Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Geringonça inclui 3 partidos e um Presidente?

por Maria Teixeira Alves, em 23.01.17

Resultado de imagem para marcelo rebelo

O que se retira da primeira entrevista do Presidente da República, ontem à SIC, é que Marcelo Rebelo de Sousa é o motor e a alma do Governo de António Costa.

A sensação com que se fica na entrevista é que António Costa toma decisões no gabinete no Presidente. Ao longo de uma entrevista difícil de fazer – porque Marcelo raramente se deixa rebater pelos jornalistas (ele não está habituado a esse formato do confronto em directo num estúdio de televisão) – o Presidente da República falou como Primeiro-Ministro.

O discurso era o de António Costa (ou será o contrário?). Defendeu as políticas económicas como António Costa o fez, sempre no mesmo registo, isto é, sempre a dizer nas entrelinhas "ninguém acreditava mas nós, eu e o Primeiro-Ministro, conseguimos". Com críticas veladas à oposição, mas a enviar um recado ao PSD, para que se mantenha Passos à frente do partido durante toda a legislatura. "As lideranças da oposição têm de ter a duração de uma legislatura", disse.

A simbiose perfeita chegou ao ponto de Marcelo dizer que "há alternativas para o Novo Banco" como quem diz "já as tenho discutido com o Primeiro-ministro e logo decidiremos". Mesmo a referência que faz ao papel do Estado na resolução dos problemas da banca (que inclui o BCP vá-se lá saber porquê), revela que António Costa e Marcelo discutem frequentemente. Pode quase antever-se que "vão a despacho" no gabinete um do outro. Parece ser assim que António Costa governa e traça a estratégia de relacionamento com os partidos de esquerda que o suportam no Parlamento e com a oposição, em conversas com Marcelo.

O país pensado por Marcelo e executado por António Costa é um país que corre bem e falta apenas afinar umas válvulas (crescer mais) para ser o país das maravilhas.

P.S: O argumento sobre a subida dos juros foi francamente fraco. E quando Marcelo citou a taxa de juro a curto prazo como exemplo de que a subida dos juros a longo prazo não era tão má como parecia, revelou demagogia. Pois os juros de curto prazo serem negativos só revelam que os investidores não temem um default a 3 e 6 meses. Mas temem-no a 10 anos.

Também o alongamento da curva da dívida não é nenhuma reestruturação até porque a dívida está a aumentar. O alongamento da curva da dívida é um procedimento corrente do IGCP.

Marcelo evitou comentar a redução gradual do programa de Draghi e o impacto para Portugal.

De resto foi uma entrevista abrangente, o protagonismo de Marcelo dificilmente anteveria outro estilo de Presidente da República.



11 comentários

Sem imagem de perfil

De Carneiro a 23.01.2017 às 15:31

Eventualmente já ando deformado por teorias da conspiração, mas julgo ter vislumbrado um Marcelo excessivamente centrado - ostensivo, até - em demonstrar  tantas sintonias  com o Governo, ao mesmo tempo que  marcou uma condição  para poder tirar o cavalinho da chuva a qualquer momento. Refiro-me à questão do crescimento. Se o crescimento em 2016 tivesse vingado, tinha sido um foguetório e ele era o mordomo da festa. Como a coisa está tremida, está a demonstrar que não faltou ao governo com todo o seu  apoio - ou seja, não foi por ele que o programa do Costa emperrou - e oleou  desde já  a tábua para abandonar o barco, caso  o crescimento em 2017 não for significativo. Porque sabe que sem crescimento o projecto de Costa (ou qq outro) é inviável. Repito: o amor declarado ao Governo foi excessivo para ser verdadeiro. Ali há parelha de cornos em preparação. Pelo meio, obviamente que há uns fds amorosos, com umas quecas mais ou menos intensas desde que  com  viagra - já que  o Bloco, PC e  sobretudo a Apolónia tiram a ponta a qualquer mortal  -, mas ele já anda a convidar a outra "gaja" para almoçar como quem não quer a coisa, depois de a ter andado a tratar de p#t@ para baixo na praça publica durante o ultimo ano....Digo eu.

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • João Távora

    Bora então para outra freguesia beber umas mines!

  • Anónimo

    "foi" é mesmo assim ou é um erro do sistema?

  • Anónimo

    memórias do cárcere«O velho era um fidalgo do Alto...

  • Anónimo

    É apenas uma paz podre.Vamos esperar e aguardar. A...

  • Anónimo

    "(...) foi verificar"E V. não segue o acordês nem ...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2006
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D