ou de serem ostracizadas e enfiadas num gueto com um qualquer rótulo infamante pendurado para as «assinalar» e estigmatizar, a fazer lembrar o tempo da Inquisição, onde nem a denúncia falta. Tempos sombrios estes! 


Corromperam o sentido inicial do 25A  e a Liberdade está esgarçada. Há sintomas que revelam uma democracia muito doente, desfigurada.
Sei  q-u-a-n-d-o   se chegou aqui, mas não sei «como» se permitiu que se chegasse aqui, nem onde vamos parar, mas temo que esta escalada de transformações galopantes nos possam conduzir a um ponto de não retorno. O cerco aperta-nos cada vez mais. Convinha pensar que nada temos como garantido. 



A seguinte passagem parece-me de um tempo já longínquo:


" Não há opiniões interditas, no sentido de se proibirem opiniões diferentes de uma certa "verdade" acolhida e protegida pelo Estado. No entanto, a expressão de uma opinião pode ser ilícita se ofender outros direitos ou interesses dignos de protecção. 
No Direito português, não existe aquilo a que costuma chamar-se "delito de opinião". A importância atribuída à liberdade de expressão é tão elevada, que nem sequer é proibido criticar ou contestar outros valores ou princípios consagrados na Constituição da República Portuguesa".

Sem imagem de perfil

De pitosga a 22.09.2021 às 13:47


«... não existe aquilo a que costuma chamar-se "delito de opinião"».
Muito bem.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 16.09.2021 às 17:40

caro Senhor


Apesar de falsa, a notícia acima deixa uma boa ideia para se acabar com esta discórdia permanente de alguns cidadãos da opinião oficial das televisões ( governo) e restantes media:


_1º Passo: inscrição voluntária ( tipo nº contribuinte) de todos os portugueses numa ordem ( sugestão: ordem patriótica Afonso Costa )
_2º passo: Nomeação pelo governo de pessoas e  entidades independentes para os orgãos de direção dessa ordem
_3ºpasso: processo e julgamentos sumários para todos aqueles que discordarem das indicações da ordem ( rapidez do género dos casos de juízes negacionistas, suspeitos de racismo e homofobia ( nada parecido com os caso da Casa Pia , Ferro Rodrigues et al)
_4º passo: condenações imediatas, impedindo os objectos das mesmas ( você ou eu ) de terem acesso ao trabalho, transportes públicos, restaurantes, e oxigénio ( do género da certificação sanitária das vacas, ou de certidão vacinas Covid) .


Acho que assim vamos lá!...


Melhores cumprimentos


Vasco Silveira
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 16.09.2021 às 21:27

O objectivo foi descaradamente claro e direccionado á ordem dos médicos para instaurarem um processo ao Fernando Nobre,o que com a péssima qualidade do actual bastonário ainda pode acontecer,e se não fôr desta,na próxima o Fernando não escapa.
É de louvar e condecorar o Fernando Nobre e o juiz Rui Castro pela coragem e luta pela verdade/lógica.
Para quando um almoço de homenagem as estes dois lutadores? Já devia ter sido onteontem!
Condecorar por iguais claro,não por xuxas selfies,essas são condecorações partidárias xuxas da treta sem sentido.
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 21.09.2021 às 22:58


Parece que a pressão à Ordem funcionou.


https://www.cmjornal.pt/sociedade/detalhe/medico-fernando-nobre-alvo-de-processo-disciplinar-por-participar-em-manifestacoes-negacionistas-e-antivacinas
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 16.09.2021 às 21:32

O comentário a sugerir o almoço em homenagem e condecoração do Fernando Nobre e do Juiz Rui Castro foi meu.,esqueci-me de assinar.
Ass:Basilio xuxalhão
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 17.09.2021 às 13:42

Atenção: o blogs.sapo anda a fornikar o acesso a este blog.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 17.09.2021 às 21:16

O Juiz Rui Fonseca e Castro já foi silenciado no you tube é o que vai acontecer a todos aqueles que os queiram confrontar.
Ontem no programa da SIC Noticias a Clara Ferreira Alves atirou-se a Zukaberg declarando que este é o mais responsável pela desinformação no Twitter.
Agora só eles são os donos da Verdade.. 
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 19.09.2021 às 09:38

Não tarda, também hão-de calar a voz incómoda da Joana Amaral Dias que diz algumas verdades inconvenientes para o "establishment". 
Com o seu habitual servilismo rasteiro, um tal Marques não-sei-quê, um dos nossos mais activos e conhecidos bajuladores, fez-lhe um ataque soez, cheio de petulância, num programa de um certo canal da concorrência. Esta malta tem "as costas quentes". Ali deixou de haver contraditório, aquela malta vergou-se ao pensamento Único. 
Neste país, todos estão a "instalar-se"! 
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 19.09.2021 às 09:59

Nem todos os negacionistas são iguais.
A ler:
https://observador.pt/opiniao/negacionismos-e-verdades-convenientes/

Comentar post


Pág. 1/2



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Nuno

    Pelo menos foi honesto quando disse que não contas...

  • Anónimo

    Compete ao Estado zelar por nós, dizem. Mas, e se ...

  • Anónimo

    Tempos difíceis se aproximam e o Costa põe o corpi...

  • Anónimo

    https://blasfemias.net/2021/10/26/vai-se-a-ver-a-c...

  • Anónimo

    Subscrevo. Um período de má memória que vai deixar...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2020
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2019
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2018
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2017
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2016
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2015
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2014
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2013
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2012
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2011
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2010
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2009
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2008
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2007
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D
    196. 2006
    197. J
    198. F
    199. M
    200. A
    201. M
    202. J
    203. J
    204. A
    205. S
    206. O
    207. N
    208. D