Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Idas e vindas para coisa nenhuma

por Vasco M. Rosa, em 14.04.16

Reboleira.jpg

Na capa do inefável Público de hoje, uma fotografia elucidativa que não foi comentada pelo jornal.

(Não surpreende: ainda há dias puseram dum político hoje grisalho uma fotografia antiga. E o dito político aparece num programa sem moderação e já foi deputado...)

Sim, basta olhar um bocadinho para ver que o sr PM foi indelicado, pois tendo à sua direita uma senhora da CMA e um senhor da CML (o qual, pela expressão, desconhece transportes públicos embora se proponha tutelá-los) que tentavam passar numa via fechada, AC avança afoitamente, com uma gravata vermelha a condizer com a ocasião e o lugar. Cuidados mediáticos de altíssima qualidade, que dão milhares a espertos, tradução simplória mas realista de experts!

Então não há aí quem faça notar-lhe que as senhoras passam primeiro, qualquer que seja o estatuto de quem cede o lugar? A mãe feminista não lhe puxa as orelhas? O comité feminino do PS não lhe pede delicadeza? As Marias Capazes não se enfurecem, ao menos por cinco minutos?

Reboleira não é Rebaldaria, ora essa... 

Se comprou bilhete não sei, mas um PM que em vez de enviar um ministro ou um secretário de estado inaugurar obra básica e quase insignificante (em termos nacionais), vai a todas para reivindicar trabalhos feitos por anteriores, em vez de estar no seu escritório a estudar, planear e debater o futuro (e quantas horas semanais ou mensais de trabalho efectivo se perderão nestas idas e vindas para coisa nenhuma?!), não merece créditos positivos. Anda a brincar aos países e depois alguém apresenta a conta aos vizinhos dele — que somos nós, desgraçadamente...

Mas como aqui há dias escreveu José Mendonça da Cruz a respeito de JS, é deixá-lo fazer assim, para se perceber melhor ao que veio. Uma viagem que se deseja a boa velocidade com ida mas sem volta.

Antes assim. 



11 comentários

Sem imagem de perfil

De Carlão a 14.04.2016 às 18:26

Porquê odeia tanto o António Costa? Acaso não é um primeiro ministro competente? Acaso não é contra a asuteridade para libertar POrtugal dos agiotas e dos banqueiros internacionais? EU votei nele e nunca me arrependi, se aumenta o preço dos combustiveis a culpa não é dele é porque tem que ser.
E é um governo que vai valorizar muito mais o sector do estado que é o que Portugal precisa, é um homem da ética republicana, defende a igualdade e a solidariedade vejam oque ele disse na Grécia aos refugiados não gostaram pois não?
E e ainda é um homem que não tem preconceitos, que vai ser muito apreciado pelos gays e lésbicas e simpatizantes do nosso país porque ele não descrimina ninguem aqui.
E com o presidente Rebelo de Sousa que a direita odeia infelizmente mas já se estava á espera vai fazer uma grande dupla para promover Portugal la´fora.
Podem acreditar que é o que vai acontecer!!
Imagem de perfil

De Vasco M. Rosa a 15.04.2016 às 00:03

Uma dupla para promover Portugal cá dentro até que seria melhor...


Se me fala de ética republicana, o melhor é sacar da pistola. Os republicanos não brincam: já ouviu falar na Noite Sangrenta? não, não foi uma telenovela!...


O que disse aos refugiados não sei, mas o que os refugiados lhe disseram sei: queremos é ir para a Noruega e para a Alemanha. Estão desesperados mas sabem o que é bom e não fazem por menos. Provavelmente já os avisaram que aqui não se safam a limpar matas e florestas. Ingratos!!
Sem imagem de perfil

De Carlão a 15.04.2016 às 08:56

A ética republicana é uma ética da responsabilidade e da cidadania,


em que o valores do homem, como a liberdade e a altodeterminação são sempre defendidos até ao fim e em que a democracia é muito importante e muito valorizada tal como  a transparência,
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 15.04.2016 às 18:11



Ainda estamos no primeiro de Abril?!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 15.04.2016 às 18:13



com os republicanos a autodeterminação é, sempre e de facto, uma alto-determinação, como o sr. Carlão indica.
muito obrigado pelo esclarecimento: e lembro que u e l estão afastados no teclado para que tenha sido um lapso. É alto-determinação mesmo!!
Sem imagem de perfil

De frt a 14.04.2016 às 19:05

1 - "Então não há aí quem faça notar-lhe que as senhoras passam primeiro, qualquer que seja o estatuto de quem cede o lugar?"
Não é assim com chefes de estado. Não sei como é com primeiros-ministros
2- As feministas não querem passar primeiro, porque é sexista. Propõem a ordem de chegada, etc. Lavantar-se para dar o lugar a uma feminista pode ser considerado um insulto, pelo menos se houver testemunhas relevantes.
Sem imagem de perfil

De Carlão a 14.04.2016 às 20:29

Apoiado! Não há discrimição e igualdade para homens e mulheres!!!
Imagem de perfil

De Vasco M. Rosa a 15.04.2016 às 00:03

Vá lá fazer o seu cartão de cidadania e volte para o ano.
Sem imagem de perfil

De Terry Malloy a 15.04.2016 às 01:24

Olhe que está a responder a um troll...
Imagem de perfil

De Vasco M. Rosa a 15.04.2016 às 00:06

E o sr. PM ainda foi inaugurar uma loja de cidadão.
Tem tempo para tudo.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 17.04.2016 às 09:48


Um pequeno comentário para dizer que, mesmo que geralmente concorde com o autor, aqui faltou-lhe algum estudo da matéria. Em ocasiões públicas (como uma inauguração, por mais insignificante que seja), o PM passa à frente de qualquer pessoa que não seja o PR ou o PAR. E os ministros passam a seguir, etc.
Assim, uma assessora do senhor ministro cede-lhe passagem ao chegar a uma porta numa ocasião pública porque o protocolo de estado está acima da etiqueta privada. Já num jantar entre amigos, o dito ministro deverá ceder passagem à assessora a não ser, como já foi comentado, que ela seja uma feminista. Aí, para não entrar numa discussão inútil, o ministro deverá empurrar com força a sua assessora para o lado, esbofeteando-a se necessário for, e passar primeiro.

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • henrique pereira dos santos

    Está a fazer comentários sobre alguma coisa que eu...

  • s o s

    num texto (post) demasiado longo para ser lido a e...

  • Susana

    Mais grave ainda do que ter o senhor especialista ...

  • voza0db

    No último parágrafo entraste em estado de delírio....

  • balio

    Tegnell não decidiu da vida de ninguém. As pessoas...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2006
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D