Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Free lancers

por João-Afonso Machado, em 28.07.16

Um sacerdote católico octogenário degolado quando celebrava a Eucaristia parece não ter dado muito que pensar aos media. Afinal, tratou-se de mais um atentado, sim, numa sequência nos últimos tempos quase diária, mas dos menos mortíferos. Um dia após já não era notícia.

E, no entanto, foi o primeiro crime claramente direccionado contra a Igreja Católica. Essa mesma que não incentiva a invasão os países islâmicos nem põe a ridículo Maomet. E simplesmente se limita a apelar à paz e a promover a solidariedade com os mais desfavorecidos, designadamente os exilados sírios, libios ou afegãos.

Terá sido por isso? Pelas suas palavras de conforto aos ditos exilados? Estaremos de regresso aos tempos dos mártires como S. João de Brito ou S. Maximiliano Kolbe (este em Auschwitz, ao lado dos massacrados judeus)?

Certo é o Estado Islâmico já não necessitar enviar as suas tropas de elite em missões de tão pequeno calibre. O EI dispõe de uma nova arma, os espontâneos (por norma de ascendência muçulmana) que se voluntariam para morrer matando primeiro. Resta-lhe depois reivindicar a paternidade do feito. Isto em plena Europa, "à luz do dia", sem que saibamos em que catacumbas nos havemos de proteger e salvaguardar a nossa integridade fisica e moral, juntamente com a dos que fugiram das remotas tiranias desses fanáticos assassinos.



13 comentários

Sem imagem de perfil

De tric.Lebanon a 28.07.2016 às 22:14

o atentado foi uma mensagem clara para os Católicos no Libano...nada melhor que ameaçar os Católicos no Libano do que degolar um padre na sua sua própria casa...a mensagem é clarissima ! A Comunidade Católica Francesa é das mais proximas com a Cristandade Libanesa!! ...ou a Comunidade Católica Libanesa capitula perante Meca ou tem o mesmo destino que...
.
O que Israel está a fazer Cristandade no Libano não tem qualificativo...apoiar a decapitação da Cristandade no Libano!!
Sem imagem de perfil

De zazie a 28.07.2016 às 23:23

Não se fala e foi do mais cobarde e impressionante que se podia imaginar.
E não foi mensagem para católicos no Líbano nem para nada.
Foi o mais perto que tinham de casa, da forma mais aterradora que o Estado de Direito permite- com pulseira electrónica, dentro do horário permitido por lei a qualquer pequeno criminoso de delito comum.
Sem imagem de perfil

De tric.Lebanon a 29.07.2016 às 10:24

zazie,  foi clarissima para o Libano.
.
há para ai duas semana, no Líbano,  houve uma pequena cidade cristã que foi bombardeada por 5 terroristas daesh suicidas...( poucas horas depois aconteceu o atentado na Turquia ) e  qual foi a mensagem da imprensa pro-Daesh no Libano ligada aos Ateistas=Meccas !!???  foi que o objectivo dos 5 terroristas não era atingir a comunidade cristã e tal só aconteceu porque os terroristas não conseguiram atingir o seu "principal" objectivo, o Aeroporto de Beirute...
Sem imagem de perfil

De zazie a 29.07.2016 às 11:13

Passo.
V. acompanhou as notícias pelos jornais franceses? Cá não contam nada. Mas vai ao Figaro e tem os factos todos explicados e dá perfeitamente para perceber que estes tarados tinham o crime preparado e perto de casa, por serem cagotos do mais rasca e mongo possível que queriam "apresentar trabalho".


E com isto não quero dizer que todo o islão, já no passado, não usasse o mesmo tipo de psicopatas para o jihadismo. Quero é dizer que isto nada tem de política pensada ou organizada ou com algum fim que precise de uma mera ideia ou formulação lógica.


Isto é a barbaridade (mais que barbárie) que até qualquer macaco era capaz de fazer.
Sem imagem de perfil

De JS a 29.07.2016 às 11:03

Os "heroicos soldados do daesh" atacaram pois deduziram, bem, que o idoso padre não tinha nenhuma arma escondida debaixo da batina.
E atacarão, impunemente, enquanto deduzirem, bem, que há por aí muitos alvos fáceis.
Este tipo de "acção militar" só se pode contrapor com uma acção militar semelhante: licença de porte e uso de arma apropriada, criteriosa, como na Suissa ou em Israel. A alternativa será um suicídio colectivo.
Liders, rodeados por dezenas de seguranças armados, não têm o problema do sacerdote, pelo que cantam as costumeiras platitudes.
Outros há que já esconderam a cabeça na areia. Evitam assim ver o leão.
Sem imagem de perfil

De zazie a 29.07.2016 às 11:15

O facto de também ninguém se dar ao trabalho de pensar e comentar estes factos mostra como os media formataram a cabeça das pessoas e agora vive tudo de chavões. Basta uma palavra- tipo- nazismo- terrorismo- islamismo- bullying e pronto- já está tudo entendido.


Tirassem-lhes as palavras da boca e era uma chatice porque tinham de entender o mundo e para isso pouca gente está preparada.
Sem imagem de perfil

De zazie a 29.07.2016 às 11:18

Quanto ao final do post- de termos de nos proteger, juntamente com os que fugiram dessas tiranias, a questão é que foi a UE a responsável e mais ninguém por ela pela mistura a granel.


Os que fugiram mesmo à barbárie e foram metidos no mesmo saco dos oportunistas e terroristas, bem podem agradecer ao paternalismo da Bismerka
Sem imagem de perfil

De zazie a 29.07.2016 às 11:22

Só mais um detalhe- estes cagotos de agora são da mesma ordem dos tafurs cruzadísticos.


Tenho esta ideia- de achar que a semelhança está no milenarismo. Voltei a ler o Norman Cohn; postei em Outubro, antes do atentado de Paris.
Recentemente descobri que o John Gray pensa o mesmo.


Enquanto não encontrar alguém que contra-argumente e me prove que estou errada, acho que é a melhor aproximação histórica para entender o fenómeno. 
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.07.2016 às 12:42

Creio ser simples. A maior organização mundial há mais de mil anos, quando quiser e sem deixar de apelar ao Bem, vai rebentar quem a aborrece. Como sempre tem feito.
Sem imagem de perfil

De pita a 29.07.2016 às 12:43

Creio ser simples. A maior organização mundial há mais de mil anos, quando quiser e sem deixar de apelar ao Bem, vai rebentar quem a aborrece. Como sempre tem feito.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.07.2016 às 17:08


Caro João,


"foi o primeiro crime claramente direccionado contra a Igreja Católica..." - na Europa, pois na África e médio Oriente estes ataques têm sido constantes (não diria somente contra a igreja católica, mas contra os cristãos).
O islamismo, tal como está cristalizado no tempo, mas a querer espaço, está condenado. Entretanto, no ser estertor vai tentar fazer o máximo número de vítimas. A questão é se nós iremos permitir.
Sem imagem de perfil

De Adelaide a 29.07.2016 às 17:09


Caro João,

"foi o primeiro crime claramente direccionado contra a Igreja Católica..." - na Europa, pois na África e médio Oriente estes ataques têm sido constantes (não diria somente contra a igreja católica, mas contra os cristãos).
O islamismo, tal como está cristalizado no tempo, mas a querer espaço, está condenado. Entretanto, no ser estertor vai tentar fazer o máximo número de vítimas. A questão é se nós iremos permitir.
Adelaide

Comentar post


Pág. 1/2



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    E golpes de Estado só o 28 de maio, não é?PP

  • Anónimo

    estatísticas do iné

  • Anónimo

    manuela eanes não diria melhor

  • Luís Lavoura

    Pode ser um dos atos mais anti-naturais do mundo, ...

  • Anónimo

    " a monstruosidade de abandonar o filho à morte nã...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2006
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D